Portal Luis Nassif

Que assistimos a ascensão de uma casta de empoderados pelo dinheiro e deslumbrados com a compra de status social não restam dúvidas. Existe um tipo especial de pessoas que se compraz com uma divisão social  e com a divisão social dentro da divisão social, inclusive: camarotes vips que separam por uma faixa e tratamento diferenciado clientes de um mesmo local é um diminuto exemplo do quanto as pessoas podem ser diminutas.

Ocorre que, uma pequena elite de pessoas diminutas passou a defender um novo integralismo, um modelo fascista, quase nazista onde tudo o que diverge tem de ser 'reparado'. Possivelmente este novo capítulo latino-americano ingresse para a história como um equivalente moderno do obscurantismo, de uma idade das trevas medieval em que destruir a cultura estava associado à pureza espiritual, só que, desta feita em nome de uma ética, moralidade e combate ao terror e não de um Deus abstrato e difícil de atingir por entre cálices de ouro e batinas rendadas.

Existe uma perversidade profunda no pretenso resgate de valores perdidos desvalorizando absolutamente tudo que divirja de um conceito ainda mais abstrato que Deus: A moral ideal, a ética perfeita, a Justiça sem reparos.

E como tratamos de temas sacros, cito a Bíblia:

O perverso destrói o próximo com a boca, mas os justos se salvam por seu conhecimento -Provérbios 11-12

De repente regredimos a um estágio reativo e totalitarista em que  qualquer ideal progressista se tornou comunista-terrorista, em que feminismo se tornou sinônimo de histeria lésbica, homossexualismo tema de discussão (como se o sexo alheio fosse passível de discussão),  negro um preguiçoso que vive de quotas, aborto questão pública, ideais de esquerda uma psicopatia, defender o pobre psicopatia, caridade cristã psicopatia e tudo isto uma grande esquerdopatia bolivariana de gente que tem que ir para Cuba. Nem adianta gastar latim como diziam as avós, explicando quem foi Símon Bolivar, que nem todo ideal de esquerda se identifica com determinado partido, que os direitos de minorias, em geral, apenas tentam mitigar a exclusão social, ou mesmo exibir um atestado de sanidade mental, e, se você se indentificou com quaisquer das questões acima, ou ainda, se tem o cabelo crespo, a pele escura e o bolso vazio, você é um psicopata.

Nosso país se odeia, o brasileiro se odeia na gênese e demonstra sua não aceitação quebrando discos do Chico Buarque, ofendendo o Zé de Abreu...A constância com que o brasileiro se odeia é quase invejável para quem o ama como Chico Buarque, Zé de Abreu...pelo menos assim creio...

Imagino como seria feliz se acordasse, lesse a Veja, postasse quaisquer discursos de ódio  por aí e depois, comentasse os esquisitões esquerdistas  bebericando Apperol..acontece que ainda acredito que o conhecimento pode salvar e ainda acredito que o poder está embaixo, bem embaixo desta casta retrógrada que insiste em bater panelas.

Infelizmente o brasileiro se odeia tanto  que não quer descer ao poder, mas sufocá-lo até que este não suporte a pressão; enquanto isso exerce uma eugenia social, racial e intelectual-destrói o próximo com a boca.

No integralismo passado tivemos Nelson Rodrigues, hoje temos Alexandre Frota, Marco Feliciano e  Bolsonaro... o que talvez para os new oligarcas seja uma evolução; quem sabe o que lhes vai na mente além de uma panela vazia?!

Por aqui sigo com velhas crenças: o conhecimento e o trabalho libertam quase tanto quanto escravizam, depende de quem os detém ou de quantos o detém.

Exibições: 269

Comentário de Mauro em 11 julho 2016 às 0:43
Muito feliz sua citação bíblica e o modo como discorreu sobre o tema. Realmente, o conhecimento hoje está muito difuso, embora, haja diversas fontes de consulta principalmente devido à internet, e particularmente nas redes sociais. De forma contraditória , isso leva a superficialidade do conhecimento , trazendo as distorções de conceitos e opiniões que foi abordado. A justiça do ofendido está no aprofundamento do conhecimento e em sua disseminação cotidiana, com humildade. Obrigado.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço