Em 1960, votei no Marechal Henrique Dufles Teixeira Lott, para presidente. Perdi. Quem ganhou foi aquele alcoolatra quatrolhos de Corumbá, teatralmente criado pelo IBAD e pela USAID. Sete meses depois, o FDP mijou no prato que comeu e se escafedeu. Ai em 1964 vieram os milicos udenistas, que nunca ganhariam uma eleição legítima e me tiraram o direito de votar para presidente e governador. Só podia votar para parlamentares. Mesmo assim, nos deles, pois os contrários à eles eram cassados, presos ou assassinados, como foi o Rubens Paiva.
Em 1989, pude votar para presidente. Votei no Lula. Em 1994, votei no Lula. Em 2002, votei no Lula. Em 2006, votei no Lula. Em 2010, votei na Dilma. Em 2014, votei na Dilma de novo. Em 2018, votarei mais uma vez no Lula. Em 2022, lá vem a Dilma e eu voto nela "traveiz". Ôôôô gente! Será que em 2026 eu ainda vou estar aqui para votar no Haddad ou no Pimentel?

Exibições: 102

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço