Hiroshima - Sons e cenas da reconciliação na cerimônia de Hiroshima

O repórter brasileiro Alexandre Sammogini partiu dia 5 de agosto com várias missões rumo a Hiroshima e Nagasaki: cobrir para a agência de notícias sobre cultura de paz e não violência, Pressenza, os eventos nestas cidades e representar o Brasil pela Marcha Mundial pela Paz e Não Violência http://marchamundial.org.br/

.
Os detalhes foram postados no fórum aqui da comunidade, conforme o link:
http://blogln.ning.com/forum/topics/jornalista-brasileiro-inicia?pa...

No site da agência de notícias Pressenza http://pressenza.com/npermalink/sons-e-cenas-da-reconciliacao-na-ce... é possível acessar mais detalhes de como foi a cerimônia em Hiroshima e outras informações da cobertura de todos os eventos, além do acesso ao endereço no flickr com as fotos.

(trecho)
Hiroshima, 07-08-2009Por sorte vinha chegando o anfitrião do evento, o prefeito de Hiroshima. Pedi para Matteo, nosso fotógrafo tentar uma foto. Rapidamente disparou o botão da câmera duas vezes. Foi o tempo justo para um segurança pedir nossa identificação. Mostramos o crachá, mas mesmo assim falou que ali não podíamos tirar fotos.

Continuei procurando o credenciamento da imprensa, até que desisti e resolvi entrar em uma área reservada para estrangeiros. Pouco antes das 8 da manhã, o calor já era intenso. Estava um pouco irritado com as dificuldades. Essa era a cerimônia de Hiroshima? Sentei e relaxei um pouco.

Logo percebi que a área em que estava era possível chegar próximo do “palco” do evento. Achei engraçado que estava mais perto da cena central do que se tivesse ido para o lugar reservado para os jornalistas. Quando bateu 8 em ponto a orquestra começou a tocar e veio a primeira cerimônia. Era dedicada ao registro dos nomes das vítimas da bomba. A irritação tinha ido embora e a comoção foi imediata.

Logo veio uma reflexão que estava rondando em minha cabeça nos últimos dias. Por que os japoneses não se ressentiram contra seus algozes? Ainda não encontrei respostas para esta questão – nem sei se conseguirei, mas é certo que o clima da cerimônia era de serenidade. Tinha uma neutralidade e um respeito que ao final levava a uma abertura de futuro. Nada de ressentimento do passado.

A música, depois a homenagem aos nomes das vítimas, os dircursos e o ponto alto: uma revoada de pássaros. Os milhares de estudantes japoneses e de outros países acompanhavam tudo atentamente. Os pássaros voaram com as almas dos mortos. Definitavamente não pairava o ar um clima de ressentimento, muito menos ódio. Havia apenas o pedido e o clamor de que a tragédia nuclear nunca mais volte a ocorrer.

O discurso do presidente da assembléia geral das Nações Unidas parecia captar o sentimento: “o Japão é o único país do mundo a sofrer um ataque atômico, mesmo assim teve a capacidade de se reconciliar... Hiroshima é a cidade emblemática da Paz”, falou Miguel D’Escoto. Por isso, o Japão continua sendo o símbolo da luta pela abolição das armas nucleares.

Veja mais fotos:

http://www.flickr.com/photos/jyotaro/sets/72157621958966384/
http://www.flickr.com/photos/jyotaro/
http://www.flickr.com/photos/jyotaro/sets/72157621826765053/

O editor de Pressenza Alexandre Sammogini é convidado da prefeitura de Hiroshima para homenagem às vítimas da bomba atômica. Dia 5 de agosto o jornalista lança oficialmente a agência de notícias Pressenza direto de Hiroshima em um ato simbólico em que será acesa uma tocha da Marcha Mundial pela Paz e a Nao Violência.

Exibições: 116

Comentário de Cida Medeiros em 8 agosto 2009 às 12:54
Hoje, 8 de agosto, às 11 horas da manhã, Alexandre concederá entrevista para a CBN, direto de Hiroshima sobre tudo o que está ocorrendo por lá.
Comentário de Cida Medeiros em 8 agosto 2009 às 21:12
Amanhã, 9 de Agosto acontece a cerimônia em Nagasaki.
http://en.wikipedia.org/wiki/Nagasaki_Peace_Park
No Wikipedia é possível encontrar os dados da destruição causada:
DAMAGE CAUSED BY THE ATOMIC BOMB EXPLOSION
1. Leveled Area:.................6.7 million square meters
2. Damaged Houses:
Completely burned:.............11,574
Completely Destroyed:.........1,326
Badly Damaged:..................5,509
Total structures damaged:......18,409
3. Casualties: Killed:......73,884
Injured..........................74,909
Total:..........................148,793
(Large numbers of people have died in the following years from the effects of radioactive poisoning)
Comentário de Cida Medeiros em 8 agosto 2009 às 23:17
Fotos dos eventos de 6 de agosto pelo mundo: http://marchamundial2010.ning.com/photo
Comentário de Cida Medeiros em 9 agosto 2009 às 11:48
http://pressenza.com/npermalink/convite-aos-paises-com-armas-nuclea...

Convite aos países com armas nucleares: visitem o museu da bomba atômica
Alexandre Sammogini

O prefeito da cidade de Nagasaki, Tomihisa Taue, faz um chamado aos presidentes e primeiros-ministros de todos os países que atualmente possuem ogivas nucleares. “Visitem Nagasaki, uma cidade que sofreu com a destruição nuclear”, disse o dirigente na cerimônia realizada hoje, 9 de agosto, pela memória das vítimas da bomba de 1945.

2009-08-09-00031
Imagem de: Alexandre Sammogini
Velas e monges em memória às vítimas da tragédia nuclear de Nagasaki

PressenzaNagasaki, 09-08-2009Desta vez não tive como escapar. Em Hiroshima não tive coragem de entrar no museu da bomba. Inventei uma desculpa, a falta de tempo e saí da cidade sem passar por lá. Não queria ver os horrores da tragédia atômica. Ontem, em Nagasaki decidi vencer as resistências e vi as fotos dos corpos destroçados e das feridas em carne desfigurada dos “Hibakusha” – sobreviventes da bomba. Fiquei impressionado!

Hoje, 9 de agosto, participei da cerimônia em memória das vítimas. Como poderia ficar indiferente quando ofereceram água aos mortos junto ao monumento com os nome das vítimas? Lembrei da explicação que o pior não eram as dores dilacerantes dos ferimentos, mas a sede que aumentava dia a dia, hora após hora depois do ataque. Não se podia beber a água radioativa.

Pensei, que bom era beber uma garrafa de água gelada nesse calor de quase 38 graus centígrados, que faz hoje em Nagasaki. No dia da bomba, exatamente em 9 de agosto de 1945, às 11h02, devia fazer o mesmo calor de hoje.

Tinha evitado até agora entrar nesses detalhes e lembranças tão nefastas, porém não poderia deixar de resgatar todas essas imagens para compreender e sentir plenamente o clamor algumas vezes ouvido nestes dias: Hiroshima nunca mais! Nagasaki nunca mais ! Nunca mais Hibakusha – sobreviventes da bomba! Definitivamente, é preciso eliminar todas as armas nucleares do planeta.

A verdade sobre o horror atômico

“Como uma cidade atacada com armas nucleares, Nagasaki tem a responsabilidade de mostrar para o mundo a verdade sobre o horror das bombas atômicas e continuar a campanha para a abolição de tais armas”, disse Takashi Yoshihara, presidente do conselho municipal de Nagasaki, na abertura da cerimônia de hoje 9 de agosto.

Já o prefeito de Nagasaki e anfitrião do evento, também bastante concorrido, assim como três dias antes em Hiroshima, fez um chamado aos presidentes dos Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido, Irã, primeiros-ministros do Paquistão, Índia, Israel e da Coréia do Norte, ou seja, de todos os países que atualmente possuem armas nucleares.

“Visitem o museu da bomba atômica e fique diante das imagens de devastação nuclear, em que os ossos de numerosas vítimas ficaram para sempre enterradas. Em 9 de agosto de 1945, 11h02, Nagasaki foi devastada pela intensa radiação, aumentou muitos graus centígrados com horríveis ventos mortais. Chamas devastadoras transformaram a cidade em uma ruína silenciosa”, disse Taue em seu discurso hoje.

Em quase todos os pronunciamentos, tanto dos dirigentes japoneses, como de outros ilustres, como o presidente da Assembléia Geral da ONU, Miguel D'Escoto, houve referência à esperança aberta pelas recentes declarações do presidente Obama a favor do desmantelamento dos arsenais nucleares.

O editor de Pressenza Alexandre Sammogini é convidado das prefeituras de Hiroshima e Nagasaki para cerimônia das vítimas da bomba atômica. Dia 5 de agosto o jornalista participou de um ato simbólico em que foi acesa uma tocha da Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência -

Mais informações:

www.theworldmarch.org
Comentário de Cida Medeiros em 15 agosto 2009 às 9:18
Hiroshi Fukui , Peace Not War Japan http://www.peace-not-war.org/, Alexandre Sammogini, editor de Pressenza http://pressenza.com/e Matteo Gattoni , da Marcha Mundial pela Paz e Não Violência, da Itália http://marchamundial.org.br/

Comentário de Cida Medeiros em 15 agosto 2009 às 9:24
http://pressenza.com/npermalink/japao-da-paz

Esta jornada de Alexandre Sammogini ao Japão está chegando ao fim. Em um de seus mais recentes artigos, Japão da Paz, ele comenta sobre estes vários tempos históricos que se pode conviver na Tóquio deste século XXI.

Dentre as várias atividades, uma visita à sede da SGI em Shinjuku http://www.sgi.org, um dos bairros mais intensos de Tóquio. Foi a SGI que lançou recentemente um site, o People's Decade http://www.peoplesdecade.org/, dedicado inteiramente à discussão do flagelo que são as bombas nucleares, com depoimentos de sobreviventes e de especialistas no tema. O site também traz um calendário de eventos que a SGI tem promovido, como exposições itinerantes, para fazer chegar ao maior número possível de pessoas estas informações e, assim, colaborar para formar opinião a respeito.

Na foto, Alexandre visita uma exposição na sede da SGI, em Tóquio, e posa ao lado de um painel que mostra o Centro Cultural Campestre da SGI no Brasil, em Aldeia da Serra, São Paulo. A organização, voltada à paz, cultura e educação, mantém o CEPEAM, Centro de Estudos e Pesquisas da Amazônia. Este centro sedia seminários, workshops e palestras sobre os mais variados temas ligados à questão da sustentabilidade e preservação das florestas tropicais, como se dedica ao cultivo de mudas de plantas passíveis de extinção para devolver à floresta, garantindo

a perpetuação destas espécies.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço