Prezados:

Coisa da mais incrível está acontecendo comigo.
Recentemente eu tive uma filha, de doce nome Clara.
Ela nasceu bem pequenininha, frágil, e nós precisamos dar a ela todo o cuidado e carinho do mundo. Claro, ela não precisava ter nascido pequenininha pra gente dar-lhe isso, mas é que ela toda pequena nos fez envolvê-la numa nuvem fofa de carinho que foi feita para absorver qualquer mínimo impacto.
E nós, os pais, envolvemos ela com tanto gosto que parece que só para nos deixar atônitos, não sei o porquê, a menina resolveu iniciar seu danado crescimento.
Daí vem a tal coisa incrível.
Ela nasceu muito levinha mesmo. Pegá-la no colo pela primeira vez, para ter uma ideia, eu só pude quando ela completou um quilo e duzentos gramas. Ela nasceu pequinininha mesmo. Mas ela foi crescendo, devagar e consistentemente. Um quilo e trezentos, e quatrocentos, e quinhentos (!!!), setecentos, dois quilos!!!
Quando ela veio para casa, não é que resolveu danar a ganhar peso?? Sério. Num piscar, dois e trezentos, quinhentos. Hoje ela fez três quilos (!!!). Três quilos a Clara.
Mas a coisa incrível é que quando a pego no colo, sei lá por qual motivo, ela me parece ter os mesmos um quilo e duzentos. Sério. Não sei explicar. A balança marca lá: "três quilos". A pediatra diz: "muito bem papais, essa mocinha está crescendo velozmente!!!". Três quilos. Mas quando a pego no colo, quando a abraço e quando me delicio com seus sorrisos que entendem o que é o círculo do mais perfeito amor, ela só tem para mim um quilo e duzentos. Minha filha linda não pesa para mim. É minha primeira filha, nunca passei por esta experiência antes. É isso mesmo? Nossos filhos continuam leves, leves como quando a gente os pegou no colo pela primeira vez? Puxa, eu queria tanto saber de quem sente um amor assim profundo, será que é isso mesmo? Um filho não muda de peso e a gente pode curtir pra sempre a sensação de estar ali com ele, pela primeira vez, leve, tranqüilo, sentindo o seu calor, o seu amor mais que natural? Por favor, espero que pelo menos alguém deste querido blog diga que sim.
Eu não terei ganho o dia.
Terei ganho o sentido da vida.

Esta é a Clara, doce filha de Alessandro e Carla.

Exibições: 72

Comentário de Marise em 16 março 2010 às 19:06
Parabéns por esta belezinha. Alessandro filho não pesa nunca. Eles crescem, saem de casa, formam novas familias, mas para nós são sempre. aqueles bebezinho levinhos. Que nos dão outros bebezinhos levinhos, nossos netinho e recomeçamos tudo de novo. É a beleza da vida.
Curte o mais que puderes a Clarinha,pois ela sempre será levinha e cheia de amor.
Beijos
Comentário de Paulo Roberto Stockler em 16 março 2010 às 22:47
linda, Alessandro!!
vou te dizer uma coisa: quando o Pedro nasceu, e ele nasceu na média "normal" da criançada, pesava 3,100kg. SÉRIO: mesmo crescendo e tudo o mais, nunca achei pesado levá-lo nos braços e olhe que sou magrão!!
Deus os abençôe!!

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço