INJUSTIÇAS

Elas sempre nos causam um sentimento de revolta.O desespero e a insegurança vêm juntos.

Mas,na maioria dos acontecimentos em que a injustiça se faz presente ,se procurarmos bem,a raiz está o medo.

Foi assim nesse triste acontecimento da morte do brasileiro Jean Charles de Menezes,em Londres,há cinco anos passados.

Uma população amedrontada , atingida no coração pelos atentados terroristas no centro da sua Capital ,aciona uma polícia temerosa,pois,é responsável pela segurança dos seus cidadãos.E falhou, lindamente.

Certa das suas limitações e erros crassos o jeito é procurar culpados.

Os londrinos querem a cabeça de alguém;e querem para ontem.Vamos satisfazê-los.

Assim começa a corrida de ratos pelos locais públicos,uma desordenada caça às bruxas que culminou na maior das injustiças e no crime mais bárbaro:a morte de um inocente,o brasileiro Jean Charles,apenas um trabalhador que saiu do seu pais em busca de uma vida melhor.

Os experientes policiais londrinos nem se deram ao trabalho de abordar o cidadão Jean Charles;cheios de medo atiraram antes para perguntar depois.Certos da impunidade ,sem vergonha da sua incompetência e brutalidade.Como os nossos assaltantes de ruas que atiram sem qualquer motivo apenas levados pelo medo.Antes eles do que eu, é a máxima.

Acidentes de percurso, efeitos colaterais,dizem os notórios ceifadores de vidas humanas,os ingleses,os americanos,os sionistas.Todos afeitos à genocídios injustificáveis contra populações que contrariem seus interesses ou contra países que tenham riquezas cobiçadas por eles.

Um jovem brasileiro, terceiromundista e pobre!? Ora, é só um detalhe!

Enquanto o pretenso terrorista descansava em outro pais,rindo dos assassinos de Ian Blair,esse jovem pagava por um crime que não cometeu nem nunca pensou cometer.

E ,retorno ao tema inicial;o que desencadeou tal situação? O medo.

Não fossem os ingleses colonialistas ferrenhos,não tivessem eles,pianinhos,aprovado e participado de outra tremenda injustiça,a invasão do Iraque –sangue por petróleo – talvez os terroristas nunca tivessem aprontado em Londres e esta população pudesse sentar tranqüila no Hyde Parks e ler seu jornal preferido.Quem semeia ventos colhe tempestades,diz o adágio popular.

A tempestade chegou e os ventos da desgraça colheram... um brasileiro.

Jean Charles,só!

Exibições: 135

Comentário de Miriam de Sales Oliveira em 22 julho 2010 às 23:07
Colega,lerei c/ prazer.
Abraços

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço