O assassinato do cartunista Glauco e o uso do Santo Daime

Desde o assassinato do cartunista Glauco Vilas Boas e seu filho Raoni Vilas Boas, por Carlos Eduardo vimos setores de a imprensa reabrir a discussão sobre o uso da bebida santo daime (ayahuasca) em rituais religiosos. E faz isso de forma oportunista procurando criminalizar estes seguimentos.

É bom lembrar que o uso dessa bebida em rituais religiosos não começou agora, faz parte de tradições indígenas amazônicas antigas.

O trecho da carta que segue mostra com destreza que a discussão precisa ser feita com mais seriedade:

“Como sempre, a imprensa precisa 'satanizar' algo ou alguém para que a
manchete de hoje gere muitas pautas para amanhã e depois, e depois...

Parece que será assim com o Daime. Afinal, dizer que um viciado sob
efeito de cocaína matou uma ou mais pessoas já não é novidade, e só
'vende' mesmo a manchete do próprio assassinato; mas levantar suspeita
sobre o uso de ayuasca é um bom negócio, por criar (falsa) polêmica.

Sem qualquer necessidade de advogar para o Daime ou União do Vegetal,
mas tendo conhecido essas duas correntes, me resta deduzir que
"alucinação" é responsabilizar o consumo de ayuasca por um crime
covarde cometido por um filhinho de papai sob efeito de muita cocaína.

De todas as drogas, o mais difícil e ingrato combate é aquele que se
deveria fazer contra a 'droga da imprensa', pois qualquer recomendação
quanto ao seu uso responsável é logo taxada de ‘censura’.”

CJ - S. Roque/SP

Exibições: 62

Comentário de carmen lucia bezerra bandeira em 23 março 2010 às 1:10
Você está certo.. é cada vez mais grosseira e pouco sutil a forma como a "droga da imprensa" manipula e distorce a informação mas como é difícil para tanta gente perceber esse jogo sujo, ler as notícias com discernimento. É duro ver o triunfo da covardia e da bandidagem ceifando vidas de pessoas sensíveis, bonitas, inteligentes.
Comentário de Marçal, T. em 23 março 2010 às 1:20
Felizmente a internet acaba estabelecendo uma alternativa que rompe o cerco do PIG. Obrigado pelo comentário.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço