Memória MPB - Valzinho (Norival Carlos Teixeira)

 

 

Valzinho (Norival Carlos Teixeira)


* 26/12/1914 - Rio de Janeiro (RJ)
+ 25/1/1980 - Rio de Janeiro (RJ)

Confesso que a primeira vez que ouvi falar sobre o compositor e músico - Valzinho (Norival Carlos Teixeira) -, foi através do multifacetado Hermínio Bello de Carvalho. Seu verbete no Dicionário Cravo Albin, apesar de pequeno, revela sua importância na história da MPB.

O nome de Valzinho está associado a grandes ícones do universo musical brasileiro, como Pixinguinha, Radamés Gnattali (foto acima), Dante Santoro, Garoto, Zé Menezes e, mais recentemente, Paulinho da Viola, Jards Macalé e a jovem cantora Antônia Adnet (foto abaixo) que lançará um CD em homenagem ao grande Valzinho.

Antônia Adnet, em estúdio, trabalhando na gravação das músicas de Valzinho.

A excelente cantora Zezé Gonzaga, em 1979, gravou o disco “Zezé Gonzaga & Quinteto Radamés Gnattali - Valzinho: Um doce veneno”.

Óculos escuros” (Valzinho/Orestes Barbosa) # Paulinho da Viola. LP Paulinho de Viola, 1971.

 

Valzinho foi, sem dúvida, um dos precursores da bossa nova. Era venerado tanto por Tom Jobim como também pelo Maestro Radamés Gnattali, que, aliás, fez todos os arranjos do LP “Doce veneno”, gravado por Zezé Gonzaga, e editado pelo Museu da Imagem e do Som. O LP condensa boa parte da obra daquele compositor. Esse trabalho infelizmente, ainda não foi reeditado. Quanto a Zezé, era - isso eu tenho a declaração gravada - a cantora favorita de Radamés”. (Hermínio Bello de Carvalho).

Tudo foi surpresa” (Valzinho/Peterpan) # Valzinho (Registro realizado durante uma reunião na residência do Hermínio Bello de Carvalho, em 19/08/1970).

Tudo foi surpresa” (Valzinho/Peterpan) # Dalva de Oliveira.

Doce veneno” (Valzinho/Carlos Lentini/Espiridião Machado Goulart) # Marion e Milionários do Ritmo. Disco Continental (15402), 1945.

Valzinho e Luperce Miranda

Não sei por que” (Valzinho/Luperce Miranda) # Gilberto Alves. Disco Odeon (12.448A), 1944.

Tormento” (Valzinho) # Orlando Silva. Disco Odeon (12.709B), 1946.

Confira os depoimentos de Zé Menezes, Omar Frazão e Jards Macalé sobre a vida e obra de Valzinho que, em 26 de dezembro de 2014, estaria completando 100 anos.

Zé Menezes

Omar Frazão

Jards Macalé

Em 2014, ano do seu centenário de nascimento, desejo que este talentoso artista, considerado um dos precursores da Bossa Nova, seja festejado a altura da sua obra.

************

Fontes:

- Dicionário Cravo Albin da MPB (Vebete Valzinho).

- Oficina de Coisas e Reparos de Hermínio Bello de Carvalho.

- Site YouTube.

- Facebook - Os Teixeiras: Valzinho, Newton Teixeira e Família.

************

Exibições: 540

Comentário de Gregório Macedo em 31 dezembro 2013 às 1:46

Jards Macalé disse tudo: a Bossa Nova não é tão nova. Basta ouvir as canções de Valzinho, o que, aliás, João Gilberto costumava fazer - demonstrando seu bom gosto.

Valzinho merece todos os aplausos antes, durante e depois de seu centenário de nascimento.

Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço