Sem dúvida, a aquisição e o desenvolvimento da linguagem na criança é um dos maiores desafios para o professor (e porque não para os pais), daí que a imagem do professor-juiz, aquele que pune e estabelece marcas definitivas entre o "certo" e o "errado" estar sob questionamento severo.

Aqui, um filme que, magistralmente, ilustra bem os mistérios que envolvem a linguagem, e particularmente a língua como o que define o homem: O enigma de Kaspar Hauser, de Werner Herzog.

Nesta passagem, Kaspar Hauser, o menino cuja aquisição de linguagem é tardia, é elogiado pelo tutor: "que bom... antes você pensava que tudo que sonhava era realidade".

Assista ao trecho

Havia "progressos", mas talvez não da forma que gostaria o tutor.

A questão já fora discutida por Izidoro Blikstein: em que sentido a linguagem (nossa porta de entrada para o social, nossa credencial para o humano) é o divisor que nós temos entre realidade e sonho? A realidade seria um sonho compartilhado e consentido? O sonho seria a realidade expulsa da vida em vigília?

Ao fim, a história é bem conhecida, Kaspar Hauser é assassinado. A questão talvez que fica: era impossível àquela sociedade suportar tamanha distância simbólica?

De qualquer maneira a cena é magistral, ainda mais com um Albinoni (Adágio em Sol Menor).

Sugestão de discussão:
Problemas de aprendizagem e aquisição de linguagem
Discurso e sociedade
Linguagem e preconceito

Sugestão de Leitura

Exibições: 161

Comentário de luzete em 29 maio 2009 às 23:06
filmaço, não é?

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço