Blog EntreMentes
Sob o solo da Floresta Nacional de Malheur, no leste do estado norte-americano do Oregon, um Armillaria ostoyae, popularmente conhecido como cogumelo do mel, nasceu como uma partícula minúscula, impossível de ser observada a olho nu, e foi estendendo seus filamentos, os rizomorfos, durante um período estimado de 2.400 anos, matando árvores enquanto se desenvolvia. Atualmente, o fungo cobre uma área de 880 hectares, equivalente a 1.220 campos de futebol. Sobre a superfície, o colosso se manifesta na forma de pequenos cogumelos de aparência inocente. O fungo subterrâneo, que foi lentamente abrindo caminho por entre as raízes das árvores, durante séculos, acabou se transformando no maior organismo vivo já encontrado no planeta.

Fontes: AE, Cyclopaedia e outras.

Fungos no Acta
183 - A doença dos caçadores de tatus, 222 - Pinturas microbianas, 433 - Corpo humano. A temperatura ideal, 444 - Páginas populares em livros medievais e 518 - A riqueza fúngica no corpo humano

Exibições: 148

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço