O caos na saúde de uma cidade cujo prefeito é Médico

Não é só na saúde púbica que vai mal o meu município.

Petrolina (PE), com uma população estimada de 320.000 habitantes (IBGE), sendo um dos mais importantes do estado, o maior polo de agricultura irrigada do país, sofre, pela sua má administração, em todos os setores: educação, saneamento, mobilidade, cultura, segurança etc.

Mas é na saúde que a situação é “calamitosa”, apesar de o prefeito ser MÉDICO.

Pela 20.ª vez o telejornal local da afiliada da Rede Globo (TV Grande Rio), denuncia a situação da “reforma de um posto de saúde na zona rural de Petrolina (PE)”, para o qual o Ministério da Saúde afirma já ter liberado todas as parcelas, e que se arrasta há quase dois anos (vide link):

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

A reportagem revela a ponta do “Iceberg” que é a situação da saúde neste município, revelada em um relatório aprovado pelo plenário do Conselho Municipal de Saúde e até agora não homologado pela Secretária de Saúde, como exige a Lei Nº 8.142/90.

Nos dias 26 de fevereiro, 06 de março, 12 de agosto e nos dias 11, 12 e 14 de dezembro de 2013, respectivamente, duas Comissões internas do Conselho Municipal de Saúde vistoriaram 31 (trinta uma) unidades de saúde – outras 06 (seis) ainda não foram sequer construídas -, entre AMEs (unidades de Assistência Médica Especializada) e UBSs (Unidades Básicas de Saúde), cujo mencionado relatório denunciou que:

“1 - Em todas as unidades há insuficiência de medicamentos a serem distribuídos pela UBS e os usuários de medicamentos obrigatórios (cardíacos, hipertensos e diabéticos), mesmo os controlados, recebem-nos com base em receitas aviadas há anos, repetindo os mesmos remédios e as mesmas dosagens sem avaliação médica de acompanhamento. Não há coleta de amostras para exames laboratoriais nem distribuição de requisições para exames diagnósticos;

2 - Em todas as unidades falta material odontológico ou tem problemas nos gabinetes. Os mais graves são falta de “canetas” odontológicas, ou estas estão quebradas, ou estão sem compressor, nesse caso há mais de um ano;

 

3 – Em todas há carência de profissionais, com um número elevado de contratados (não concursados) onde esta carência se revela menor;

 

4 – Também em todas há falta de manutenção adequada nos sanitários, falta de material de limpeza e problemas de higiene. Em algumas o lixo comum fica ao lado do lixo contaminante;

 

5 – Na maioria delas há falta de ventilação, inclusive nas farmácias e salas de medicamentos.

 

Também foi constatado que, em todas as unidades visitadas, não há água potável para os usuários e servidores. Estes compram ou trazem de casa a água para consumo próprio.

O CMS enviou o relatório à Secretaria Municipal de Saúde, solicitando esclarecimentos sobre os fatos constatados e estabelecendo que o prazo de 60 (sessenta) dias para a solução dos problemas verificados, inclusive a humanização do atendimento.”

 Nos dias 25, 26 e 31 de março, e 01 de abril de 2014, as mesmas Comissões do Conselho Municipal de Saúde realizaram nova fiscalização, verificando que não houve qualquer modificação em relação às visitas anteriores.

Além da situação das Unidades de Saúde, “chovem” denúncias sobre o funcionamento da saúde no município (vejam links abaixo), nenhuma delas solucionadas até a publicação deste artigo:

26/02/2014 Exame da orelhinha está suspenso em Petrolina

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

18/03/2014 Reforma de posto de saúde se arrasta há mais de um ano em Petrolina

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

19/03/2014 Posto tem serviços odontológicos suspensos há 6 meses em Petrolina 

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/03/posto-tem-s...

03/04/2013 Moradores reclamam de posto de saúde provisório em Petrolina-PE 

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/04/moradores-r...

24/04/2014 – Exame da orelhinha (situação continua a mesma)

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/04/ha-quase-um...

13/05/2014 – AME concluída (mas não entregue)

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

13/05/2014 – Posto continua “em reforma”

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

24/05/2014 – Falta de medicamentos

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

22/07/2014 – Posto continua em reforma

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

24/07/2014 - Homem diz que aguarda há três anos por cirurgia em Petrolina, PE

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/07/homem-diz-q...

01/09/2014 - Reforma do Posto de Saúde da Comunidade Rural C3 termina após dois anos

http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/grtv-1edicao/videos/t/edico...

Acredito que uma ação do Ministério Público possa resolver esta situação, que já esta se tornou insustentável.

Exibições: 301

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço