O alerta profético e Arruda # Por Raphael Bruno

Arlete Sampaio - atual secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)

O ALERTA PROFÉTICO E ARRUDA

Por Raphael Bruno - JB online

Reta final das eleições para governador em 2006. Nas pesquisas de intenção de voto, o ex-senador José Roberto Arruda desponta como favorito, mas as oscilações nos percentuais do restante dos postulantes tornam incerta a vitória do candidato do DEM já no primeiro turno. A então deputada distrital Arlete Sampaio, candidata pelo PT ao governo local, diante do que parecia ser a iminente eleição de Arruda, faz um alerta em meio ao andamento protocolar de um debate televisivo. Em tom profético, pede para que a população de Brasília e arredores reconsidere em quem confiará o voto e o comando do governo pelos próximos quatro anos, “para não se arrepender” depois, como já havia acontecido antes. Arlete falava com a autoridade de quem havia perdido, anos antes, a eleição para o Senado pelo DF para o empresário Luiz Estevão, que acabaria cassado pelo seus pares, acusado de envolvimento no desvio de R$ 169 milhões das obras do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. O alerta da petista, contudo, seria ignorado, e Arruda, hoje suspeito de operar esquema de pagamento e distribuição de propinas para sua base aliada, seria eleito governador do DF ainda em primeiro turno.
Arruda não é um marinheiro de primeira viagem em escândalos políticos de repercussão nacional. Por mais incrível que pareça, no entanto, as acusações, e principalmente as evidências que pesam contra ele, agora, são mais contundentes do que quando o democrata admitiu que havia conferido o violado painel de votação do Senado. Dificilmente o governador conseguirá superar a situação de maneira tão habilidosa quanto no passado. O áudio e o vídeo que o envolvem diretamente no esquema falam alto demais. O silêncio do governador horas após o episódio, mais ainda. Arruda parece tentar descobrir quão fundo as investigações chegaram, até que ponto a Polícia Federal avançou, para calcular que tipo de explicação e manobra é possível. Afinal, até então, contava com uma significativa aprovação da população e caminhava a passos firmes para a reeleição. Brasília completará 50 anos de existência em 2010 e uma festa gigantesca, com direito a atrações internacionais, promovida pelo governo, selaria com glórias o mandato democrata na capital da República. A disposição de um secretário para colaborar com a PF, todavia, talvez tenha que esfriar as comemorações.
Politicamente, o mais curioso é notar como o episódio gerou constrangimentos generalizados. O DEM, que muitas vezes se coloca como o guardião da moralidade nacional a denunciar todo e qualquer aparente deslize do governo federal, subitamente teve o seu único governador envolvido em acusação tão gritante. Num primeiro momento, agiu, como era de se esperar, com cautela, mantendo a confiança no político que despontava como uma de suas estrelas, figura destacada, até pelo cargo que ocupa, em seus programas televisivos. Na medida em que o peso das provas se fez sentir, entretanto, o partido foi forçado a adotar uma postura mais firme, exigindo explicações claras e convincentes de seu governador. Mas Arruda não é um Edmar Moreira, o deputado dono de um castelo descartado pela legenda ao menor sinal de irregularidade. Se o governador do DF hoje sangra, o DEM sangra junto com ele. E o partido terá que ser duro com Arruda se deseja manter o mínimo de coerência com a atuação inquisitória que desenvolve na oposição ao governo Lula.
O PT, por sua vez, também merece, com as denúncias, sua dose de questionamentos. Acomodado com a minoria singela que tinha na Câmara Legislativa, fez, até o momento, uma oposição dócil ao governador. Nada a lembrar a combatividade dos tempos de oposição ao governo Fernando Henrique Cardoso, quando o número de parlamentares do partido não afetava sua combatividade. A reação da legenda também oscilou de um apelo por mais investigações e esclarecimentos, no início, aos cálculos envolvendo um eventual pedido de impeachment, após a divulgação das gravações envolvendo Arruda. O PT dá sinais de que, após sete anos no comando do Palácio do Planalto, sabe melhor ser governo do que oposição.
Não obstante, ainda que Arruda tenha alguma margem de manobra política, dada não só a mão leve do PT, mas principalmente a sua ampla e agora duvidosa maioria na Câmara Legislativa, ele ainda terá que responder legalmente por seu envolvimento em ilicitudes. E, quem sabe, em alguns meses, enfrentar as urnas. Sem dúvida, há, agora, uma chance maior de que elas, ainda que tardiamente, atentem para o alerta feito anos atrás por Arlete.

Fonte:

http://www.jblog.com.br/politica.php?itemid=17625



Ei-lo com a mão na cumbuca!

Exibições: 99

Comentário de Cafu em 1 dezembro 2009 às 19:37



Arlete (meu voto de todos os pleitos!) para Mãe Dinah! Hahaha.
Depois da violação do painel de votação do Senado, da negativa enfática, do juramento em nome dos filhos, das lágrimas de crocodilo, do arrependimento hipócrita diante das câmeras, das promessas solenes de que não iria mais "errar", dos métodos truculentos na campanha eleitoral e na gestão de governo...as bolas de cristal são dispensáveis para a previsão do óbvio.
FORA ARRUDA! Lugar de corrupto é na cadeia e não com a chave do erário na gaveta. Por falar nisso, lembro bem do último debate, nas últimas eleições para governador do DF, quando Arlete falou exatamente isto: "Pensem bem a quem vocês vão entregar a chave do cofre!". Taí o resultado. A raposa tomando conta dos ovos e fazendo a maior farra no galinheiro.
Comentário de Reinaldo (o outro) em 1 dezembro 2009 às 19:52
Engraçado... o pior da postagem não está no texto.
Está na capa da REVISTA VEJA que a mulher ostenta sobre a mesa!

Leu na Veja? Azar o dela... e o nosso, porque ela deveria ler algo melhor e ficar informada.
Talvez por isso a incompetência em ser oposição...
Comentário de Cafu em 1 dezembro 2009 às 22:20
Comigo não, violão!
Meu caro, na minha casa só entra quem for de paz, de bem e de respeito. Gente civilizada disposta a debater idéias, trocar conhecimento, construir pontes e cultivar amizades. Zangões, zangados e agressivos não são bem-vindos. Mantenham-se à distância deste espaço.

Se você fosse minimamente informado saberia que a Arlete Sampaio tem uma longa trajetória de lutas em defesa da liberdade, da justiça e das causas populares. Foi líder estudantil expulsa da UnB nos tempos da ditadura, sindicalista, vice-governadora na gestão Cristóvão Buarque, e na última legislatura foi a deputada distrital mais votada em Brasília. Aqui todos conhecem a sua fibra e entrega total às melhores bandeiras dos movimentos sociais e coragem no enfrentamento da máfia política local. Nem vem que não tem. E, por favor, não volte.
Comentário de Henrique Marques Porto em 2 dezembro 2009 às 16:07
Cafu,
Nunca entendi como os eleitores de Brasília puderam escolher punguistas tão conhecidos no Brasil inteiro para governar a capital. Ainda bem que foram pegos pelo cangote na contumácia da ladroagem. Fim da linha para esses.
Ótimo post! E ótimo espanador o seu! :)
beijão
Henrique
Comentário de Cafu em 3 dezembro 2009 às 16:06
Henrique ,
As terras públicas do DF foram loteadas e transformadas em moeda de troca por votos e apoio político. Não. Não é uma política pública e republicana visando disponibilizar um direito humano e do cidadão. É fazer caridade com o bolso alheio mesmo. Barganhando voto na eleição.
As igrejas evangélicas de todas as linhas e pastores são irrigadas com dinheiro público, ou de recebimento de propina, para suas obras "sociais" e de ajuda aos "irmãos" necessitados. Bem à moda do mais retrógado coronelismo. Os caciques "prestam assistência", os desesperados retribuem a "bondade" nas urnas.
E ainda tem esse esquema pesado descoberto pela PF de usar o aparelho de estado para recolher dinheiro de propina dos prestadores de serviços ao GDF. Paga-se por fora uma grana preta para fechar contratos, ganhar licitações, fornecer serviços e materiais.

Tomara mesmo que seja o fim da linha para esses, aqueles e quem mais chegar com iguais intenções.
Financiamento público das campanhas, já! E cadeia para os corruptos e corruptores!


Meu espanador é velhinho, mas não pretende se aposentar tão cedo.
>:))))
Gracias e beijos.
Comentário de Henrique Marques Porto em 3 dezembro 2009 às 20:41
Cafu,
Esses são barras pesadas. Roubam e rezam em bom evangeliquês pedindo a proteção "de Jesus". Roubaram até o sétimo e décimo mandamentos! Repare que o safado que faz a "oração" lá pelas tantas diz que Deus tem um lugar reservado para eles. Acho que sei qual é. E é quente pra caramba!
É para lá que vão -a pedido deles mesmos- os elementos que aparecem no vídeo: deputado Rubens César Brunelli (PSC), o secretário Durval Barbosa e o presidente da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente (DEM).
beijão
Henrique

Comentário de Cafu em 3 dezembro 2009 às 21:22

ECAAAAAAA. Deus nos livre desses pilantras!
Amém.
Comentário de Gregório Macedo em 3 dezembro 2009 às 23:41
A safadeza não tem limites.
O Henrique vaticinou o 'fim da linha' para os meliantes. Tomara, meu caro, tomara.
Bola pra frente, Arlete!
Beijos, Cafu.
Comentário de Cafu em 4 dezembro 2009 às 0:02
Deus te ouça, Gregório!
:)
Beijos.
Comentário de Cafu em 4 dezembro 2009 às 13:13


Rubem César Brunelli (PSC), atual Corregor da Câmara Distrital recebendo o dízimo de de Durval Barbosa

Leonardo Prudente (DEM) recebendo o dízimo de Durval Barbosa

Henrique e Gregório,

Tirem as crianças da sala. Conteúdo imprópio para menores. E olha que os vídeos se referem apenas ao trio da oração da propina. No YouTube tem vários outros da quadrilha.

Jesus Cristo, o rebelde que pregou o Amor e a Justiça, - e que expulsou à chicotadas os vendilhões do Templo - já deve ter dado ordens a São Pedro para reforçar as trancas e fechaduras de seu Reino. Essa turma está confundindo Céu com paraíso fiscal!!!!
Não seja por isso. Um certo cupincha os espera com uma recepção bem "calorosa", digamos assim...
É chegada a hora das conseqüências.

Beijos de alguém que ama Brasília.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço