MENOR DE IDADE BOLIIVIANO ASSUMIRÁ TRAGÉDIA DE SANTA MARIA


Conforme combinado pelos 'devogados' e 'procuradôs' os donos da boate Kiss deverão ser soltos assim que o menor de idade boliviiano de 15 anos de idade,  I.Sete I. comparecer perante um juiz na cidade de Oruro.
O menor de idade disse que em nenhum momento teve a intenção de ferir alguém, e queria apenas alegrar a festa.
O jovem afirmou ainda que comprou o sinalizador no comércio popular de Porto Alegre e revelou que teve dificuldades de manusear o artefato.
"Eu tirei a tampinha em cima, puxei a cordinha embaixo e não aconteceu nada. No momento que eu fui puxar de novo, eu estava manuseando, não sabia como manusear, puxei pela segunda vez e disparou, foi para o isolamento acústico”.
"Para mim só ia acender e pronto, não sabia que o negócio ia sair voando assim ou algo parecido". "Quis fazer uma festa para meus amigos. Eu amo meus amigos", completou.
Ele disse ainda que não se entregou à polícia no Brasil,  aconselhado pelos donos da boate.
A mãe do menor de idade também deu seu depoimento. A mulher pediu perdão às mães dos jovens mortos e admitiu que ela não conseguiria perdoar se o seu filho fosse uma vítima.  Ela ainda disse que se o filho se negasse a se apresentar à polícia boliviano, ela mesmo o denunciaria.

Combinado?...
(essas informações são pseudo-informações, jocosas mesmo, dado ao teor do que se 'montou' e pelo pedido de assinatura no atestado de imbecilidade aos cidadãos do mundo solicitado pelos que fizeram declaração semelhante no caso do assassinato do menino de 14 anos que é só mais uma vítima desse estado de coisas permitido e acobertado pelos ministérios privados)

Exibições: 108

Comentário de Elaine Matsuda em 26 fevereiro 2013 às 9:08
Lamentável este post! Brincando com as duas tragédias horrorosas, e é lógico que o criminoso vai dar uma desculpa. Pelo menos foram identificados. E independente da desculpa a punição deve ser aplicada, inclusive para quem vende esta "arma".
Comentário de Joseph Shafan em 1 março 2013 às 4:18

Lamentável é a falta de ética dos 'profissionais de Direito' e dos que acobertam por interesses pessoais a violência dessa cambada. Desde quando gostar de praticar ou apreciar a prática de algum esporte exige que se deva ficar embriagado ou drogado junto com outras pessoas mergulhados na violência (que se autodenominam 'torcedores')?

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço