O CELIBATO ESTÁ RELACIONADO COM A PEDOFILIA?

Em um tópico postado aqui no Portal por Marco Fernandes, a questão levantada era se o celibato estava de alguma forma relacionado com a pedofilia, na busca de compreender as ocorrências dentro da "Igreja Católica". Meu comentário era na verdade uma resposta, posto que o tópico tratava-se de uma pergunta. Estive relendo e resolvi postar no blog, devido ao fato de ter colocado em meu texto alguns fundamentos sobre a questão da sexualidade que servem para expansão de vários assuntos, não só a pedofilia, mas todo tipo de comportamento sexual.
Tenho alertado algumas pessoas com quem troco idéias que as novas legislações sobre os direitos daqueles que tem preferências sexuais diversificadas abrem precedentes para a legalização e descriminalização da pedofilia, e que essa questão começará a ser discutida nesta segunda década do Novo Milênio. Quem viver verá. Adiante, a resposta que postei no tópico do Marco Fernandes:

"Estive por 22 anos praticando clínica de Medicina Tradicional Chinesa, aliada a algumas técnicas corporais adaptadas do Swatya Yoga, que também
pratiquei por 20 anos, como meio de autoconhecimento, porque achei que
poderia entender os outros entendendo primeiro a mim mesma, e
vice-versa. Tive então muito tempo pra estudar o comportamento humano a
partir de diversos olhares e aprendi que a sexualidade é uma espécie de
digital alma. Em toda digital tem linhas curvas paralelas, e nisso são
todas iguais. O padrão de combinações das variações desse igual é o que
as faz únicas.

Os processos de contençaõ de energia geram o acúmulo de um volume
ameaçador, como a água de uma represa. Cada processo de repressão da
sexualidade tem sua particularidade, como motivos e meios diferentes,
mas todos são continência, conteção de energia. Essa energia vai
procurar um jeito de escapulir de seu represamento, e sempre de um jeito
escamotiado, sorrateiro, clandestino.

Penso que seja essa a relação que o celibato tem com a pedofilia, tem a
ver sim, mas existe aquela diversidade, tipo nem todo pedófilo é
celibatário, nem todo celibatário descarrega-se escondido em crianças e
não vamos discutir o que veio primeiro, o ovo ou a galinha. De acordo
com Wilhelm Reich, toda a sexualidade que não obedece os princípios
energéticos das polaridades e da carga e descarga é, digamos, mais
violenta e invasiva. É como naquele joguinho de pinos você preferir
colocar o pino quadrado no buraco redondo. Até entra, mas tem que forçar
uma barra. Não é proibido, e se quiser pode usar um martelo, mas até
que ponto o objetivo do joguinho de pinos deve ser procurar os encaixes
adequados e terminar assim, isso vai da cabeça de cada um. Martelos e
marretas à parte, entendo que a inocência não está só nas crianças e que
é crime ludibriar para envolver e invadir a intimidade de qualquer um
que seja emocionalmente frágil, seja homem, mulher ou criança e acho que
quem vende pinga ou cigarros também deveria ser preso. Mas issó já é
outra estória..."

Exibições: 73

Comentário de Dirceu Barquette Filho em 30 novembro 2010 às 13:07
Não posso afirmar nada diante da complexidade da vida, mas sinto-me como uma grande equação a ser resolvida repleta de variáveis. Em muitos momentos, fatos internos ou externos parametrizam minhas ações e comportamentos atribuindo novos valores a uma ou muitas dessas variáveis. Percebo também que minha equação não define o espaço que ocupa pois a ele pertence.

Concomitantemente outras equações também estão sujeitas às crenças acima explicitadas fazendo com que, num dado espaço, hajam interações entre todas. Caminhamos então para uma nova e maior equação cujos parâmetros são influenciados pelas menores.

Numa total divagação permito-me dizer que uma dita sociedade trata-se de um emaranhado de equações onde preponderam determinados valores em determinadas variáveis que tendem a determinados comportamentos. Cabe lembrar que outros parâmetros também se fazem presentes em uma escala menor.

Talvez, a equação geral enfim traga-nos as respostas para as nossas diversidades dependendo da amplitude da observação, bem como dos aspectos que desejamos focar.

Nossos sentidos limitam-nos a poucas dimensões sendo assim insuficientes na compreensão do que realmente está em jogo. Prevalece apenas o que podemos perceber.

Ou não...

P.S.: antes que digam, não tive a intenção de "trolar". No máximo me admito como um "louco de palestra" dado o fato que precisava extravasar o que penso...
Comentário de Gilda Miranda em 30 novembro 2010 às 14:17
Necessário é compartilhar nossos pensamentos, traduzir em palavras o que sentimos e despejar em algum lugar, onde a gente sabe que alguém vai tomar conhecimento. A alma do ser humano é ávida de comungar, compartilhar, trocar, tocar e ser tocado. Tem um poema lá no meu blog que fala disso: EU SEI QUE TENHO QUE ACORDAR. Já leu? Clica aí...

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço