Manhã nebulosa
Entristecendo o coração da gente
Manhã sem praia, sem vida
Olhando a vidraça
Só se via a chuva caindo que abraça
As ruas de pedra e cimento
Manhã escura, sombria
Na sala
O tic-tac do tempo lá fora, correndo
E a vida passando
Vazia....vazia...
E as horas passando
Dolentes... dolentes...
Que vida engraçada é essa da gente
Ontem sorrindo
Hoje chorando
Com o vento assoviando
A chuva batendo na vidraça
A lágrima que os olhos embaça
O coração sangrando de saudade
O relógio
Que bate sem sentir...
Manhã
Na sala, no amor, na lembrança
Manhã
Que passa num sorriso de criança
Num abraço de quem ama
No olhar de quem se foi...

Exibições: 87

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço