Mergulho no escuro, com Zuza Homem de Mello

 

 

O plácido homem de barba grisalha está sentado diante da plateia. Estamos num típico auditório de rádio. Diante do microfone, não há artistas da chamada “era de ouro”. Não é a Rádio Nacional. Na plateia também não há as célebres “macacas de auditório” de meados do século passado.

 

Nada de Carmen Miranda ou Orlando Silva. O homem grisalho é Zuza Homem de Mello, instrumentista, jornalista, crítico, engenheiro de som, homem de TV e rádio, pesquisador, escritor, enciclopedista, produtor - sempre voltado, em qualquer desses ramos, ao estudo da música e à paixão pela música.

 

 

 

 

 

 

 

Mergulho no Escuro”, novo projeto do Instituto Itaú Cultural, teve sua primeira edição no dia 5 de março de 2013,  transmitida online e ao vivo pelo site do instituto e disponível no site “Álbum Itaú Cultural”. O programa é uma experiência de rádio em que o público traz CDs e LPs, indicando qual faixa gostaria que Zuza comentasse.

 

 

 

O crítico “mergulha no escuro” ao escolher aleatoriamente os álbuns que serão tocados e fará seus comentários sobre as faixas, os artistas e a história da música, ao mesmo tempo que interage com a plateia.

 

 

 

 

 

 

 

Traga seu CD ou LP e mergulhe no escuro também!

 

 

Onde: Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149 – São Paulo/SP)
Periodicidade: Mensal (primeira terça-feira do mês)
Horário: 20h
Duração: 60 minutos (aproximadamente)
Classificação indicativa: livre para todos os públicos
Entrada franca - ingressos distribuídos com meia hora de antecedência.

 

 

 

 

Confira matéria feita pelo Programa Metrópolis (TV Cultura)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ouça na íntegra o 1º Programa Mergulho no Escuro, com Zuza Homem de Mello AQUI.

 

 

 

 

***********

- Fonte: Site Instituto Itaú Cultural / YouTube / Programa Metrópolis (TV Cultura) / Site Farofafá.

 

**********

Exibições: 121

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço