Portal Luis Nassif

Zequinha de Abreu (1880-1935) tinha uma imensa habilidade na arte de compor, transformando suas melodias em pérolas do nosso cancioneiro.

A mais famosa delas foi sem dúvida “Tico-tico no farelo”, mais tarde renomeada como “Tico-Tico no fubá, com letra de Eurico Barros, composta em 1917 e só gravada em 1931 pela Orquestra Colbaz, criada e dirigida pelo maestro Gaó, num disco que atravessou a década sem sair de catálogo, atingindo enormes índices de popularidade contribuindo, assim, para estourar no hit parade americano, numa interpretação da organista Ethel Smith.

Outra composição, não tão famosa, mas lindíssima, é - “Último beijo” - gravada, inicialmente, pela Orquestra Típica Victor.

Sua obra transcende gerações contribuindo para demonstrar ao mundo a grandeza da nossa música.

Último beijo” (Zequinha de Abreu) # Orquestra Típica Victor - Dr. João Martins. Disco Victor (33.591-B) / Matriz (65540). Gravação (12/07/1932) / Lançamento (agosto/1932).


Localizei, também, a gravação de “Último beijo”, com letra de Príncipe dos Sonhos [pseudônimo do compositor, poeta e flautista, Vicente Andrade Lima].

Último beijo” (Zequinha de Abreu/Príncipe dos Sonhos [Vicente Andrade Lima]) # Roberto Fioravanti.

 

______

Agradecimentos especiais ao jornalista, professor e pesquisador Miguel Ângelo de Azevedo (NIREZ) pela liberação do fonograma - “Último beijo”.

______

************

Fontes:

- Áudio SouldCloud: Laura Macedo.

- Banco de Dados do Acervo Nirez (AQUI)

- Foto Partitura: Instituto Piano Brasileiro.

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Site YouTube - Canal: “imandyab”.

**********

Exibições: 140

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço