Marvão, o silêncio nos altos de um mundo


Do alto do castelo de Marvão, fronteira com a Espanha, a mais de 8OO metros, se enxerga as terras do Alentejo e da Espanha.

Num belo livro sobre a Vila, editado por Domingos Bucho (Marvão Palavras e Olhares) diz Saramago:

"De Marvão ve-se a terra toda... Compreende-se que neste lugar do alto da torre de menagem do castelo de Marvão, o viajante murmure respeitosamente:
Que grande é o mundo!"

Primeira referência a Marvão em crônicas árabes, no século X: " O Monte de Amaia,conhecido hoje por Amaia de Ib n Maruán, é um monte alto e inexpugnável, a leste da cidade de Amaia-das-Ruínas, sobre o rio Sever."
Estou aqui, numa das casas da Vila de 120 habitantes , dentro da fortificação secular.
Silenciosa.
É a casa da professora Maria Luiza Vasconcelos (Marvão é a sua ilha no espaço, ela diz) , viúva de meu amigo, o grande poeta e jornalista português João Apolinário Teixeira Pinto, igualmente um grande crítico de teatro da Ultima Hora nos anos 60 e 70 e meu chefe de reportagem na sucursal de O Globo.
Sobre a casa, ele escreveu: "Olho-a e sinto a alegria de dizer: é a minha casa, o meu lar. Mais: é o meu sonho de fugir do Mundo quase realizado".
Que belos tempos em que se podia falar de poesia numa redação, e com um Poeta!

E como escrevem bem esses portugueses!
De Apolinário vocês devem conhecer certamente algumas poesias musicadas pelos Secos e Molhados.)

Aqui, alguns de seus poemas reproduzidos no livro sobre Marvão:

Fraga
(1978)

Compacta e densa
Vulcânica e dura
Equilibrada
na ponta do céu
Onde nasceu
Que idade tem
O que faz aí

(Apolinário era um exilado do salazarismo e voltou ao seu país após o 25 de Abril)

Depois do exílio pode ser um grão de areia
uma nesga de céu ou uma réstea de sol
talvez mesmo uma lasca de fraga
ou o rebento da urze que se abre nela.
(1975)


Pedras & Silêncios

Uma forma infinita
Uma raiz infinita de luz
E o que me espanta
o que me assombra
é a sua infinita existência

mais em www.vivababel.blogspot.com

Exibições: 231

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço