Morreu ontem uma das cantoras que mais admiro, Odetta. Era a voz dos movimentos pelos direitos civis dos anos 60 nos Estados Unidos. Segundo os médicos, foi o coração. A eleição do primeiro presidente negro em seu país talvez tenha sido demais para a cantora, de 77 anos. Descanse em paz.

Não se engane pela figura frágil da senhora da foto acima. Odetta era uma força da natureza cantando. O NYT fez uma bela homenagem, The Last Word: Odetta, que começa com uma arrepiante interpretação de Nobody Know You (When You're Down and Out, de Otis Redding e depois algumas entrevistas e pequena biografia. Demora um pouco pra carregar - e tem quase 20 minutos - mas vale cada segundo que vc passar em frente ao monitor do computador.

Quando a vi pela primeira vez em ação, no documentário sobre Bob Dylan (No Direction Home), me encantou sua postura ao violão e potente voz. O documentário pode ser visto no YouTube, em 18 capítulos, começando por aqui. No filme, ela canta Water Boy:


Já este outro vídeo traz um trecho de uma de suas apresentações no Festival de Folk de Newport (um dos meus sonhos de consumo...):


Se fosse recomendar algo dela para quem quiser conhecer melhor seu som, indicaria dois discos: Odetta Sings Ballads and Blues (só com clássicos do gênero) e Odetta Sings Dylan (só com músicas de Bob Dylan). É de ficar escutando o dia todo...

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço