Portal Luis Nassif

"Fica doido varrido" - Um dos grandes hits do Carnaval de 1945

Um dos maiores hits do Carnaval de 1945 foi - “Fica doido varrido” -, gravado por Sílvio Caldas e composto por Benedito Lacerda e Erastótenes Frazão.

Sílvio Caldas (1908-1998) - “O Caboclinho querido” - na definição de César Ladeira: “quanto mais velho ficava melhor se tornava a sua garganta”. Cantava a “seresta” como ninguém. Tinha alma seresteira. Mesmo no auge da fama ele trocava as boates badaladas da época para cantar os “fracassos de amor” em bares dos subúrbios.

Gravou centenas de músicas, algumas de sua autoria, como “Chão de estrelas” (parceria com Orestes Barbosa), “Violões em funeral” e “Quase que eu disse”. Era um apaixonado pela Música Popular Brasileira.

Benedito Lacerda (1903-1958) foi um dos flautistas famosos e inovadores da música brasileira, além de compositor de mão cheia. Destacou-se compondo, entre outros estilos, choros e músicas para o carnaval. Criou, em 1930, o grupo “Gente do Morro”, primeiro grupo liderado por ele, que tempos depois formaria o famoso regional que levou o seu nome.

Erastótenes Frazão (1901-1977) - flautista e compositor de mão cheia -, deixou sua marca na Música Popular Brasileira. Iniciou aos 12 anos o estudo da flauta e teoria musical. Também enveredou pelos cursos de medicina e veterinária, mas a carreira jornalística e de compositor falaram mais alto. Teve inúmeros parceiros a exemplo de: Jorge Faraj, Cristovão de Alencar, Benedito Lacerda, Sílvio Caldas, Roberto Martins, Nássara, Alberto Ribeiro, Dunga, Pedro Caetano e tantos outros.

Fica doido varrido” (Benedito Lacerda/Erastótenes Frazão) # Sílvio Caldas. Disco Victor (80.0247-B) / Matriz (S-078083). Gravação (03/11/1944) / Lançamento (janeiro/1945).

“Fica doido varrido”

Fica doido varrido, quem quer
Se meter a entender a mulher!

Comprei um barracão lá na favela
Pra ela morar
Botei o barracão no nome dela
E tudo comprei, pra enfeitar nosso lar
Ela pedia a Deus do céu
Pra ir morar num arranha-céu...

Dei-lhe o apartamento que pedia
Mas hoje, é de cortar o coração!
A pobrezinha, chora, chora, noite e dia
Pedindo pra voltar ao nosso humilde barracão.

Fica doido varrido, quem quer
Se meter a entender a mulher!

 

************

Fontes:

- Dicionário Cravo Albin da MPB / Verbetes: Sílvio Caldas (AQUI), Benedito Lacerda (AQUI) e Erastótenes Frazão (AQUI).

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Foto Selo Disco: Arquivo Confraria do Chiado (Facebook).

- Site YouTube / Canal: Rodrigo Castro de Mendonça.

************

Exibições: 36

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço