JOVEM DEVE ASSUMIR REGÊNCIA DO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO. ARTIGO DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA E BALLET.

 

  


    Eduardo Strausser havia sido demitido na última Sexta-feira do cargo de maestro-residente do Theatro Municipal de São Paulo por John Neschling acusado por ele de participar de articulações para tentar derrubá-lo. O jovem regente de apenas 30 anos deve assumir a batuta das óperas "Fosca" de Carlos Gomes e "Elektra" de Richard Strauss. A certeza é que conduzirá o espetáculo de dança "Titã" conforme programação definida. Ele não será efetivado como diretor-artístico, o Instituto Brasileiro de Gestão Cultural, entidade que gere o teatro informa que não há previsão para o anuncio do substituto de Neschling.
   Duas óperas de peso, complexas que exigem conhecimento profundo de regência são entregues a um regente com pouca experiência. Tudo pode acontecer, espere fortes emoções caro leitor. Segundo alguns músicos confidenciam em Off a inexperiência de Strausser gera desconfiança. 
   O que é  fato até agora é o clima mais leve no teatro, o famoso autoritarismo de Neschling é parte do passado, para um músico o "momento é de alívio". "A situação com o maestro Neschling estava difícil, não apenas pelo desempenho dele, mas também por causa da insistência em humilhar e ofender músicos". 
Ali Hassan Ayache
   
(Com Estadão conteúdo)

Exibições: 74

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço