ORFEU (Orfeu da Conceição) com Novos Acordes

Bar Villarino (1956). Vinicius e, à sua direita, Lúcio Rangel; de pé, Paulo Mendes Campos, atrás de Fernando Lobo.


Tudo começou quando Vinicius de Moraes estava à procura de um parceiro, depois que Vadico recusou sua proposta, para a trilha sonora de sua peça “Orfeu da Conceição”.

Foi o amigo Lúcio Rangel, numa das noitadas no bar Villarino (foto acima), quem sugeriu o nome de Antônio Carlos Jobim que, coincidentemente, encontrava-se a duas mesas de distância tomando sua cervejinha.

Esse episódio tornou-se lendário. Depois de todo relato de Vinicius, Tom, que vivia cheio de dívidas para quitar, perguntou logo: “Tem um dinheirinho nisso, aí?”.

Conta Ruy Castro que Lúcio Rangel ficou indignado: “Como é que você me fala em dinheiro, diante de um convite desses? Tom, esse é o poeta Vinicius de Moraes!”.


O resultado desta história todo muito conhece. Vinicius e Tom Jobim não só fizeram a trilha sonora da peça Orfeu da Conceição como também revolucionaram a Música Popular Brasileira.

A peça de Vinicius de Moraes musicada por Tom Jobim teve estreia consagradora no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em 1956, tornado-se um marco na dramaturgia brasileira.

Depois originou o filme “Orfeu Negro”, de Marcel Camus, em 1959, com roteiro do próprio Vinicius, que ganhou a Palma de Ouro em Cannes e Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Em 1999, Cacá Diegues revisitou a obra original e criou o filme “Orfeu”, com trilha sonora de Caetano Veloso.




Agora, mais de 50 anos depois, a peça de Vinicius de Moraes com músicas de Tom Jobim volta aos palcos brasileiros rebatizada de “ORFEU” pelas mãos do produtor Gil Lopes, com direção de Aderbal Freire-Filho e direção musical de Jaques Morelenbaum e Jaime Alem. (foto abaixo).




No novo espetáculo, aparecem outras obras-primas da dupla Vinicius/Tom: "Este Seu Olhar", "A Felicidade" e "Chega de Saudade".



CARACTERÍSTICAS

- Peça: Vinicius de Moraes
- Produção: Gil Lopes
- Música original:Tom Jobim
- Direção: Aderbal Freire-Filho
- Cenários: Marcos Flacksman
- Iluminação: Maneco Quinderé
- Coreografia: Carlinhos de Jesus
- Direção musical: Jaques Morelenbaum e Jaime Alem
- Elenco: 16 artistas negros, acompanhados por banda ao vivo (7 músicos).



Ensaio de ORFEU no Canecão. Foto Leonardo Aversa



ESTREIAS

- Dia 9 de setembro de 2010 / Rio de Janeiro / Canecão

- Dia 23 de setembro de 2010 / São Paulo / HSBS Brasil

- Dia 7 de outubro de 2010 / Brasília / Vila-Lobos







*************
Laura Macedo com informações dos jornais O Globo, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo (edições do dia 07/09/10).

**************


Exibições: 352

Comentário de Luiz Cesar em 25 janeiro 2011 às 22:19

Laura,

e a história de que teria sido o Ronaldo Boscoli que teria apresentado Tom ao Vinícius?

Teria levado Tom Jobim à casa do Vinícius, etc e tal.

Comentário de Laura Macedo em 26 janeiro 2011 às 0:20

Luiz Cesar,

É verdade que Tom e Vinicius já se conheciam (superficialmente) de outros espaços (frequentados inclusive por Ronaldo Bôscoli e outros) como o Clube da Chave, por exemplo. Mas as fontes pesquisadas apontam que o primeiro encontro mais direto, no sentido da possível parceria, foi intermediado por Lúcio Rangel.

Gostaria, se possível, que você indicasse sua fonte. Eu estou sempre atrás de informações complementares visando, justamente, esclarecer possíveis equívocos.

 

Grata pelo comentário e seja bem-vindo ao Portal.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço