Indústria lança manifesto pela inovação

LILIAN MILENA
Da Redação - ADV


A Confederação Nacional das Indústrias (CNI) anuncia manifesto em favor do aumento de pesquisa e aplicação em novas tecnologias no Brasil. O objetivo é dobrar em quatro anos o número de empresas inovadoras.

Declarada durante o terceiro Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria – realizado no dia 19 de agosto, em São Paulo – a Mobilização Empresarial Pela Inovação (MEI) pretende levar a todos os setores produtivos a ideia de que a aplicação de conhecimento é prioridade para ampliar a competitividade.

Segundo o presidente da CNI, Armando Monteiro, das 500 mil indústrias existentes no Brasil, cerca de 6 mil investem em pesquisa e 30 mil declaram inovar em produtos e processos. “Considerando um conceito amplo de inovação – que diz respeito a modelos de negócios, processos, além de novos produtos – é perfeitamente factível dobrar esses números em quatro anos”, diz.

Para muitos empresários, investir em inovação significa aumentar seus riscos, sendo uma atividade exercida, sobretudo, por grandes companhias. No Brasil 96% dos 500 mil empreendimentos são de médio, micro e pequeno porte, portanto, os que encontram mais dificuldades na hora de alocar recursos à pesquisa aplicada. Outro dado destacado pela CNI, aponta que o país investe menos de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) em pesquisa e desenvolvimento (P&D). Em contrapartida, países como Suécia, Estados Unidos e Coréia direcionam mais que 5% de todas suas riquezas à inovação.

Objetivos

A CNI espera que no Mapa Estratégico da Indústria ocorra um aumento para 2% dos investimentos do PIB brasileiro em P&D, até 2010. E resume os objetivos da Mobilização Empresarial pela Inovação em seis pontos:

- A inovação como prioridade estratégica das empresas, independente de porte e setor de atividade;
- O poder público tem papel fundamental para estimular e fomentar o movimento de inovação no país;
- O setor privado deve participar no aperfeiçoamento da política de fomento a inovação;
- É necessário aprimorar o modelo educacional voltado para a criação de uma cultura inovadora e empreendedora;
- O movimento deve considerar em todas as dimensões os imperativos das questões socioambientais e tornar inalienável o compromisso com a sustentabilidade;
- A gestão pública deve se modernizar, no sentido de estimular um ambiente mais propício à inovação em âmbito nacional.

A CNI esclarece que a aplicação de P&D é uma atividade coletiva, mas que a empresa deve ter o papel principal nesse movimento, dependendo de infraestrutura e sólidas instituições de pesquisa, além de boas universidades. “As deficiências nacionais em engenharia e ciência são inquietantes”, divulga no manifesto.

O poder de compra do Estado tem papel importante no estímulo à inovação. Para os empresários, os marcos regulatórios do país devem se adequar ao ambiente atual e destacam a carga tributária elevada, o câmbio desfavorável, burocracias, problemas de infraestrutura e logística, entre os principais vilões do desenvolvimento.

Ações

Para atingir suas metas de qualificação de pessoas, o setor industrial pretende aumentar as ações em:

- Núcleos de inovações nas Federações da Indústria;
- Generalização das ações de suporte à inovação em cursos nas Associações Setoriais;
- Maior ênfase nos serviços técnicos e tecnológicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai);
- Disseminação de serviços de gestão da inovação com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL);
- Parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para a difusão de metodologias junto às pequenas empresas;
- Articulação dos diversos setores para estabelecer de comum acordo metas de inovação com o setor público.

Com os pontos dispostos no 3º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, a CNI se compromete a definir um plano de ação em sessenta dias – contados a partir publicação do manifesto – onde irão fixar metas setoriais de inovação.

Clique aqui para ler o manifesto na íntegra

Exibições: 69

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço