Caros,vendo as várias inserções na TV aberta da propaganda do GDF,feita pelo próprio governador Agnello,é de causar náuseas,como o personagem de Sartre em A Náusea.Ele vende um peixe podre sobre a gestão PT-PMDB na capital federal em relação a todas as áreas.A começar pela saúde pública,que está falida e abandonada como nos demais estados da federação.Ele apregoa que houve melhoras nos transportes  públicos,outra cascata! A linha metroviária é insuficente,os trens,em sua maioria,são de 1995 e o tempo de espera é de cerca de 7 minutos entre uma composição e outra nas estações.A frota de ônibus é velha e insuficiente para abarcar a grande demanda de quem mora nas cidades satélites e trabalham no Plano Piloto,Brasília.

 O DF possui a maior desigualdade social do país.Para os leitores terem uma ideia a Região Administrativa do Lago Sul tem o maior índice de IDH do país.A média de sua renda domiciliar é quatro vezes maior da média de todo o DF e,com aproximadamente a  mesma população,é dezoito vezes maior em comparação  a pobre Cidade Estrutural.Na Cidade Estrutural,onde os trabalhadores atuam no setor privado,principalmente no de serviços,a renda por pessoa é de 1/4 da média de todo o DF.A comparação entre essas duas regiões é baseado no índice GINI.

Agnello cita a geração de novos empregos,outra cascata!Com base no PIB do DF observa-se que a produção industrial(especialmente a construção civil) e a agropecuária representam uma parcela baixa,apenas 6,8%,enquanto a renda do DF está ligada à administração pública e ao setor de serviços vinculado a ela.

 Retomando sobre a brutal desigualdade social na capital federal,observa-se que 72,8% dos servidores públicos têm renda de 5 salários mínimos e 30% têm renda de 10 salários.No mercado privado o quadro é bem diferente,tanto nos empregos com CLT e nos empregos flexíveis,63% têm renda de 2 salários mínimos(!).Agnello solapa em seu panegírico televisivo  que o desemprego no DF no ano passado atingiu o percentual de 11,5%,bem maior que a média nacional.

Os jovens entre 16 e 24 anos,todos das cidades satélites,uma média de 44%,estão desempregados e têm baixa escolaridade,não tendo acesso ao programa Jovem Aprendiz e ao PRONATEC.As consequências são funestas,pois grande parte dessa força de trabalho marginalizada acaba sendo incorporada no mercado de drogas ilícitas.

Agnello mente sobre o PROGRAMA MORAR BEM,que vem enriquecendo grandes empreiteiras,é oferecido mediante a privilégios.O déficit habitacional do DF é de 300 mil famílias,quase 50% da população do DF não tem direito à moradia.

 Agnello se vangloria da construção de uma mega-arena para a Copa,um estádio construído por cima de um estádio que já estava pronto,gastando mais de 1,5 bi dos contribuintes e enriquecendo a Noberto Odebretch.Para arrecadar mais dinheiro na construção do estádio faraônico o GDF utilizou-se da venda de lotes caríssimos da TERRACAP,o que fortaleceu ainda mais a especulação imobiliária na capital.Portanto,o MORAR BEM é uma falácia de Agnello !

 A segurança pública é restrita aos apaniguados do Lago sul ,com suas luxuosas mansões e outras regiões administrativas privilegiadas .

Sim,é bom lembramos,ainda nos índices sociais,que no DF o trabalho infantil aumentou( principalmente no lixão da Estrutural,engraxates,carroceiros e flanelinhas),crianças e adolescentes representam hoje 45,8% da população extremamente pobre,composta por 46.588 pessoas.

 Na gestão Agnello-Fillipeli mais de 30 licitações foram suspensas por supostas irreguralidades.O cartão magnético de acesso ao transporte público está nas mãos do criminoso Nenê Constantino,dono da Gol e de várias empresas de ônibus que operam no DF.A licitação,que deu ao grupo de Nenê Constatino a administração dos cartões magnéticos está sendo investigada pelo TCDF e Territórios a pedido do MP local.

Exibições: 100

Comentário de Marcos Carnavale em 6 setembro 2013 às 11:04

 Caro Cristóvam,obrigado pelo seu comentário em relação ao meu artigo postado neste blog.Noiados são os doidões daqui,jovens completamente largados e abandonados pelo mercado.A W 3 sul,que já foi uma pomposa avenida em Brasília,está em decadência latente desde os anos de 1990,com poucos comércios,poucos bares e sem vida diurna e noturna.Muitos dos seus moradores saíram de lá e foram para o Sudoeste,asa sul ou asa norte,pois lá as casas andam sempre a risco de assaltos.

 Um outro fato que esqueci na minha crônica,vc foi à Brasília e conhece,é o total abandono das passarelas subterrâneas das asas sul e norte,que nem iluminção têm mais,fazendo que os trabalhadores que trabalham nessas duas pontas da asa arrisquem suas vidas a noite atravessando o eixão para pegarem seus ônibus de volta para as cidades satélites.Agnello mente!

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço