Blefe

Almoçava devagar, não havia pressa. Pensava nele.
“Estou impregnada, não diria doente, mas contagiada por ele”.
Pensa nas palavras de ontem: “Não é possível mais sonhar, minha cara. É preciso apenas viver”.
Não o vê sem sonhos, ele blefa. Faz isto com freqüência. Ela enlouquece. O sonho dela se confunde com o dele. Sem ele é nada.
Ele se diz cansado e se mostra frio. Blefa, ela sabe. Mesmo assim ela enlouquece.
Quando ele mostrará o jogo?

Exibições: 115

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço