MÁFIA CALABRESA NO BRASIL - PODE TER POLÍTICO BRASILEIRO NESSA

Extraído da Carta Capital - dia 27 /03

ESSA NOTA DA CARTA CAPITAL FAZ A GENTE PENSAR SE NÃO HÁ DINHEIRO DA MÁFIA NA POLÍTICA BRASILEIRA - AQUI NO DF SE DESCONFIA DE 5 POLÍTICOS LOCAIS E PELO MENOS DOIS CACIQUES NO SENADO FEDERAL - PODEMOS TER A VERSÃO BRASILEIRA DE SILVIO BERLUSCONI



Na edição desta semana de CartaCapital, o jornalista Paolo Manzo revela como a ‘Ndrangheta, a máfia mais poderosa da Itália, com um faturamento
estimado em 44 bilhões de euros (110 bilhões de reais), atua com força
crescente no Brasil. Favorecida pela indiferença das autoridades
nativas, um tentáculo da máfia calabresa alcançou o País há mais de 30
anos. E aqui instalou um dos seus principais esquemas de lavagem de
dinheiro.

Essas ramificações da ‘Ndrangheta pelo Brasil são descritas pelo escritor, jornalista e pesquisador Antonio Nicaso, que
acaba de lançar, na Itália, o livro La Mala Pianta, escrito em parceria
com Nicola Gratteri, procurador antimáfia junto ao tribunal de Reggio
Calábria. Ambos são entrevistados por Paolo Manzo, que explica, abaixo,
o que pode ser encontrado na matéria de capa da revista, que já pode
ser encontrada nas bancas.

CartaCapital: O que esta reportagem reserva aos leitores?
Paolo Manzo:
Conseguimos entrevistar dois dos principais especialistas em crime
organizado na Itália. Gratteri é um magistrado que há 30 anos combate a
máfia calabresa. Nicaso é um pesquisador, dá aulas em universidades
americanas. Ambos escreveram um livro, recém-lançado na Itália, sobre a
atuação da máfia ‘Ndrangheta, que pouca gente conhece no Brasil, mas é
poderosíssima. Ela superou o faturamento e a presença da Cosa Nostra, a
máfia siciliana que todo mundo conhece pelas histórias de O Poderoso
Chefão. Em 2008, a ‘Ndrangheta faturou 44 bilhões de euros e está
presente em 49 países, espalhados pelos cinco continentes. O Brasil é
um dos seus territórios privilegiados. Isso resulta de declarações de
vários colaboradores de Justiça que falam do Brasil. E há vários dados
sobre a importância do Brasil no tráfico entre a América do Sul e
Europa.

CC: No Brasil, a máfia calabresa se concentra no narcotráfico?
PM:
Sem dúvida, a máfia calabresa suplantou a máfia siciliana no tráfico de
cocaína e maconha desde os anos 90. Isso aumentou muito, basta ver os
números de apreensões no Brasil no ano passado. Falamos de 13 toneladas
de cocaína cloro-hidrato, uma tonelada de cocaína pasta e 150 toneladas
de maconha. Se você calcula que, estatisticamente, vem sendo apreendido
10%, temos que multiplicar por 10 esses quantitativos para ter uma
idéia do patamar do tráfico. Então, o Brasil ocupa um papel central,
porque, diferentemente da Colômbia, do México, o país não tem cartéis
grandes, tem microcartéis que não incorrem nos mesmos erros desses
outros dois países, com grupos que lutam entre si. Cerca de 70% da
cocaína entra no Brasil por meio da Bolívia, o restante da Colômbia e
de outros países limítrofes. Colaboradores da Justiça falam
reiteradamente que a cidade de São Paulo praticamente virou uma bolsa
internacional da droga, ou seja, está se agrupando na cidade
quantidades de cocaína sem precedentes.



Exibições: 1293

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço