João do Rio, pseudônimo literário de Paulo Barreto

Edney Silvestre nos fala de um personagem que foi um homem brilhante e inovador, mas com características difíceis de serem aceitas na época dele, no início do século XX. "Era homossexual, era mulato, era antipático, era pernóstico, era... um dândi. João do Rio".

"O cordão é o carnaval, é o último elo das religiões pagãs, é bem o conservador do sagrado dia do deboche ritual. O cordão é a nossa alma ardente, luxuriosa, triste, meio escrava e revoltosa, babando lascívia pelas mulheres e querendo maravilhar, fanfarrona, meiga, bárbara, lamentável."
João do Rio em "A Alma Encantadora das Ruas"

João do Rio foi o precursor do modernismo brasileiro e o primeiro a se interessar pela crônica social. Veja uma análise das obras do escritor por João Carlos Rodrigues e a antropóloga Júlia O'Donnell, no programa Espaço Aberto Literatura da Globo News, levado ao ar em 06/02/2009.

">object>

Exibições: 206

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço