Portal Luis Nassif

Patrick Caulfield (sobre poema de Jules Laforgue)

Para Deisa, renascida em janeiro.

Renascer/Meditação # (Camille Saint-Saens - Altay Veloso/ Gilberto Gil)

FRESTA

Em meus momentos escuros 
Em que em mim não há ninguém,
E tudo é névoas e muros
Quanto a vida dá ou tem,


Se, um instante, erguendo a fronte
De onde em mim sou soterrado,
Vejo o longínquo horizonte
Cheio de sol posto ou nado,


Revivo, existo, conheço;
E, inda que seja ilusão
O exterior em que me esqueço,
Nada mais quero nem peço:
Entrego-lhe o coração.

(Fernando Pessoa)





MÚSICA:

Valsa brasileira - Zizi Possi

Exibições: 169

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço