Portal Luis Nassif

 A atriz e dançarina haitiana ( 1820,Jacmel,Haiti- 1862,Paris,França) ,filha bastarda de um capitão da marinha francesa com uma haitiana,conheceu ,em 1842,o então jovem poeta,cronista e ensaísta ( depois se tornou o primeiro tradutor das obras de E.Alan Poe para o francês),Charles Baudelaire em um café em em dos bairros boêmios da então louca Paris.Os dois se apaixonaram !

Baudelaire,o eterno maudit da poesia francesa,autor da célebre obra poética As Flores do Mal,que quase foi proibida de ser vendida em Paris pelos falsos puritanos,instalou-se com Jeane,A Mulata Transcedental,divinal,perigosamente linda,segundo ele próprio em um dos poemas contidos em As Flores do Mal,no luxuoso Hotel Pimodam,a Ilha de Saint-Louis.É ali que se reune o clube dos haxixeiros,do qual os dois amantes participam.

 Isso em 1843,ano em que Baudelaire toma posse da fortuna que lhe cabe do seu falecido pai.Os dois caem na farra,Baudelaire veste sua musa com os melhores vestidos parisienses;mobília o quarto em que estão com obras de arte,belas mobílias,vinhos e champanhes caríssimos e,claro,dezenas de garrafa de absinto- o olho do furacão como disse,anos depois,Rimbaud.

 Entretanto,em 1844,a gastança tem um basta.O novo marido da mãe de Baudelaire,o oficial conceituado do exército francês.Jacques Aupick,designa Narcisse Acelle,notário,como curador do poeta pelo  tribunal civil de Paris.A partir dali o dinheiro seria curto.E tudo isso pelo preconceito de sua mãe e de seu padrasto por Baudelaire se envolver com uma negra.

 Este empecilho não impede o amor tresloucado entre Jeane e o poeta.Os dois contraem sífilis,não se cuidam,pois ambos têm seus casos carnais por fora.

 As brigas são comumente entre o casal mais louco de Paris.Baudelaire,por várias vezes,se afasta de Jeane,mas depois sempre volta para os braços de sua musa.

 Por volta dos 37 anos ,Jeane está hemiplégica,Baudelaire,também com alguns males (tremores,náuseas,vertigens e vômitos) ,cuida de sua musa,cuida de seu amor.

 Em 1862 Jeane não resiste a sífilis e falece.Baudelaire,sôfrego,procura se refugiar em Bruxelas para esquecer o seu "amor pecaminoso",como ele sempre descreveu em suas anotações.Porém,cinco anos depois,meses antes de morrer,volta para a Paris,por intermédio de sua mãe,e falece na Casa da Saúde na Rue du Dôme,nos braços de sua genitora.

 Este romance de infindos prazeres carnais,regado por muito haxixe,vinho, absinto e poesia, e de  um amor incomensurável poderia se tornar um belo filme francês.Pois o cinema francês precisa dar uma chacoalhada,anda insosso demais.

Exibições: 17

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço