Manual do jornalista que vai entrevistar o Serra - Paulo Henrique Amorim

- Este modesto blogueiro foi um dos primeiros a denunciar que o Serra liga para os patrões e pede a cabeça de repórter que faz pergunta de que ele não gosta.

Este modesto blogueiro contou que, por duas vezes, ele ligou para o Presidente da Record e pediu a cabeça deste modesto blogueiro.

Na foto, o momento em que o repórter vence o Serra, segundo Caravaggio

Serra é o nosso Putin.

Ele gostava do tempo em que bastava dar três telefonemas para controlar o PiG (*): para o Dr Roberto (ou o Jorge Serpa, a quem ele também recorria com frequência); o “Seu” Frias, a quem dedicou uma ponte em São Paulo; e ao Ruy Mesquita (o Robert(o) Civita vinha no vácuo).

Foi assim que ele construiu uma reputação que não resistiu a uma campanha que o PiG (*) não consegue controlar mais, sozinho.

O Conversa Afiada defende a tese de que, sem o PiG (*), esses tucanos de São Paulo não passavam de Resende.

E Serra é o neo-Silvio Santos: um candidato a Presidente que só tem mídia.

Agora, como se sabe, o Serra deu para atacar jornalistas.

Clique aqui para ler “Jornalistas, cuidado, o Serra morde”.

Em nome da liberdade de expressão, o Conversa Afiada tenta prestar um modesto serviço.

Um manual para jornalistas que vão entrevistar o Serra.

(Especialmente dedicado a mulheres repórteres, a quem ele dedica fúria especial. Ele parece preferir as que calam.)

Sugestão # 1: Não se atemorize.

# 2: Tenha certeza de que há outros jornalistas em volta dele, munidos de câmera, máquina fotográfica, gravador ou celular – você vai precisar de testemunhas.

# 3: Não faça pergunta numa situação em que você esteja sozinho com ele.

# 4: Faça uma pergunta curta, direto ao ponto: “o senhor vai vender a Petrobrás ?”, por exemplo.

# 5: Não responda à pergunta que ele fizer. Esse é um dos truques dele. Ele tenta desqualificar a sua pergunta com outra pergunta: é isso o que o seu patrão quer saber ?; quem te disse isso ?; você realmente acredita nisso ?; quem te mandou fazer essa pergunta ?

Jamais responda ao Serra. Você não é candidato a nada. O candidato é ele; ele é quem tem que dar satisfações à sociedade.

# 6: Insista com a sua pergunta. Além de tentar desqualificar a sua pergunta, ele vai tentar não responder à sua pergunta.

# 7: Faça a sua pergunta até que ele responda.

# 8: Não se deixe encurralar pelos outros repórteres do PiG (*).

O Serra vai tentar desviar a entrevista para os repórteres que ele conhece e sabe que são do PiG (*) . É o pessoal que faz as perguntas do tipo “púlpito”.

# 9: Tenha uma segunda reposta na agulha: “o senhor vai esconder o Fernando Henrique da sua campanha, como fez o Alckmin em 2006 ?”

Se ele der uma resposta que não quer dizer nada sobre a Petrobrás, você terá essa do FHC na ponta da língua. Mas, insisto: faça a pergunta direto, curta e tão alto que os outros repórteres ouçam (e possam gravar, fotografar, filmar etc). Um exemplo: quando o delegado Bruno se deixou “surpreender” pelos repórteres do PiG (*) e divulgou as notas dos aloprados, um deles gravou a conversa do delegado com os repórteres e vazou para o Conversa Afiada. Quando você (e o Serra) menos espera, tem um aliado, ao lado.

# 10: Não se esqueça: ele foge. Um dos traços da personalidade do Serra é que ele é feroz quando percebe que o interlocutor está com medo. E, sobretudo, ele é valente pelas costas. Se você o enfrentar – ou seja, se não renunciar à função de repórter e insistir na pergunta – se você o enfrentar, ele foge. Não tenha medo dele.

Paulo Henrique Amorim - 21/05/2010

Em tempo:

informa a Folha (**), página A6, que Teresa Cruvinel, presidente da Empresa Brasileira de Comunicação telefonou para a assessoria do candidato José Serra e pediu desculpas pelo repórter que perguntou se ele ia acabar com o Bolsa Família. Cruvinel comprometeu-se a produzir rapidamente um Manual de Redação. Provavelmente a notável jornalista Cruvinel nunca assistiu a uma entrevista coletiva nos Estados Unidos. Se tivesse, veria que, no episódio, o que cabe é uma notificação judicial contra o candidato, porque desrespeitou um jornalista profissional. Não é um Manual de Redação, não, Cruvinel, é um Manual de Bons Modos para o nosso Putin. Ele conseguiu o que queria: intimidar os teus repórteres

Exibições: 28

Comentário de Marçal, T. em 21 maio 2010 às 18:45
A comparação é absurda...
A oposição critica o programa Bolsa Família desde a criação, e muitos criticam até hoje: é um programa, eleitoreiro, é uma bolsa esmola...
A prefeitura da cidade de São Paulo por exemplo, boicota o programa sistematicamente. Mais de 100 mil famílias poderiam estar sendo beneficiados hoje na cidade, mas ela manda o infeliz ir pra casa que um assistente social passará para cadastrá-la. E não passa. Os exemplos são muitos.
Então não é absurdo perguntar se o programa será mantido, ou se o pré-candidato mudou de idéia. Assim como não é absurdo perguntar se os tucanos continuarão a privatizar as estatais; se a Petrobras mudará de nome ou será vendida; se a CEF e o BB serão vendidos; se manterão o Mercosul; se ressuscitarão a Alca; se vão desativar a indústria naval; etc.
E a jornalista poderia inclusive perguntar pra qualquer um se a estátua do Cristo Redendor seria derrubada (isso sim seria uma estupidez) e não teria necessidade de se pedir desculpas a ninguém. A dita acabou para a tristeza de alguns.
Em relação ao voto nulo: eu já fiz campanha pelo voto nulo, em 1978, na época da Arena/MDB e não me arrependo. Assim como não condeno quem pegou em armas no período anterior.
Em relação ao voto nulo: não condeno quem embarca neste barco... Acho um erro... Para os que vivem em sociedade, e aceitam as regras constitucionais.
Mas a vontade da maioria deverá ser respeitada, mesmo que não seja a minha vontade.
Obrigado.
Comentário de Marçal, T. em 25 maio 2010 às 18:57
Veja a disponibilidade de Bolsa Família para São Paulo, e o que realmente esta sendo atendido. Lembrando que o cadastramento é feito pelos municípios:
http://www.mds.gov.br/adesao/mib/matrizview.asp?IBGE=3550308

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço