O Observatório da Imprensa reproduziu em 29 de abril texto assinado por Eduardo Ribeiro e que fora publicado no boletim Jornalistas e Cia.

Segundo o texto, a Direção de Redação da Folha de São Paulo definiu diretrizes básicas para sua mudança editorial.

Entre as diretrizes, além da busca do “furo como prioridade máxima”, destaca-se o cuidado para se ampliar o número de fontes da informação, na busca do contraditório e para compreensão do contexto e interesses que cercam a notícia.

Há menções ainda para textos curtos, concisos, emprego de números com critérios.

Confesso não estar tão à vontade para criticar a Folha, já que me enquadro na categoria de ex-leitor ainda assinante. Alguns cadernos eu havia abandonado há algum tempo, pois a edição prefere os artigos à publicação de notícias. Outros, deixei de lado por se privilegiar o alinhamento ideológico de novos articulistas, em detrimento do pluralismo. Por fim, o jornal não acompanha o poder executivo de seu estado de origem e seus furos são notícias desmentidas pelas próprias fontes, por documentos, pelos fatos.

Carrego jornais debaixo do braço há 35 anos, procurando relevar sua parcialidade. Donos dos jornais veem o mundo sob sua ótica e defendem seus interesses, embora no caso da Folha seja notável o esforço do jornal em não admitir suas convicções publicamente, em querer parecer apartidário.

Porém, eu acreditava que buscar fontes, o contraditório e compreender contextos se caracterizassem como básico para a publicação. Parece que nem isso, pois agora são fatores apresentados sob o manto da mudança editorial.

Assim, creio que a anunciada mudança da Folha apenas conjuga diretrizes que imaginei terem-na pautado há décadas. Se não a pautaram, não será agora que o farão.

Conclui-se, portanto, que não há mudança alguma: é fumaça sobre o passado, apenas mais do mesmo.

Exibições: 31

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço