IMPERDÍVEL: GRANDES NOMES DA LITERATURA NESSE SÁBADO (12/06/10)


Três esquetes teatrais dirigidas por Jiddu Saldanha em parceria com os Grupo Bicho de Porco e Teatro Trupiniquim a partir de grandes obras da literatura brasileira. Marcando a reestréia do Grupo Bicho de Porco no Rio de Janeiro com todo o seu repertório recente e a parceria com o Teatro Trupiniquim.

LOCAL: Centro Cultural Laurinda Santos Lobo
Rua Monte Alegre 306 Santa Teresa
Tel: 22243331
DATA: Sabado dia 12/06
HORARIO: 20h
ENTRADA GRATUITA. Senhas distribuídas uma hora antes do evento.


O CÃO SEM PLUMAS
de João Cabral de Melo Neto



Duração: 17 min
Classificação: Livre

SINOPSE

Através da mímica moderna, a cena traz um olhar revitalizado ao estranho mundo imagético e sonoro de João Cabral de Melo Neto, tendo como base uma de suas obras mais conhecidas. O Cão Sem Plumas foi o primeiro trabalho do Grupo Bicho de Porco sob a direção artística de Jiddu Saldanha. Essa apresentação marca a estréia de Bárbara Morais no papel que também é defendido por Bruno Peixoto.

FICHA TÉCNICA

Encenação – Jiddu Saldanha
Iluminação, Sonoplastia e Equipe Técnica – Quatro por Quatro
Fotografias – André Amaral
Produção e Programação Visual – Bruno Peixoto
Elenco – Bárbara Morais
Realização – Grupo Bicho de Porco
Parcerias – Atelier D`Aroreira e Projeto Cinema Possível


RESIDÊNCIA NO REDEMOINHO



Duração: 12 minutos
Classificação: Livre

SINOPSE

Perambulando pelas terras do Brasil, Conceição já encontrou de tudo. E cada vez mais ela se sente impelida a caminhar, a viajar, para conhecer e questionar. Só o ímpeto de partida que a acompanha desde a juventude, sua fé tamanha da qual duvida a todo momento e seu atinado e insensato gosto por filosofias são que vão guiando essa mulher pelas distâncias que seus olhos e seus ouvidos não deixam escapar nenhum detalhe. Realizado a partir de trechos de Grande Sertão: Veredas e O Apocalipse de João.


FICHA TÉCNICA

Texto: Guimarães Rosa e Huguera Rodrigues
Encenação: Jiddu Saldanha
Assistência de Direção: Bruno Peixoto
Preparação Vocal: Carlos Gracie
Elenco: Karol Schittini
Realização: Teatro Trupiniquim


JORNADA DE PAZ TEMPO DE GUERRA


Duração: 15 min
Classificação: Livre

SINOPSE

Três soldados, perdidos num campo de batalha de um lugar muito distante encontram-se por acaso numa clareira e ali, esquecem as trincheiras e se entregam ao universo lúdico, lírico e bacante da poesia como arma de resgate da própria humanidade perdida. Realizado a partir do poema Canto ao Homem do Povo.



FICHA TÉCNICA

Texto - Carlos Drummond de Andrade
Encenação – Jiddu Saldanha
Consultor Dramático – José Facury
Coordenação de Pesquisas – Bárbara Morais
Iluminação, Sonoplastia e Equipe Técnica – Quatro por Quatro
Fotografias – André Amaral
Produção e Programação Visual– Bruno Peixoto
Supervisão Corporal: Tatiana Prota
Elenco - Bárbara Morais, Bruno Peixoto e Louise Marrie
Realização – Grupo Bicho de Porco
Parcerias – Atelier D`Aroreira e Projeto Cinema Possível


GRUPO BICHO DE PORCO

O Grupo Bicho de Porco surge no cenário teatral em 1995, na cidade de Niterói-RJ, idealizado pelo ator, diretor e dramaturgo Gilsérgio Botelho. Desde seu surgimento o grupo caracteriza-se na construção de trabalhos fortemente reflexivos feitos a partir de pesquisas temáticas e estéticas, marcados por um mergulho rigoroso dentro de cada universo pesquisado. Em 2008, retomou suas atividades na cidade de Cabo Frio-RJ. Sob a direção artística de Jiddu Saldanha desenvolve a Trilogia-Jornadas, formada por O Cão Sem Plumas (2008-2010) Jornada Shakespeare (2008-2010), Jornada de Paz Tempo de Guerra (2009-2010).
A Trilogia - Jornadas pretende discutir a função social do trágico e do lúdico enquanto características formadoras do teatro ocidental, e como eles sobrevivem, se inserem, se modernizam em uma sociedade fortemente globalizada, onde os valores regionais e específicos de cada cultura são diluídos e abafados a cada dia; utilizando o teatro como instrumento consciente de reflexão e perpetuação de nossa cultura, tanto como brasileiros quanto como latino-americanos.

Grupo Bicho de Porco na internet: bichodeporco.blogspot.com


TEATRO TRUPINIQUIM

O Teatro Trupiniquim é um coletivo aberto, de integração artística, que quer nada menos do que tornar a arte acessível, transformadora, comunicadora e essencialmente reveladora da nossa própria realidade cultural.
Nascido do encontro de artistas, em fevereiro de 2009, unidos com um mesmo propósito: fazer arte, levando ao mundo a oportunidade de uma transformação imediata, da abertura de pontos de vista; deixar a arte fazer parte do cotidiano.
Assim, num desejo infinito de diálogo, o Teatro Trupiniquim se expressa e comunica através do teatro, da música, dança, circo, que são as culturas e os cultivos da trupe. É popular, é erudito; clássico, contemporâneo. Vivo, livre.

Teatro Trupiniquim na internet: http://www.trupiniquim.com/

E-Mail Teatro Trupiniquim: trupiniquim@gmail.com

Contamos com a sua presença neste grande espetáculo!

Clemente.

Cia. De Teatro Atemporal.

Colaboraram: Renata Andrade (Teatro Tupiniquim) e Bruno Peixoto Cordeiro (Planejamento e Produção do Grupo Bicho de Porco)

Fotos: André Amaral

Exibições: 82

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço