O ELEITOR BRASILEIRO É UM POLÍTICO ENRUSTIDO

A cantiga da perua é uma só: odeio política! Isso quando se fala alto. Nos cochichos, já pinta uma fofoca envolvendo o ídolo e o desafeto. Até mesmo por escrito, como acontece aqui, a maioria dos amigos trata de política como se fossem apartidários, porém as opiniões convergem sempre na mesma direção, do mesmo jeito que o ponteiro da bússola sempre aponta para o norte.

 

Por que tem que ser assim? Os votados têm seus interesses, assim como os votantes também tem os seus. Apenas os votados sabem que os votantes não se ligam em interesses na hora de escolher e, talvez por essa razão, abandonem completamente a defesa dos benefícios coletivos após assumirem um mandato.

 

Na democracia não ha outro caminho que não seja escolher um representante de acordo com o seu perfil e posicionamento em relação às classes sociais que promete defender durante uma campanha eleitoral, quando na primeira investidura. Da segunda por diante, se o povo raciocinasse politicamente, restaria ao candidato subir num palanque para dizer se cumpriu os compromissos da campanha passada ou porque deixou de cumpri-los. Infelizmente, o povo que faz politicagem ao invés de política, está mais preocupado é em manter no cargo o padrinho, o simpático ou aquele que tem uma nota na manga a cada eleição.

 

Nada mais normal que nesse País, onde existem apenas dois lados políticos, um eleitor se posicionar politicamente defendendo e apoiando um deles, desde que não se deixe levar pelo fanatismo ao ponto de não reconhecer seus defeitos e nem possíveis acertos do outro, pois é simplesmente impossível que os nossos interesses coincidam totalmente com aquilo que um grupo político defende.

 

Na política só existe uma coisa imperdoável que é trair os interesses da Pátria. O que é nosso é nosso, assim como o que é americano ou chinês é deles. Se não conseguimos fazer com que o nosso nos sirva, a incompetência é nossa, que não estamos sabendo nomear os representantes e nem cobrar deles a devida responsabilidade para com o patrimônio e os interesses públicos. Seja político e defenda seus interesses enquanto votante. Esse é o caminho, fora da ditadura.

Exibições: 116

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço