Alcides Gonçalves

* 01/10/1908 - Pelotas (RS)
+ 09/01/1987 - Porto Alegre (RS)

Compositor / Cantor / Violonista.

 

 

Iniciou sua carreira na Rádio Farroupilha, na capital gaúcha. Em 1935, venceu o concurso promovido pela prefeitura de Porto Alegre, em comemoração aos 100 anos da Revolução Farroupilha, com o samba "Triste história", em parceria com o conterrâneo Lupicínio Rodrigues.

 

 

Essa foi sua primeira composição gravada em 1936, pelo próprio parceiro, que trazia no outro lado do disco outra música dos dois: "Pergunte aos meus tamancos".

 

 

 

 

 

 Alcides Gonçalves com o parceiro Lupicínio na década de 1950.

 

Em 1939, já atuava como músico na Rádio Nacional. Em 1942, compôs com Ataulfo Alves o samba "Chorar pra quê?", gravado com sucesso pelo parceiro e sua "Academia", na Odeon.

 

 

Trabalhou na orquestra de Simon Bountman, com Radamés Gnattali, atuando em shows do Copacabana Palace Hotel. Integrou vários conjuntos e orquestras da época.

 

 

 

 

 

 

Em 1948, compôs com Lupicínio o samba "Quem há de dizer", gravado por Francisco Alves na Odeon.

 

 

"Quem há de dizer" # Gilberto Milfont

 

 

 

No ano seguinte, compôs com o parceiro o samba "Cadeira vazia “", lançado em 1950 por Francisco Alves pela Odeon, mas seu nome não apareceu no selo do disco. Este incidente foi motivo para uma breve briga entre os dois parceiros.

 

 

"Cadeira vazia" # Elis Regina

 

 

 

 

Ainda em 1950, Francisco Alves gravou seu grande sucesso em parceria com Lupicínio, o samba "Maria Rosa". Em 1952, compôs a valsa "Jardim da saudade", também com Lupicínio, lançada por Luiz Gonzaga na RCA Victor.

 

 

Em 1953, novamente com Lupicínio, compôs o samba "Castigo", lançado por Gilberto Milfont na RCA Victor.

 

 

"Castigo" # Gilberto Milfont

 

 

 

Além de compositor e instrumentista, atuou como cantor em temporada na Rádio El Mundo, de Buenos Aires, Argentina.

 

 

  

 

 

 

Em 1977, dentro da série Destaque da gravadora Continental lançou o LP "Cadeira vazia - Série Destaque nº 7" interpretando os sambas-canção "Cadeira vazia", "Pergunte aos meus tamancos", "Quem há de dizer", "Castigo" e "Maria Rosa", todas com Lupicínio Rodrigues; "Divisão" e "Se ela soubesse", com Leduvy de Pina, e "Samba cinquentão" e "Adolescente", com Flávio P. Soares; "Mendigos", com Ciro Galvão, além de "Minha seresta" e "Cachimbo da paz" somente de sua autoria.

 

 

"Maria Rosa" # Francisco Alves

 

 

 

 

 

Foi lançado recentemente o livro Minha Seresta – Vida e Obra de Alcides Gonçalves (1908-1987), de Marcello Campos, pela Editora da Cidade/Secretaria Municipal da Cultura, resgatando a importância deste grande artista para a Música Popular Brasileira.

 

 

 

************
Fonte:
- Dicionário Cravo Albim da Música Popular Brasileira
- Blog Almanaque Gaúcho Ricardo Chaves, com Luís Bissigo.

************

Exibições: 314

Comentário de Marise em 9 janeiro 2012 às 23:23

Laurinha que bom este Post.Em 5 de agosto de 2009 eu fiz um post sobre o Alcides e tu colocastea algumas musicas dele..Eu falava ali que tinha uma pessoa que eu não sabia quem era que estava escrevendo a biografia dele. Quem me disse isso foi minha nora que é sobrinha do Alcides.Pois vi que o livro saiu e acho que minha nora nem sabe. Quando ela voltar da praia vou dar a noticia. O livro deve falar também do Oscar irmão do Alcides que tocavam juntos num grupo.

Adorei ver este POst.

Beijão

Comentário de Laura Macedo em 10 janeiro 2012 às 0:26

Marise,

Fiz o post todo pensando em você. Acabei de publicar, também, no Face.

Querida amiga, não consigo mais fazer um post aqui no PLN bem diagramado. E isso me deixa super chateada, pois considero o visual tão importante quanto o conteúdo.

Sempre usei o Internet Explorer e dava super certo, ao contrário de agora. Só consigo fazer utilizando outro navegador (Chrome) com as deficiências que você deve ter percebido, ou seja, os parágrafos não me obedecem de jeito nenhum :((

A informação do livro peguei na fonte indicada acima. Achei a capa muito sugestiva e, com certeza, o conteúdo também. Fico super feliz quando há o resgate da memória dos nossos talentosos artistas da MPB.

Super beijo.

 

 

Comentário de Nicolau Frederico de Souza em 10 janeiro 2012 às 0:46

Laura,

Parabéns pelo post. Sabia que Alcides Gonçalves era parceiro do grande Lupicínio. Mas, como Newton Mendonça, parceiro de Tom Jobim, poucos brasileiros sabem disso. Excelente suas imagens e informações.

Quanto à diagramação, estou usando o Firefox e me dando bem. Para corrigir o problema dos parágrafos nos textos, passe antes todo o texto para um formato no Bloco de Notas do Word e depois transfira para o portal.

Aproveitando, tenha um feliz e próspero 2012 ... com saúde, paz, harmonia e muita MPB!

Grande abraço.

Comentário de Laura Macedo em 10 janeiro 2012 às 1:56

Nicolau,

É isso mesmo o que sempre ocorre. Geralmente um dos parceiros aparece mais em detrimento do outro. Lembrei agora de um dos parceiros de Luiz Gonzaga, o João Silva, que é, praticamente, desconhecido do grande público.

Adorei as dicas. Amanhã vou conferir.

Um excelente 2012 regado a muita música.

Abraços.

Comentário de Laura Macedo em 13 janeiro 2012 às 1:06

Amigos,

Consegui melhorar a diagramação. Como? Por "ensaio e erro" (kkkkk).

Abraços.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço