Reproduzo aqui o texto do ator e dramagurgo Mario Bortolotto sobre a morte de Piva, um de nosso maiores poetas, ontem em São Paulo.

E que, por viver em um país que nunca respeitou nem grandes poetas, nem idosos--em geral gente sem recursos, que nunca viveu em função de lucro-- sofreu um verdadeiro calvário em busca de internação, até ser acolhido no Incor, via alguns médicos que se comoveram.

Ao menos teve , quero crer, uma morte digna e sem dor, estava em coma induzido há algum tempo.

Viva Piva Forever!.

O Texto de Bortolotto

Eu não conheci Roberto Piva. Mas eu vi Roberto Piva. Várias vezes. Lendo seus poemas nos mais variados lugares. Adentrando os eventos culturais cercado por seus "pivetes" (como eram conhecidos os garotos que andavam com ele e com os quais ele dividia suas iluminações). Piva era amigo de amigos meus (Bivar, Pinduca) e teve uma noite que eu fui até à Funarte com minha velha câmera VHS e registrei um bate-papo entre ele e o grande poeta Cláudio Willer. Quando morava em Londrina, já lia Roberto Piva. Eu já o considerava o maior poeta vivo do Brasil e ele tinha aquela aura de mito marginal, do cara que não se rende e que vai até as últimas consequencias em nome de sua arte, no caso, sua poesia, do cara que dizia "só acredito em poeta experimental com vida experimental". Nos últimos anos, Piva vinha definhando por conta de sua doença que era degenerativa. Nós, do lado de cá, ficavamos torcendo por sua recuperação, mas na verdade ninguém tinha muita esperança. Meses atrás, lá no Barco, organizaram uma leitura de poemas pra ajudar a pagar o tratamento dele no hospital. Dei minha pequena contribuição lendo um poema dele acompanhado pela gaita do meu amigo Flavinho Vajman ( http://www.youtube.com/watch?v=TRQYXoBl0M0 ) E esse é o mesmo poema que li anos atrás em Londrina no programa "Estação Blues" da Rádio Universidade FM.

E aqui o próprio lendo o poema "A Piedade": http://www.youtube.com/watch?v=P2Lhaedkh48

Enquanto estou terminando de postar esse texto, Piva deve estar sendo cremado no Cemitério de Vila Alpina (o mesmo em que cremaram recentemente o meu amigo Marcos Cesana). E ele já deve estar nesse momento atazanando a vida (ou seria pós-vida?) de uma porrada de anjos em algum boteco bacana lá no céu. Acompanhado é claro de sujeitos de boa procedência poética como Vinícius de Moraes, Wally Salomão e Itamar Assumpção.

Vá em paz, excepcional (não encontro uma expressão mais adequada) Poeta.

Os drinks desfilam diante dos amigos

embriagados no tapete

Saratoga Springs

Kummel Coquetel

minhas almas estão sendo enforcadas

com intestinos de esqueletos

meus livros flutuam horrivelmente

no parapeito meu melhor amigo

brinca de profeta

no meu cérebro oito mil vagalumes

balbuciam e morrem

(Roberto Piva)

Exibições: 161

Comentário de Simone-Rosa Tupinambá em 4 julho 2010 às 16:30
que o gavião o leve para o profundo azul. sei que você está triste: quando morre um poeta, todos choram.
Comentário de elizabeth em 4 julho 2010 às 17:09
beijo Simone.
Comentário de Stella Maris em 4 julho 2010 às 17:28
Ah! Que tristeza.
Mas Borges dizia... Que"" o paraiso era uma especie de livraria."".....
Que possam se encontrar
Borges.... etc....
....Saramago...
e agora Piva.....no som de uma boa música.....
Forever... a poesia... a música...a literatura...
O AMOR....
Comentário de elizabeth em 4 julho 2010 às 17:32
é Stella, isso tudo de bom parece que só fora desse planetinha mesmo
Comentário de Stella Maris em 4 julho 2010 às 17:38
Ah! nem me fale, estou perplexa, com a falta de carater da midia ( sport tv contra o Paraguai)
estou tb, sem entender como tantos de nós, torcemos pelos ( espanhóis/holandeses/alemãs)
Pobre America latina!!!
Uruguai sempre
sei que não é o post.... mas tenho certeza que PIVA pensava assim.
Sempre Piva.
Comentário de elizabeth em 4 julho 2010 às 17:39
Piva achava que tava tudo dominado, especialmente a educação - ele era professor- e há muuuito tempo
Comentário de Zé Via de Regra em 4 julho 2010 às 18:49
O que dizer?
Emprestando a palavra.

Comentário de elizabeth em 4 julho 2010 às 18:59
só a arte salva e abre caminhos
Comentário de Zé Via de Regra em 4 julho 2010 às 19:05
Resta saber quem salvará os artistas.
O poder constituído é que não.
Talvez a teima em seguir segundo a máxima bíblica: "Crescei e multiplicai-vos".
Amém.
Comentário de elizabeth em 4 julho 2010 às 19:06
os artistas propiciam a salvação, mas quem quer?

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço