Portal Luis Nassif

Sem um MULHERÃO ao lado tenho certeza de que a vida seria muito difícil...



Mulherão

Peça para um homem descrever um mulherão. Ele imediatamente vai falar no tamanho dos seios, na medida da cintura, no volume dos lábios, nas pernas, bunda e cor dos olhos... Ou vai dizer que mulherão tem que ser loira, 1.80m, siliconada e com um lindo
sorriso.
Mulherões, dentro desse conceito, não existem muitas: Vera Fisher, Malu Mader, Adriane Galisteu, Letícia Spiller, Lumas e Brunas. Agora, pergunte para uma mulher o que ela considera um mulherão você vai descobrir que tem uma em cada esquina...
Mulherão é aquela que pega dois ônibus para ir ao trabalho e mais dois para voltar e, quando chega em casa, encontra um tanque lotado de roupa e uma família morta de fome.
Mulherão é aquela que vai de madrugada para a fila garantir
matrícula na escola e aquela aposentada que passa horas em pé na fila do banco para buscar uma pensão de R$ 300,00.
Mulherão é a empresária que administra dezenas de funcionários de segunda a sexta e uma família todos os dias da semana.
Mulherão é quem volta do supermercado segurando várias sacolas depois de ter pesquisado preços e feito malabarismo com o orçamento.
Mulherão é aquela que se depila, que passa cremes, que se maquia, que faz dietas, que malha, que usa salto alto, meia-calça, ajeita o cabelo e se perfuma, mesmo sem nenhum convite para ser capa de revista.
Mulherão é quem leva os filhos na escola, busca os filhos na escola, leva os filhos na natação, busca os filhos na natação, leva os filhos para a cama, conta histórias, dá um beijo e apaga a luz.
Mulherão é aquela mãe de adolescente que não dorme enquanto ele não chega. É quem, de manhã bem cedo, já está de pé, esquentando o leite.
Mulherão é quem leciona em troca de um salário mínimo, é quem faz serviços voluntários, é quem colhe uva, é quem opera pacientes é quem lava a roupa para fora, é quem bota a mesa, cozinha o feijão e, à tarde, trabalha atrás de balcão.
Mulherão é quem cria os filhos sozinha, é quem dá expediente de 8 horas e enfrenta menopausa, TPM e menstruação.
Mulherão é quem arruma os armários, coloca flores nos vasos, fecha a cortina para o sol não desbotar os móveis, mantém a geladeira cheia e os cinzeiros vazios.
Mulherão é quem sabe onde cada coisa está, o que cada filho sente e qual o melhor remédio para azia. Lumas, Brunas, Carlas, Luanas e Sheilas: mulheres nota 10 no quesito linda de morrer, mas mulherão mesmo é quem mata um leão por dia!

Autor desconhecido

Exibições: 138

Tags: -, Mulherão-mulher, determinação, força

Comentário de Graúna, ó xenti!!!! em 25 fevereiro 2009 às 2:36
Que beleza, Sílvio!!

Já tem um tempinho vimos discutindo as questões que falam das causas feminis, através de dois fóruns:

O primeiro que explica os seus propósitos, mas teve pouca participação & um segundo, que gerou, até o presente momento, um debate com 144 postagens, se quiser participar será uma honra...

Saudações feminis \♥/

Comentário de Sérgio Troncoso em 25 fevereiro 2009 às 10:27
Que mulherão você tem Sílvio. Homem de sorte que partilha a sua sorte conosco nêsse belo texto. O dia 8 está chegando e essa crônica já vem como abre-alas. Um abraço,Sérgio.
Comentário de Raí Araujo em 25 fevereiro 2009 às 12:28
Caro Sílvio,eu quase estava acreditando que esta crônica era de sua autoria,e que você seria convidado de honra,de todos os programas vespertinodde Tv,a partir desta data,e que seria o tema do samba-enrêdo de alguma escola de samba,no próximo carnaval,porem,prque você escreveu,no final que este têxto é de um autor desconhecido,meu ?
Com tantos elogios(mais que merecidos por estas heroínas do dia a dia)só faltava você admitir que tem uma destas mulheres no acochêgo da sua casa,fazendo tudo aquilo que nos gostamos: Administrando a economia doméstica; Fazendo aquela comidinha,que só a nossa mulher sabe fazer; Cuidando da criação e da educação dos nossos filhos;Orando pelo sucesso dos nossos negócios,e pelo futuro dos rebentos; E acolhendo-nos em seus braços,quando chegamos em casa,carentes de carinho e de um abraço confortador.
Claro que qualquer um de nos,bem que gostaria de ter como cara-metade,uma Luma,uma Bruna,uma Carla,uma Luana,ou ainda uma Sheila,porem duvido muito,que qualquer destas esplendorosas belezas,seja capaz de dar-nos aquilo que temos na nossa casa,o amor,a compreensão,e a capacidade de repor as energias perdidas na labuta do dia,a mesa farta,a cama quente(o melhor de tudo)e a certeza de que amanhã ela estará aqui de novo,como disse o Chico, "Fazendo tudo sempre igual"
Comentário de Sérgio Troncoso em 25 fevereiro 2009 às 13:57
Pôxa Raí,êle entregou a autoria na última linha. Nêsses tempos de heroínas poposudas com vento na cabeça,minha atenção para a mulher palpável,palatável e inteira do texto,me inclinou para a autoria do Sílvio,rsrsrs. Pois mantenho o escrito,foi de coração! Um abraço à todos,Sérgio.
Comentário de Marise em 25 fevereiro 2009 às 16:23
Silvio
Que maravilha de texto. As vezes a gente bem que tem vontade de ser um mulherão como as Lumas,Brunas, etc... Mas não somos assim. Mas quando li este texto me senti um mulherão, principalmente naquele pedaço em que fala de contar histórias para filhos, colocá-los para dormir, etc... Hoje faço isso com os netos. e é delicioso.
São momentos felizes na nossa vida de mulher, entre tantos outros.
Bjs

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Novas

Receba notícias por e-mail:

Dinheiro Vivo

Publicidade

© 2014   Criado por Luis Nassif.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço