Hermínio Bello de Carvalho - Lenda viva da Cultura Brasileira

 

 

Hermínio Bello de Carvalho
* 28/3/1935 - Rio de Janeiro (RJ)

 

 

 

Em 28 de março de 2013 o compositor, produtor musical, escritor e poeta Hermínio Bello de Carvalho completa 78 anos de existência e excelentes serviços prestados à cultura brasileira. Deixou sua marca nas revistas “O Cruzeiro”, “Leitura”, “Revista da Música Popular” (Lúcio Rangel) e no jornal “O Pasquim”, entre outras publicações.

 

 

 

 

 

No Zicartola: Elton Medeiros, Clementina de Jesus, Ismael Silva, Nelson Cavaquinho e Hermínio Bello de Carvalho.

 

 

 

Freqüentador assíduo das noitadas do Zicartola (restaurante comandado por Cartola e Dona Zica) Hermínio interagia com os sambistas/cantores da época a exemplo de Zé Kéti, Nelson Cavaquinho e Aracy de Almeida e introduzia alguns desconhecidos, como Paulinho da Viola. Foi no Zicartola que tornou-se amigo de Elton Medeiros. Mais tarde ambos viriam a ser seus parceiros. Hoje seu leque de parceiros/admiradores é imenso.

 

 

 

Hermínio foi diretor-roteirista do antológico show “Rosa de Ouro” que lançou no cenário artístico Clementina de Jesus e Paulinho da Viola.

 

Concordo plenamente com Haroldo Costa quando diz que “se não tivesse feito mais nada (e como faz!) bastariam os fatos de ter revelado Clementina de Jesus, inventado os projetos ‘Seis e Meia’, com Albino Pinheiro, no Teatro João Caetano, e o ‘Pixinguinha’, que viajou o Brasil inteiro”.

 

 

 

Atualmente ele desenvolve um excelente trabalho online - “Oficina de Coisas e Reparos”, já na sua nona edição, do qual tenho enorme prazer em participar. Sua generosidade é contagiante no compartilhamento de suas experiências com os “oficineiros”. Tenho aprendido muito com você, Hermínio.

 

 

 

 

 

 

 

 

Aniversário sem MÚSICA e POESIA não tem graça. Por isso compartilho com vocês algumas faixas do excelente CD “Manuscrito Sonoro - Hermínio Bello de Carvalho”.

 

 

 

 

Rastejando” (Henrique Annes/Hermínio Bello de Carvalho) # Hermínio (voz) / Henrique Annes (violão) / Arismar do Espírito Santo (violão 7 cordas).

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando o amor acaba” (Moacyr Luz/Hermínio Bello de Carvalho) # Áurea Martins (voz) / Maurício Carrilho (arranjo/violões) /André Santos (baixo acústico).

 

 

 

 

 

 

 

 

Penugem” (Luiz Ribeiro/Hermínio Bello de Carvalho) # Zezé Gonzaga/Zé Renato (voz) / Luiz Ribeiro (arranjo/violões) / Neymar Dias (baixo acústico).

 

 

 

 

 

 

 

 

E o vento levou” (Zé Renato/Hermínio Bello de Carvalho) # Zé Renato (arranjo/violão/voz) / Toninho Ferragutti (acordeon) / Neymar Dias (baixo acústico).

 

 

 

 

 

 

 

 

Samba pro Maurício” (Joyce/Hermínio Bello de Carvalho) # Joyce (arranjo/violão/voz) / Zé Renato (voz).

 

 

 

 

 

 

 

 

Lúcio Rangel” (Hermínio Bello de Carvalho) # Hermínio (voz/violão/construção).

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda do CD Manuscrito deixo mais duas faixas postadas no meu blog, separadamente, em setembro de 2012 e no início de 2013. Clique no nome da música para acessar.

 

 

- “Obrigado, Cartola” (Paulinho da Viola/Hermínio Bello de Carvalho) # Paulinho da Viola (voz/violão).

 

 

- “Baden, a lenda” (texto de Hermínio Bello de Carvalho) # Baden Powell (violão/voz) / Maria Bethânia (voz) / “Valha-me Deus” (Baden Powell/ Herminio Bello de Carvalho) # Baden Powell (violão/voz) /Herminio Bello de Carvalho (voz).

 

 

 

Abaixo fragmento do Show "Timoneiro", gravado ao vivo no Teatro SESC Pompéia (SP) em 21 de outubro de 2005, em homenagem aos 70 anos do multifacetado Hermínio Bello de Carvalho.

Hermínio, Áurea Martins, Zé Renato, Zezé Gonzaga, Zélia Duncan, Simone, Alaíde Costa e Vital Lima cantam "Alvorada", música de Cartola, Carlos Cachaça e Hermínio, e "Sei Lá, Mangueira", de Paulinho da Viola e Hermínio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A figura lendária de Hermínio Bello de Carvalho está, embrionariamente, associada à cultura brasileira. O raio de amplitude de sua atuação engloba, praticamente, todas as áreas e ferramentas afins a cultura, inclusive a “online” É um patrimônio vivo que merece ser reverenciado, valorizado e lembrado, sempre. PARABÉNS, HERMÍNIO!

 

 

 

************

Fonte:

- HISTÓRIA DO SAMBA. Rio de Janeiro: Globo, 1997-1998. Quinzenal. 40 fasc. 40 CDs.
- Timoneiro - Perfil biográfico de Hermínio Bello de Carvalho, de Alexandre Pavan. - Rio de Janeiro: Casa da Palavra. 2006.

 

************

Exibições: 413

Comentário de Gregório Macedo em 2 abril 2013 às 2:45

Vim atrás do bamba Claudionor Cruz (espero que chegue em breve, pois os vídeos, embora poucos, estão ótimos) e deparei com a homenagem a outro monstro sagrado, Hermínio Bello de Carvalho - que merecidamente integra o panteão dos ícones da MPB, não só por tudo o que produziu, mas pelo que está a produzir.

Parabéns ao Hermínio, e que venham novas 78 primaveras.

E a você, pesquisadora, beijos.

 

 

 

Comentário de Laura Macedo em 2 abril 2013 às 2:58

Gregório,

Vou tirar um dia só para atualizar meus posts aqui no PLN. Já tenho dois na fila: O Chico Fim de Noite e o Claudionor Cruz. Haja tempo! Sempre fico arrenpendida quando não faço, aqui, primeiro.

Nosso querido Hermínio merece todas as homenagens.

Amei seu registro. Fiquei com peninha por você ter perdido o comentáiro lá no LNO. Valeu a intenção, fofinho.

Super beijo.

Comentário de lucianohortencio em 14 fevereiro 2014 às 11:41

Comentário de lucianohortencio em 14 fevereiro 2014 às 11:42

Não conhecia esse maravilhoso Post!

Abração do luciano

Comentário de Laura Macedo em 14 fevereiro 2014 às 23:36

Amigo Luciano,

Sempre um enorme prazer quando você "assina o ponto" por aqui.

Fico super feliz por você ter gostado.

Abraços.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço