Comentário ao post: O tiro que mudou a história, por José Dirceu

O Brasil de 22, da era Vargas e da era Lula

O tiro que mudou a história e o tiro no pé da era Lula?

Caros,

Entre erros e acertos. O Brasil e a Petrobrás. No livro Cabeças de Planilha, entre suas histórias contadas no livro, o Nassif descreve a figura do brasileiro típico da elite que dava um golpe no Brasil, (tinha até uma expressão famosa: a grande "tacada") e viajava para a Europa, para gastar  o dinheiro “fácil”. O fato eram tão sabido nos meios da sociedade européia no fins do século XIX, que a figura do brasileiro da elite virou personagem em peças teatrais de comédia em Paris. A cultura expressa na frase de Joaquim Nabuco (um dos melhores do império) ainda presente hoje em nossa cultura: "Em mim só o sentimento é brasileiro, minha imaginação é européia". Esses fatos foram constante em nossa história. Nassif descreve também a mudança de dinheiro na elite brasileira no governo FHC, como por exemplo, na senhorinhagem da mudança da moeda, os novos milhionários, os laridas, os banqueiros dantescas, etc&tal. 

Estamos a mais de um século e meio tentando, se datarmos o início do Segundo Reinado, sem um projeto de país.

Assisti a duas semanas, na VI Jornada de Cinema Silencioso da Cinemateca Brasileira, uma série de cinco documentários sobre as comemorações do centenário da independência do Brasil, docs de 1922 e 1923 (Brasil: O espetáculo de 1922). Os personagens, como Hércules Quasímodo, que Euclides da Cunha descreve em "Os Sertões" (1902), o Brasil do sertão e da litoral (a elite que só pensa no outro lado do atlântico, na Europa em 1902 e ainda hoje), estão representados ali do Brasil dos anos 20, os meninos de pés descalços da Bahia de 1937, representado nos personagem de Jorge Amado em "Capitães de Areia" de 37, já estavam presente no Rio de Janeiro de 1922, o Brasil da elite que suga o estado e o Brasil do povo sem direito a cidadania (não resolvido até hoje), representado na obra de Lima Barreto, Policarpo Quaresma, de 1915, nem precisa defender o falar da língua "Tupi Guarany" e ser patriota como Policarpo no romance pano de fundo), mas estão fácil de se identificar nos documentários. O Brasil de "Vidas Secas", 1938, de Graciliano Ramos, na qual o povo letrado (falso letrado, sic,sic) e o povo analfabeto , estão lá, está tudo lá, ou quase tudo. O sonho do encontro do Brasil de cima e do Brasil de baixo, "O Encontro Marcado" (Fernando Sabino, anos 50) que não aconteceu até hoje. 

No Brasil de hoje, é claro os sinais de uma fresta de mudança, uma centelha de mais uma oportunidade para mudar o curso de nossa história, mas os erros estão aí, e me vem a mente se será mais uma oportunidade perdida, como aquela dos anos 50, na qual Celso Furtado viu e alertou, das mudanças estruturais e de poder que estavam ocorrendo no pós guerra, como hoje, a oportunidade que tivemos, como sabemos, foi "um bonde chamado desejo", como muitos outros, a oportunidade do Brasil de hoje aparenta ser maior, com pré-sal, agronegócio, energia renovável, etc., ma como disse os erros estão aí. Por exemplo, pergunto-lhes:

Como a 'Era Lula' criou o 'Rockefeller' brasileiro?

 Postado por Oswaldo Conti-Bosso em 18 maio 2012 às 5:00

Trata-se, não de uma buraco pequeno, buraco de queijo mineiro, mas de um rompo, um buraco de queijo suíço, num lance, numa "tacada", pela experiência, sapiência e estratégia visionária de Eliezer Batista, o filho adquiriu 28% das reservas do pré-sal, segundo Giorgio Romano Schutte, passando de milhões para dezenas de bilhões de capital, numa "tacada" mágica. Eike costuma dizer que pensa em 360 graus, claro o pai pensa global, radial, então ele pode pensar só em 360 graus.

Gostaria de dizer que tenho estima e respeito pelo Ex-Presidente Lula, mas os erros estão aí, quanta falta faz um projeto de país, será que vamos desperdiças mais essa oportunidade? Será mais um século em que o povo vai padecer no paraíso?

Como sabemos, o futuro não é garantido, é construído. Quem viver verá!

Exibições: 116

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço