Portal Luis Nassif

Zilá Fonseca (Iolanda Ribeiro Angarano)

*12/4/1929 - São Paulo (SP)
+30/5/1992 - Rio de Janeiro (RJ)

 

Foi na capital paulista que Zilá Fonseca iniciou sua carreira de cantora, sendo durante muito tempo, considerada uma craque na arte de interpretar tangos e boleros. Mas como veremos no decorrer deste post o Samba não ficou atrás. Atuou bastante no rádio, primeiramente em São Paulo, posteriormente, no Rio de Janeiro e nas principais gravadoras da época, no período de 1938 até o início dos anos de 1960.

 

 

Vamos homenageá-la com algumas de suas interpretações

 

 

A charanga do Oscar” (Aluísio Silva Araújo/Francisco Malfitano/Geraldo Mendonça) # Zilá Fonseca. Disco Columbia (55170-A), 1939.

 

 

 

 

Sonho de uma noite de verão” (Aluísio Silva Araújo/Francisco Malfitano) # Zilá Fonseca. Disco Columbia (55170-B), 1939.

 

 

 

 

Você gosta de mim” (Eratóstenes Frazão/Roberto Martins) # Zilá Fonseca/Nilton Paz. Disco Columbia (55240-A), 1940.

 

 

 

 

Carta verde” (Valfrido Silva/Armando Lima/Wilson Batista) # Zilá Fonseca. Disco Columbia (55237-B), 1940.

 

 

 

 

Minha ilusão” (Francisco dos Santos/Francisco Malfitano) # Zilá Fonseca. Disco Columbia (55240-B), 1940.

 

 

 

 

Pigmalião” (Eratóstenes Frazão/Francisco Malfitano) # Zilá Fonseca/Gaó e Orquestra. Disco Columbia (55197-B), 1940.

 

 

 

 

 

 

Zilá Fonseca gravou em 1956, pela Columbia, um LP de 10 polegadas contendo oito músicas, quatro de cada lado. Este disco é raríssimo e caro, podendo ser adquirido no site Mercado Livre ao preço de R$ 1.190,00. O pesquisador/escritor Luiz Américo, atendendo um apelo que fiz no grupo “Arquivo Confraria do Chiado” (Facebook), disponibilizou o referido disco em mp3, ao qual agradeço e enalteço seu espírito altruístico. 

 

 

Selecionei quatro faixas do excelente disco.

 

 

Dois estranhos” (Oldemar Magalhães/Alberto Costa) # Zilá Fonseca.

 

 

 

 

 

 

 “Sonhei” (Aldacir Louro/Jair Maia) # Zilá Fonseca.

 

 

 

 

 

 

Dissimuladamente” (Nelson Sheffick/Rômulo Paes/Henrique de Almeida) # Zilá Fonseca.

 

 

 

 

 

 

Sob o céu de Paris” (Drejac/Giraud/versão Oswaldo Quirino) # Zilá Fonseca.

 

 

 

 

 

 

 

 

 Zilá Fonseca, no ano de 1957, foi a segunda candidata mais voltada ao título de Rainha do Rádio, perdendo para a cantora Doris Monteiro que se reelegeu nesse ano.

 

 

 

 

 

Zilá Fonseca gravou, ainda no ano de 1957, pelo selo Columbia -“O gato da madame”. Uma delícia que foi, posteriormente, incluída no LP/Coletânea “As 12 Mais”, embrião de longa e sucedida série da futura CBS “As 14 Mais” que, segundo o pesquisador Samuel Machado Filho, contemplou vinte volumes.

 

 

 

 

 

 

 

O gato da madame” (Armando Nunes/Carim Mussi) # Zilá Fonseca. Disco Columbia (10377-B), 1957.

 

 

 

 

 

Em 1958, gravou ainda pela Columbia, o LP "Sambas da saudade - Vol. II" cantando  sambas de Lupicínio Rodrigues, Ataulfo Alves, Noel Rosa, Ismael Silva, entre outros.

Ouça o disco a íntegra.

 

 

 

 

 

 

Zilá Fonseca foi uma cantora popular, ao nível das contemporâneas da época, e fez muito sucesso com suas gravações em vários gêneros, como constatamos nos vídeos e áudios disponibilizados acima.

Na segunda metade da década de 1960 ela foi deixando de gravar e limitando suas apresentações e com isso foi gradativamente saindo de cena. Zilá Fonseca merece ser lembrada pela sua contribuição à Música Popular Brasileira.

 

 

______

Post dedicado ao escritor, pesquisador e amigo Luiz Américo Lisboa Júnior.

______

 

 

************

Fontes:

-Dicionário Cravo Albin da MPB (Verbete:Zilá Fonseca).

- Revista Carioca (Foto inicial do post - 1938).

- Luiz Américo Lisboa Júnior (Áudio do disco Zilá Fonseca/Columbia)

- Site #Radinha (Áudios).

- Site YouTube (Vídeos).

 

************

Exibições: 581

Comentário de Gregório Macedo em 2 setembro 2014 às 3:54

Transcrevo comentário feito no blog:

"Fui ao portal e ouvi cada uma das canções - e foram muitas as canções! Zilá Fonseca... E pensar que você, emérita pesquisadora de considerável percurso, somente agora descobriu essa cantora tão especial. Por aí se imagina a enormidade de ícones (ostensivos uns, esquecidos outros) que compõem o painel de nossa MPB!

Zilá realmente merece ser lembrada, como você afirmou. 

Valeu a homenagem!

(Uma observação final: em certos momentos, Zilá me fez lembrar a notável Carmen Miranda...)."

Beijos.

Comentário de Laura Macedo em 7 setembro 2014 às 22:42

Valeu, Gregório!

Especialmente pra você que curtiu cada uma das faixas selecionas trouxe a Zilá Fonseca em duo com Cauby Peixoto. Uma maravilha compartilhada de Adilson Santos do grupo Arquivo Confraria do Chiado (Facebook).

Beijos.

"Vaya con Dios" (L. Russel - I. James - B. Pepper e Joubert de Carvalho) #Zilá Fonseca /Cauby Peixoto. Disco Colúmbia (10.023-A), lançado em Janeiro de 1954.

Comentário de Nelson Fuzaro Junior em 12 abril 2018 às 11:50
Olá! o ano de nascimento da cantora está incorreto, pois com gravações em 1939 ela teria iniciado a carreira profissional ainda criança, o que não é o caso.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço