Joaquim Barbosa, já mencionei, é um dos ministros melhor preparados dentre os que hoje compõem o STF. Sua formação jurídica é das mais sólidas e invejáveis e sua trajetória de vida – pessoal e profissional – lhe fornece arcabouço suficiente para enfrentar os desafios que lhe proporciona o ministério supremo. Mas não me venham com essa história de que ele chegou lá “por seus próprios méritos”.


Nem ele, nem o grande Ricardo Lewandowski, nem o decano, nem meus conterrâneos de Capivari (SP), Moacir Amaral dos Santos e Joaquim Salvador de Toledo Pizza e Almeida, nem todos os demais ministros da história do Supremo Tribunal Federal a ele chegaram “por” seus méritos próprios. 


 

Que todos chegaram “com” méritos, uns mais, outros menos, não tenho a menor dúvida, mas é tolice insistir nessa falsa ideia. Joaquim Barbosa só chegou ao Supremo, sim, por ser negro e por ter sido indicado pelo então presidente Luís Inácio Lula da Silva. Foi, sim, por uma corajosa decisão de Lula, que comprou a ideia de adotar uma “cota para negros” na mais elevada Corte judicial brasileira, que Barbosa obteve a indicação.


Não fosse a disposição política de alastrar a representatividade da comunidade negra por todas as instituições – universidades, serviço público, tribunais –, nascida nas lutas dos próprios negros e que teve guarida no ideário do Partido dos Trabalhadores, Barbosa não estaria lá hoje e, enquanto esse mesmo partido não assumisse a presidência da República, o Supremo não conheceria um afrodescendente em seus quadros tão cedo.


Divirjo da maneira arbitrária e truculenta como Barbosa vem conduzindo os trabalhos como relator do caso AP-470 e temo por sua conduta na presidência da Corte, mas não lhe nego, nem poderia, os méritos que proporcionaram que, dentre tantos outros juristas de todas as raças, tão ou melhor preparados do que ele, o hoje presidente do STF despontasse e motivasse Lula a escolhê-lo para o cargo.


Barbosa presidindo um dos Poderes da República é bem o retrato do novo Brasil, que começou a ser desenhado a partir da elaboração da atual Constituição e que vem ganhando corpo desde a posse de Luís Inácio Lula da Silva na presidência da República - sem demérito de seus predecessores. Este, sim, o menino pobre, filho da miséria real, que mudou a história deste país. Que também só chegou lá não apenas por seus próprios méritos, mas, sobretudo, pela maturidade de seu partido e pela soberana vontade do povo brasileiro.

Exibições: 172

Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 25 novembro 2012 às 20:58
NUNCA ACREDITEI QUE ALGUM MINISTRO TENHA IDO PARA O STF POR SEUS PRÓPRIOS MÉRITOS, PRINCIPALMENTE EM UM PAIS COMO O BRASIL ONDE A POLÍTICA INSTITUIU O SEU PRÓPRIO SISTEMA DE SOBREVIVENCIA FINANCEIRA E TUDO FAZ PARA SE MANTER NESSE PEDESTAL DE LUXÚRIA E RIQUEZAS TUDO ISSO COM O DINHEIRO PÚBLICO, MAS MESMO COLOCADOS NA CORTE SUPREMA POR ALGUÉM QUE SEMPRE É O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, ESSES MINISTROS SE APRESENTAM COM DIVERSAS CARACTERÍSTICAS, UNS COMO O GILMAR DANTAS QUE TORNOU-SE VALIOSO EXEMPLO DA CORRUPÇÃO E CRIME ORGANIZADO NO GOVERNO BRASILEIRO E PROVA INCONTESTE DAS VERDADES DITAS PELA MINISTRA ELIANA CALMON QUE SÓ POR ISSO INSTITUIU SUA PÁGINA NA HISTÓRIA JUDICIÁRIA BRASILEIRA E OUTROS MUITO POUCOS COMO O BATMAN BARBOSA, QUE PODE SER QUE TENHA ACERTADO ERRANDO E QUE SÓ O TEMPO VAI ESCLARECER.
Comentário de Clailton Kitter Ferreira em 26 novembro 2012 às 19:24

Boa Tarde! Senhores (a)

   A minha crítica restrita é a respeito da indicação tanto para o STF como para várias instituições do Brasil. Que no meu ver, como ocorreu com a atual presidente da PETROBRÁS - Sra. Maria da Graça Foster. Com 25 anos de casa, por mérito e com conter amor à empresa que trabalha. 

   O Gilmar Mendes é doutor pela Universidade da Alemanha. 

    O advogado Kakay falou no jornal Zero Hora que os juízes são justiceiros. E os da Suprema Corte lenientes. Eis a prova com o ministro Joaquim Barbosa. E pela falar demonstra um grau elevado de erudição. 

   Os que causam sangria à Nação os de colarinhos brancos. O restante é café com açúcar. Apesar de ser indicado pelo ex-presidente Lula eu já o considero e respeito. Independentemente de ser negro ou não. Se se mostrou uma certa truculência será por que razão o STF 19 anos que não punia um colarinho branco?

    Constituição é sagrada e respeitada e ponto. Como a mais alta corte. Claro que críticas devidamente construídas são benéficas para o regime democrático. E a Polícia Federal como o CNJ estão para a apuração dos fatos.

   Um abraço.

Comentário de Luís Antônio Albiero em 26 novembro 2012 às 20:27

Meus caros, um verdadeiro e correto juiz (desculpas pelo pleonasmo) é aquele que, antes de tudo, respeita a Constituição Federal, que, no caso brasileiro, prevê que todos somos inocentes, salvo PROVA em contrário (ou seja,  que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória); que prevê que  ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal; que aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e RECURSOS a ela inerentes (direito ao duplo grau de jurisdição); que não haverá juízo ou tribunal de exceção. Um tribunal que distorce uma teoria para condenar sem provas age, no mínimo, como um tribunal de exceção.

Comentário de Clailton Kitter Ferreira em 26 novembro 2012 às 20:37

   Concordo com o Senhor Luís Antônio

    E creio o que se refere. A intelectual e pesquisadora Dra. Vera, professora da Universidade Cândido Mendes. Fala que o Brasil é o o que televisiona as ações praticadas pelo STF. Que não vê como positivo. Mas eu sei o ponto que desejar passar.

    Obrigados pelas suas observações e espero que possamos trocar mais visões diferentes; e pensar e discutir o Brasil dentro de termos da civilidade.

    Que a mais sacrossanta paz esteja convosco. Um abraço.

Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 27 novembro 2012 às 1:41
Companheiros, todos nós brasileiros conscientes e responsáveis, pais de família e amantes da pátria mãe Brasil nos preocupamos sobremaneira com a situação que emvolve o nosso pais pois dele dependemos todos nós e nossos ramos, hoje e eternamente enquanto vivermos e é saudável e louvável considerarmos que família, somos todos nós filhos de DEUS. Pois bem, causa-nos muito aborrecimento, tristeza e indignação, estarmos assistindo a degola de irmãos nossos, alguns deles verdadeiros heróis no passado, espelho que gostariamos de te-lo para nossas vidas, por ilícitos cometidos segundo dizem, que somente uma meia dúzia de pessoas conhece e ao menos se dígnam de relatar transparentemente para que não nos causem revolta, pois é sabido que o único meio de comunicação existente neste vasto e maravilhoso país chamado Brasil pátria mãe, vive em decomposição moral desde aproximadamente uma dezena de anos e conscientemente ninguém pode ousar definir a verdade sobre os fatos e as pessoas responsáveis por esse indispensável esclarecimento a todos nós, omitem e simplesmente afronta a nossa honra, dignidade, direitos de cidadania e fé cristã. Prefiro dar tempo ao tempo dono da verdade, para aplaudir ou repudiar tais fatos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço