Octávio Dutra

*3/12/1884 - Porto Alegre (RS)
+9/6/1937 - Porto Alegre (RS)

 

 

 

O documentário musical - “Espia Só” - narra a trajetória e apresenta o conjunto da obra musical do compositor de sólida formação erudita, letrista, professor, teatrólogo, líder de banda, carnavalesco e um virtuose em todas os instrumentos de cordas dedilhadas,  Octávio Dutra (1884-1937), que viveu em Porto Alegre no início do século XX.

 

 

 

 

Compôs perto de 500 músicas e criou o conjunto musical mais conhecido do início do século XX - "O Terror dos Facões".

 

 

Um dos momentos mais significativos da história de Octávio Dutra foi quando, em 1927, Pixinguinha fez questão de visitá-lo para conhecer sua obra. Ouviu, gostou e adquiriu sete músicas do maestro. Além disso, foi protagonista de uma ousadia para a época: apresentar, em pleno Theatro São Pedro, uma adaptação sua do Guarany de Carlos Gomes para orquestra de violões, bandolins e cavaquinhos.

 

 

Espia Só” é um belo resgate que vale a pena conferir. Vejam o trailer e algumas das composições de Octávio Dutra interpretadas por ele e seu Grupo Terror dos Facões.

 

 

 

 

Celina” (Octávio Dutra) # Grupo Terror dos Facões. Disco Odeon (120.691). Lançamento (1913).

 

"Diálogo das flores" (Schottisch). Disco Odeon (120.695), 1913.

O maxixe” (Tango). Disco Odeon (120.692), 1912.

 

 

Orvalho de lágrimas” (Valsa). Disco Odeon (120.792), 1913.

 

 

Em 1917, Octavio Dutra embarcou em um bonde. Sentido-se inspirado começou a rabiscar em uma folha de papel. Nascia “Em um bonde” ou "Choro composto em um bonde”.

 

 

 

 

 

************

Fonte:

- Site YouTube

- Casa Edison Memórias Musicais Volume 5 – “Terror dos Facões”

************

 

Exibições: 451

Comentário de lucianohortencio em 3 dezembro 2013 às 20:27

Comentário de Laura Macedo em 3 dezembro 2013 às 21:00

Presente do meu grande amigo Luciano Hortencio. Valeu!

Grupo Terror dos Facões - O MAXIXE - Octávio Dutra - Gravação Centenária.
Ano de 1913.

O Grupo Terror dos Facões é considerado como o principal Grupo Instrumental do Rio Grande do Sul, no começo do século XX. O nome do Grupo vem da gíria da época, "facão". Assim eram chamados os maus instrumentistas.

Músicos:

Arnaldo Dutra (Cavaquinho);
Creso de Barros (Flauta);
Honório da Silva (Violão);
José Xavier Bastos (Cazuza) - (Flauta);
Octávio Dutra (Violão).

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço