Portal Luis Nassif

LIGIA AMADIO E A ODE AO ÊXTASE. CRÍTICA DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA & BALLET.



   A música pode emocionar e muitas vezes irritar aos que são assíduos frequentadores de teatros líricos. Somente assim se entende que arte feita com amor e dedicação vale mais que milhares de dólares pagos a uma regente desinteressada. Quem esteve no Theatro Municipal de São Paulo nos dias 28 e 29 ouviu um grande concerto de música clássica, com a regente Ligia Amadio dedicada a um programa complexo e bem casado. Wagner: Prelude und Liebestod, Brahms: Concerto duplo para violino e violoncelo, Oscar Lorenzo Fernandez: Reisado do Pastoreio e Alexander Scriabin: Sinfonia N° 4 - Poème de l'Extase foram os contemplados.
   A falta de programa na entrada foi compensada pela explanação de Ligia Amadio. A regente conduziu a Orquestra Sinfônica Municipal com vibração intensa, emoção demasiada e entrega total. Gestual elegante e preciso na condução da orquestra e vibração a cada momento. 
    A segunda parte é uma ode ao êxtase com Wagner sendo agraciado com uma interpretação emotiva de Prelude und Liebestod. Um casal frequentador assíduo do teatro fica de olhos fechados ouvindo a interpretação em êxtase total. Essa é a síntese de como a música bem executada pode levar as pessoas para outras dimensões. 
   O fechamento se dá com chave de ouro, a Sinfonia N° 4 - Poème de l'Extasecomplementa Wagner e transcende o temporal em uma interpretação carregada de enlevação.
   Enquanto isso na Praça Júlio Prestes, pertinho da Estação da Luz a emoção passa longe e a interpretação burocrática é a marca da regente titular. 
   As palavras do colega Domingos D'Arsie definem o sentimento do publico que foi ao Theatro Municipal de São Paulo: "Fui arrebatado hoje pela encantadora regência da Maestrina Ligia Amadio no Theatro Municipal de São Paulo.
Num belo programa, a Maestrina esculpia a Música com gestos precisos, delicados e fortes, construindo uma arquitetura poética envolvente e hipnótica, tendo como suporte, Lorenzo Fernandes, Brahms, Wagner e Scriabin.
Mostrou toda sua força expressiva principalmente regendo Wagner, num estado de êxtase contínuo. Eu quase não conseguia respirar.
A Orquestra Sinfônica Municipal estava em grande forma e a Maestrina Ligia Amadio poderia reger muito mais aqui em São Paulo.
Fico imaginando o que ela não faria com a OSESP!"
Ali Hassan Ayache

Exibições: 26

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço