Falecimento de ARy Fernandes ,o criador da série O Vigilante Rodoviário

Faleceu neste domingo pela manhã em São Paulo o cineasta Ary Fernandes. Estava com 79 anos e desde 2005 enfrentava problemas de saúde em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Sua intensa carreira em várias áreas do cinema começou nos estúdios da Maristela por volta de 1950, onde trabalhou ao lado de Alberto Cavalcanti. Foi a partir de 1959 que ele ganhou notoriedade como criador e diretor de “O Vigilante Rodoviário”, a primeira série brasileira feita para a TV. Carlos Miranda, ator principal (ao lado do cachorro Lobo), acabou trabalhando na Polícia Rodoviária de São Paulo. A produção terminou em 1967. Posteriormente, Ary dirigiu a serie “Águias de Fogo”, também para a TV e inúmeros longas como “Uma Pistola para Djeca” (com Mazzaropi), “Mágoas de Caboclo”, “Quando Elas Querem ...e eles Não” e “As Trapalhadas de Don Quixote e Sancho Pança”. Como produtor, assinou “Anjo Loiro” e “Trindad...é Meu Nome”, entre outros filmes. A sua vida e sua carreira estão no livro “Ary Fernandes – Sua Fascinante História”, biografia com mais de 450 páginas escrita por Antonio Leão da Silva Neto para a Coleção Aplauso. toda a coleção Aplauso, inclusive m/autobiografia, está disponível pela Internet.
http://aplauso.imprensaoficial.com.br

Exibições: 73

Comentário de Francisco José Corrêa em 29 agosto 2010 às 19:36
Fim só da matéria. Ficam as lembranças de um lutador do cinema nacional. Pioneiro nas séries filmadas para a TV, "O Vigilante Rodoviário" e "Aguias de Fogo". Permitam-me uma lembrança muito particular minha. Em 1967, quando eu ainda tateava o mercado de trabalho, para ver onde conseguiria me encaixar, foi Ary Fernandes quem me deu a primeira oportunidade de trabalho, em "Aguias de Fogo", que recentemente foi restaurada e está sendo exibida pelo Canal Brasil. Ele era um dos principais produtores. Não via o Ary há mais de 10 anos, pois que eu moro no Rio e ele estava morando em São Paulo. Mas na última vez em que nos vimos, foi um encontro cordial e felizmente pude até lhe agradecer, porque foram seus conselhos no meu início de carreira que me abriram muitos horizontes e me ajudaram a sobreviver nessa selva.
Aplausos calorosos para um profissional que está mudando de plano. É a recompensa que mais agrada a um artista e empreendedor como foi Ary Fernandes. Até um dia. Mais aplausos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço