O idiota da política: Jair Bolsonaro faz criticas a ministra de Diretos Humanos e ao homossexualismo

Vanderson Freizer 

O Brasil tem muitos políticos corruptos, mas com certeza o único verdadeiramente idiota é o senhor Jair Messias Bolsonato, deputado federal pelo Partido Progressista do Rio de Janeiro. Recentemente este palhaço vestido de terno, fez declarações imbecis durante o velório do ex-vice-presidente José Alencar e atacou os homossexuais e a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário. 

Este cidadão é conhecido por defender que todo homossexual é vagabundo e merecem boas surras, também é um dos maiores incentivadores a homofobia no Brasil. Bolsonaro deveria ser banido não só da política, mais de toda a sociedade que já enfrenta problemas graves sem ter declarações como à deste imbecil. 

Este sujeito que é pago pelo povo declarou estar pouco se lixando para o movimento gay. “O que eles têm para oferecer? Casamento gay? Adoção de filho por gay? Nada disso acrescenta nada", disse. 

Está não é a primeira vez que este hipócrita se envolve em polemica deste nível. Em outra ocasião, ao participar do programa CQC da Band, ele deu uma resposta à cantora Preta Gil que foi interpretada como racista. Ao ser perguntado na ocasião o que acharia de um filho seu se casar com uma negra, Bolsonaro respondeu: “Não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu”. 

O deputado se defendeu dizendo que foi entrevistado por um laptop e entendeu mal a pergunta. “Minha resposta não foi àquela pergunta. O que eu entendi, por Deus do céu, era o que eu achava de um filho casar com gay". 

O motivo pelo qual o deputado do Rio de Janeiro, mais que nasceu em Campinas, atacar a ministra Maria do Rosário é a possível abertura de um processo contra ele no Conselho de Ética na Câmara. “Espero que um dia ele pare de se esconder atrás da imunidade parlamentar. Já tentei processá-lo na Câmara, mas o assunto foi arquivado”, declarou a ministra.   

Recentemente, Bolsonaro declarou que se tivesse um filho gay, mandaria mata-lo. O deputado, que cumpre sua sexta legislatura diz não temer nenhum processo na Comissão de Ética da Câmara, pois nunca respondeu processo de cassação, igual aos colegas da ministra Maria do Rosário.  

Jair Bolsonaro faz este tipo de declarações porque a homofobia no Brasil não é crime e pela lei, o representante do povo não cometeu crime algum em relação aos homossexuais. O progressista pode no máximo, enfrentar outros tipos de processo e tem imunidade parlamentar.

Exibições: 156

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço