Na foto acima vemos um trio compositores competentes da Música Popular Brasileira: Vinicius de Moraes, Lamartine Babo e João de Barro [Braguinha]. Os três seguiram carreira solo deixando centenas de composições que embalam a nossa alma musical até hoje.

Juntei os três nessa montagem de fotos acima para ressaltar a temática da mulher “Loura” ou “Morena”, abordada pelos três feras.

Vinicius de Morais com Paulo e Haroldo Tapajós

Segundo os pesquisadores Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello, no início de 1932, Vinicius de Moraes tinha dezoito anos, era aluno da Faculdade de Direito da rua do Catete, do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR) e compunha foxes românticos com os irmãos Haroldo e Paulo Tapajós, seus colegas de bairro (Botafogo) e geração.

Foi um desses foxes românticos, “Loura ou Morena”, que marcou naquele ano a estreia em disco de Vinicius, como letrista, e dos irmãos Tapajós, como intérpretes. E o importante é que “Loura ou Morena”, uma composição ingênua, tipicamente amadorística, tornou-se um êxito em todo o país.

Após provar o gosto desse sucesso, Vinicius se afastaria da música popular, a ela só retornando vinte anos mais tarde, quando já era diplomata de carreira e poeta consagrado pela crítica.

Loura ou morena” (Vinicius de Moraes/Haroldo Tapajós) # Irmãos Tapajós. Disco Columbia (22138-A) / Matriz (381292). Lançamento (julho/1932).

No início da década de 1930, cresceu enormemente a presença da marchinha no repertório carnavalesco, acontecendo uma certa supremacia sobre o samba. Isso se configurou até o início dos anos quarenta. Lamartine Babo, em 1933, emplacou quatro marchinhas, entre elas, “Linda morena” que obteve grande sucesso, tendo inspirado várias paródias, o que na época valia como comprovante de popularidade da composição.

Linda morena” (Lamartine Babo) # Mário Reis/Lamartine Babo e Grupo da Velha Guarda [destaque, no coro, para a voz de Carmen Miranda]. Disco Victor (33614-A) / Matriz (65631). Gravação (26/12/1932) / Lançamento (fevereiro/1933). [O nome de Lamartine Babo não saiu no selo do disco como intérprete].

Sílvio Caldas e João de Barro (Braguinha)

João de Barro fez sucesso no carnaval de 1934 com “Linda Lourinha”, na voz de Sílvio Caldas. A música que coroava a “loura” como rainha do carnaval era uma bem humorada resposta a “Linda morena”, do amigo Lamartine Babo.

Linda lourinha” (João de Barro) # Silvio Caldas. Disco Victor (33735-A) / Matriz (65889). Gravação (16/11/1933) / Lançamento (janeiro/1934).

Este post era para acabar aqui, mas minha curiosidade me conduziu a outras composições com a temática “Loura ou Morena”, da década de 1930, tão boas como as disponibilizadas acima. Confiram.

Teu cabelo não nega” (Lamartine Babo/Irmãos Valença) # Castro Barbosa. Disco Victor (33514-A) / Matriz (65343). Gravação (21/12/1931) / Lançamento (janeiro/1932). [Segundo o pesquisador Samuel Machado Filho este disco vendeu tanto que a matriz de cera ficou gasta de tanta prensagem, obrigando o cantor Castro Barbosa gravar novo registro da música].

Teu cabelo não nega” (Lamartine Babo/Irmãos Valença) # Castro Barbosa. Disco Victor (80-1072-A) / Matriz (SB-093534). Gravação (17/10/1952) / Lançamento (dezembro/1952).


  

Loura queridinha” (Benedito Lacerda/Gastão Viana) # Jonjoca e Castro Barbosa. Disco Odeon (11085-B) / Matriz (4757). Gravação (29/11/1933) / Lançamento (janeiro/1934).

Morena faceira” (Sílvio Pinto) # Sílvio Pinto com Pixinguinha e sua Orquestra. Disco Columbia (22251-B) / Matriz (1002). Lançamento (dezembro/1933).

Lourinha” (Custódio Mesquita) # João Petra de Barros. Disco Odeon (11089-A) / Matriz (4766). Lançamento (janeiro/1934).

Negra também é gente” [ou ‘Nego também é gente’] (Ary Barroso/De Chocolat) # Francisco Alves. Disco Odeon (11083-b) / Matriz (4751). Gravação (20/11/1933) / Lançamento (janeiro/1934).

Dá cá o pé... loura” (Alcyr Pires Vermelho/Lamartine Babo) # Lamartine Babo. Disco (33739-A) / Matriz (65881). Gravação (10/11/1933) / Lançamento (janeiro/1934).

Questão de raça” (José Francisco de Freitas/Zeca Ivo) # Arnaldo Amaral. Disco Columbia (22260-B) / Matriz (1018). Lançamento (janeiro/1934).

Morena linda” (Sátiro de Melo/Silva Júnior) # Manoel Reis [César de Alencar]. Disco Odeon (11579-B) / Matriz (5755). Gravação (30/12/1937) / Lançamento (fevereiro/1938).

A melhor das três” (Alcyr Pires Vermelho/Lamartine Babo) # Francisco Alves/Lamartine Babo. Disco Victor (33894-B) / Matriz (79804). Gravação (21/12/1934) / Lançamento (fevereiro/1935). [O nome de Lamartine não consta no selo do disco].

 

 

************

Fontes:

- A Canção no Tempo - 85 Anos de Músicas Brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1997.

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Marchas Brasileiras / Luiz Américo Lisboa Júnior. - Ilhéus, BA: Editus; Itabuna,BA: Via Litterarum, 2014. Vol.1 e 2.

- Montagem áudios SoundCloud: Laura Macedo.

- Site YouTube - Canais: “1000amigovelho” / “SenhorDaVoz” / “luciano hortencio”.

 

************

Exibições: 249

Comentário de Laura Macedo em 15 setembro 2015 às 1:14

Este Post foi destaque no Blog GGN/Luis Nassif Online.

Confiram os comentários AQUI.

Abraços a todos os participantes.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço