"Na Pavuna" e os instrumentos de percussão em gravação de Discos

Capa da partitura da composição “Na Pavuna”, com seus respectivos compositores e intérpretes.

Henrique Foréis Domingues (1908-1980) cantor, compositor, pesquisador e radialista - famoso pelo apelido de Almirante, ganho quando serviu à Marinha, nos anos de 1920 - começou sua promissora carreira no meio musical carioca como cantor e pandeirista do grupo Flor do Tempo, que depois se transformaria no grupo batizado de “Bando de Tangarás” (Almirante, Noel Rosa, Alvinho, Henrique Brito e Braguinha).

Em pé (da esq p/dir): Henrique Foréis Domingues (Almirante) / Noel Rosa /Henrique Brito

Sentados: Daniel Simões / Abelardo Braga / Carlos Braga (João de Barro/Braguinha)

Em 1938 iniciou a carreira de radialista com o slogan "A maior patente do Rádio", conquistando cada vez mais espaços, ora como excelente intérprete, ora como radialista, escrevendo, dirigindo e produzindo programas por mais de 40 anos.

Com o vasto material produzido para seus programas sobre música popular, montou um dos maiores acervos de música da história, ficando responsável pela permanência da lembrança de inúmeros artistas brasileiros.

A atuação de Homero Dornelas na música popular correu paralela à sua atuação na música de concerto (área para a qual compôs inúmeras obras). Já na década de 1920, tocava em ante-salas de cinemas, acompanhando filmes mudos, em teatros de revistas, restaurantes e circos.

A partir de 1926, passou a compor sambas, marchinhas e foxes. Logo depois, trabalhou como revisor e arranjador da Casa Vieira Machado, editora de partituras de músicas carnavalescas. Adotou nesta época o pseudônimo de Candoca da Anunciação, com o qual se consagrou em 1930 com o lançamento de seu grande sucesso "Na Pavuna", com Almirante.

Homero Dornelas entrou, via concurso, para a Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 1941, pediu licença daquela orquestra e ingressou na Sinfônica Brasileira, convidado por Eugen Szenkar.

As opiniões dos pesquisadores/escritores Jairo Severino e Zuza Homem de Mello acerca da composição - “Na Pavuna”.

“Almirante dizia que não chegou a se entusiasmar quando Dornelas lhe mostrou o samba ‘Na Pavuna’, pedindo-lhe para completar a letra e, possivelmente gravá-lo com o Bando de Tangarás. Depois analisando melhor, ele concluiu que, apesar de seu aspecto simplório, a composição prestava-se muito bem para um tipo de acompanhamento, ainda inédito em gravações, e que consistia no uso de muita percussão, com instrumentos utilizados em blocos carnavalescos.

Foi assim que, em clima de grande animação, realizou-se a gravação deste samba com pandeiros, cuícas, tamborins, surdo e ganzá, percutidos por componentes de escolas de samba, gente que entendia do assunto.

O amplo sucesso de ‘Na Pavuna’, a preferida do público no Carnaval de 30, veio provar que Almirante tinha razão ao levar para o estúdio aqueles instrumentos que, a partir daí, tiveram lugar certo nas orquestras brasileiras.

O disco derrubou ainda um tabu, existente na época, de que o som de surdos e tamborins ‘sujava’ as gravações. Detalhe curioso: ‘Na Pavuna’ está classificado no selo do disco [foto abaixo] como ‘choro de rua no carnaval’”.

Na Pavuna” (Almirante/Homero Dornelas [Candoca da Anunciação]) # Almirante e Bando de Tangarás [Almirante/Alvinho/Braguinha/Henrique Brito/Noel Rosa]. Disco Parlophon (13.089-A) / Matriz (3179). Gravação (30/11/1929) / Lançamento (janeiro/1930).

************

Fontes:

- A Canção no Tempo - 85 Anos de Músicas Brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1997.

- Dicionário Cravo Albin da MPB / Verbetes: “Almirante” (AQUI) / “Homero Dornelas” (AQUI) / “Bando de Tangarás” (AQUI).

- Foto capa Partitura: IPB (Instituto Piano Brasileiro)

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Foto Selo do Disco: Sandor Buys.

- Noel Rosa: uma biografia. João Máximo e Carlos Didier. - Brasília: Editora Universidade de Brasília: Linha Gráfica Editora, 1990.

- No Tempo de Noel Rosa / Almirante / 3. Ed. Rio de Janeiro: Sonora Editora. , 2013.

- Site YouTube / Canal: “SenhorDaVoz”.

************

Exibições: 431

Comentário de Laura Macedo em 13 dezembro 2017 às 22:37

Na Pavuna” (Almirante/Homero Dornelas [Candoca da Anunciação]) # Almirante e Bando de Tangarás [Almirante/Alvinho/Braguinha/Henrique Brito/Noel Rosa]. Disco Parlophon (13.089-A) / Matriz (3179). Gravação (30/11/1929) / Lançamento (janeiro/1930).

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço