“OZ – MÁGICO E PODEROSO”. A VITÓRIA CONTRA A OPRESSÃO SE DARÁ NA ILUSÃO DOS SENTIDOS

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu (acima), fechou hoje (14/03) acordos para um governo de coalizão que, segundo especialistas, levará o governo israelense a uma mudança para o centro na política do país e uma agenda interna, que colocou de lado o processo de paz com os palestinos. O acordo conseguido com os partidos de centro-direita e direita nacionalista religiosa ocorre a poucos dias de uma visita ao país do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama no próximo dia 20 de março. "Há um governo", declarou ontem a porta-voz do Likud, Yair Lapid, à imprensa. "O novo governo prestará juramento no início da próxima semana, sem dúvida na segunda-feira, 48 horas antes da visita histórica do presidente Barack Obama", completou Ashley Perry, porta-voz do partido nacionalista Israel Beitenu. Em entrevista exibida hoje na emissora de TV israelense Channel 2, Obama disse os Estados Unidos tem capacidade suficiente para impedir que o Irã obtenha uma bomba nuclear e que mantém todas as opções sobre a mesa para evitar que isso aconteça. "Achamos que levaria cerca de um ano para que o Irã de fato desenvolva uma arma nuclear, mas obviamente não queremos arriscar demais e chegar perto deste prazo", disse Obama. "Tenho falado com o primeiro-ministro (israelense) Benjamin Netanyahu, como fiz ao longo dos últimos anos sobre esta questão, minha mensagem para ele será a mesma de antes. Se conseguirmos resolver diplomaticamente, será uma solução mais duradoura, mas se não conseguirmos, continuo a manter todas as opções sobre a mesa", acrescentou. Ontem, a ONU suspendeu as patrulhas realizadas pela força de manutenção de paz nas colinas de Gola, na fronteira com a Síria, por temer que outros países retirem seus membros devido aos efeitos do conflito da guerra civil travada pelo governo de Damasco. Canadá, Japão e Croácia retiraram seus contingentes nos últimos meses, deixando unicamente os das Filipinas, Áustria e Índia. "Existe o risco de que todos partam. E se todos partirem, então a missão entrará em uma crise definitiva", indicou um diplomata da ONU. "Já não estão fazendo patrulhas. Foram fechados alguns postos de observação", acrescentou. O sequestro de 21 filipinos membros da Força das Nações Unidas de Observação da Separação (FNUOD), encarregada desde 1974 por assegurar o cessar-fogo entre Israel e a Síria nas colinas de Golã, aumentou os temores sobre a segurança na região. Sem detalhar as atividades da FNUOD, o porta-voz das operações de manutenção de paz da ONU, Kieran Dwyer, reconheceu a crescente preocupação e informou que as mudanças no funcionamento da força haviam começado há vários meses. A situação está mais tensa porque Tel Aviv anunciou que pretende prospectar petróleo em Golã apesar da comunidade internacional não reconhecer o território como pertencente a Israel e sim uma anexação feita na Guerra dos Seis Dias, em 1967, na qual a Síria foi perdedora. Na véspera, em pronunciamento no Parlamento Europeu, em Estrasburgo,  o presidente israelense, Shimon Peres, disse que a paz pode ser obtida no Oriente Médio, inclusive com a admissão de dois Estados nacionais. A viagem á Europa foi após ter sido vazado para a imprensa um documento de chanceleres europeus que criticavam a intransigência de Israel em ocupar territórios palestinos, principalmente Jerusalém Oriental, pela intranqüilidade na região. “A paz para Israel não é apenas uma escolha estratégica, senão uma vocação moral derivada da nossa longa herança histórica”, garantiu Peres. Ele elogiou o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas, como um “adversário do terrorismo” e “verdadeiro parceiro nas buscas da paz”.  O Prêmio Nobel da Paz também destacou os méritos do rei da Jordânia, Abdullah II, para um caminho de prosperidade na região. No mesmo dia o movimento palestino Hamas, que governa a faixa de Gaza, lançou uma campanha, pela qual dá um mês para que os "colaboradores" de Israel se arrependam. "Anunciamos a abertura da porta do arrependimento para os colaboradores restantes e todos aqueles que caíram na armadilha tecida pelos serviços de inteligência inimigo", declarou o porta-voz do ministério do Interior do governo do Hamas em Gaza, Islam Chahwane. "Nós os exortamos a retornar ao seio de seu povo e de suas famílias", pediu o oficial do Hamas, que se expressou durante uma coletiva de imprensa, acrescentando que a oferta de clemência expira em 11 de abril. "Esta campanha é uma mensagem que enviamos para o inimigo sionista para afirmar sua falha em termos de segurança e inteligência. As fontes de informação sobre nosso povo e nossa força em breve secarão", assegurou. O Hamas havia anunciado em novembro a criação de uma comissão de investigação sobre as execuções de palestinos acusados de colaborar durante a operação israelense realizada entre os dias 14 e 21 do mesmo mês contra a fixa de Gaza. Ao menos sete palestinos foram executados sumariamente. Alguns cadáveres foram exibidos pelas ruas de Gaza com mensagens assinadas com os dizeres "execução dos traidores e criminosos". O Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU (HCDH) condenou essas "execuções sumárias", ressaltando que as vítimas foram detidas pelo governo do Hamas antes das mortes. 

O presidente da França, François Hollande, declarou hoje (14/03) que a via política "fracassou" na Síria e assegurou que seu governo "assumirá suas responsabilidades" e dará apoio militar à oposição, inclusive se não houver unanimidade na União Europeia (UE) para suspender o embargo de armas. "Devemos considerar que a solução política fracassou por enquanto", afirmou Hollande ao término da primeira sessão da cúpula europeia realizada em Bruxelas, na qual amanhã proporá a necessidade de "seguir adiante" e abrir a porta ao envio de armas aos rebeldes. O presidente francês fixou o próximo 31 de maio, quando vence o atual regime europeu de sanções, como prazo limite para tentar conseguir um acordo com os 27 países da UE. "Se houver um bloqueio de, imaginemos, um ou dois países (...) a França assumiria suas responsabilidades", assegurou o chefe do Eliseu, confirmando que Paris e Londres estão dispostos a seguir adiante mesmo sem consenso europeu, como tinha antecipado seu ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius. O anúncio contradiz a declaração do chanceler russo, Serguei Lavrov, que após uma reunião com o seu colega britânico, William Hague, disse que nem a Rússia nem o Reino Unido apoiam qualquer lado na Síria. Já o chefe da diplomacia britânico saiu do encontro afirmando que Londres e Moscou têm os mesmos interesses e objetivos comuns na Síria: acabar com o sofrimento do povo e com a instabilidade no país. Ontem, o príncipe Charles e a mulher Camila foram à Jordânia para visitar refugiados da Guerra Civil Síria (acima). No mesmo dia as Nações Unidas pediram aos governos que enviem fundos extraordinários para ajudar aos cerca de um milhão de refugiados que fugiram da Síria, no momento em que vêm à tona denúncias do uso de crianças no conflito por parte do regime e dos rebeldes. "Peço aos parlamentos e governos que aprovem fundos extraordinários para apoiar as vítimas sírias e aos países que as acolhem", declarou o Alto Comissário da ONU para os Refugiados, Antonio Guterres, na Jordânia, onde há 450 mil refugiados sírios. "Dois milhões de crianças presas na Síria são as vítimas inocentes" de um conflito sangrento, divulgou a ONG Save The Children, em um relatório publicado no momento em que são completados dois anos de guerra na Síria. Na última segunda-feira (11), o chanceler russo declarou que os "patrocinadores" da oposição implacável no país impedem o início de diálogo político em Damasco. "A situação na Síria não melhora, apesar de todos os lados terem percebido a necessidade de parar com a violência o mais rápido possível e de começar um diálogo. Mas há muitos daqueles que estão tentando impedi-lo, incluindo os patrocinadores externos da oposição implacável", disse Lavrov. No mesmo dia o chefe da Marinha russa, almirante Viktor Chirkov, informou que Moscou começou a formar uma grande unidade estratégica que operará no mar Mediterrâneo em uma base permanente. Na véspera, a oposição síria adiou um encontro para formar um governo provisório, no mais recente revés aos esforços da oposição para criar uma administração se o presidente Bashar Assad for deposto. "Não podemos arriscar mais uma divisão sobre essa questão. A revolução não nasceu caótica", disse o membro da coalizão Kamal al-Labwani, veterano oposicionista que passou nove anos como prisioneiro político depois que Assad assumiu o posto de seu pai em 2000. Ele explicou que a coalizão está dividida sobre os méritos de formar um governo, com alguns preferindo esperar para ver se os esforços do mediador da ONU Lakhdar Brahimi para formar um governo de transição serão bem sucedidos. Ontem, um avião do Ministério das Situações de Emergência proveniente da Síria chegou a Moscou, trazendo cidadãos da Rússia e da Comunidade de Estados Independentes que desejaram sair do país. Ao mesmo tempo civis sírios têm se engajado para expulsar rebeldes, enquanto intensos combates são travados em Homs, terceira maior cidade no centro da Síria, e também na estrada que leva ao aeroporto internacional de Damasco. O jornal “The New York Times” publicou também o apelo de Ahmad Badral-Din Hassoun, Grande Mufti da Síria, a "todas as mães e pais" do país a enviar os seus filhos para o exército sírio para derrotar a "conspiração de inimigos estrangeiros”. O clima está tenso também nas fronteiras. No Iraque uma onde de violência acirrou no país nos últimos dias. Hoje pelo menos 24 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em Bagdá numa série de ataques. Anteontem, a mídia iraquiana informou que o país pretende fechar sua embaixada em Doha em protesto contra a interferência do Qatar na política iraquiana. Já o Kwait informou à ONU o seu protesto contra conflitos que vêm ocorrendo na fronteira com o país vizinho cuja guerra ocorreu durante o governo do ditador Saddam Hussein. No sábado (9), as forças terrestres do Irã começaram as manobras de três dias na fronteira com o Iraque. No dia 20 de março os militares irão efetuar treinamentos de tiros de mísseis na parte central do país, depois dos quais irão decidir se os mísseis de três tipos entrarem em serviço das tropas terrestres. O tipo dos mísseis a ser usados nos treinamentos está sendo mantido em segredo. 

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, entregou hoje (14) a Ordem da Amizade ao presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, pela contribuição para o reforço das relações bilaterais. No decreto do chefe de Estado assinala-se que a condecoração foi outorgada ao líder palestino “por uma grande contribuição para o reforço das relações russo-palestinas e o desenvolvimento das relações sociais e humanitárias bilaterais”. Os dois líderes já haviam se encontrado no ano passado em Belém (acima). O presidente russo observou que a Rússia e Palestina têm uma longa tradição de boas relações. Já Abbas disse que pretende iniciar as conversações de paz com Israel ainda este ano. "Esperamos que as negociações de paz com Israel substantivas vão começar este ano. Enquanto estas esperanças não são, talvez muito grande, no entanto, esperamos que, mais cedo ou mais tarde, alcançar uma solução política baseada no princípio do estabelecimento de dois Estados", disse o líder palestino. O Kremlin informou que a assistência da Rússia ao povo palestino atingiu US$ 30 milhões, principalmente para os habitantes da faixa de Gaza que sofrem bloqueio econômico por parte de Israel. ste ano, a Rússia fará mais uma contribuição para o orçamento da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Oriente Médio (UNRWA) no valor de US$ 2 milhões. Hoje a Otan, a aliança militar europeia liderada pelos EUA, declarou que está interessada no reforço da cooperação com a Rússia em relação ao Afeganistão. Segundo Geir Osen, chefe da missão militar de comunicações da Aliança Atlântica, Moscou poderia impedir a disseminação do islamismo fundamentalista nos territórios dos países vizinhos do Afeganistão. No início do mês o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Igor Morgulov, discutiu a situação no Afeganistão com a assessora do vice-secretário de Estado dos EUA, Lynne Tracy. Os russos expressaram a preocupação com a ameaça do terrorismo e do tráfico de drogas se espalhar, a partir do norte do Afeganistão, para os países vizinhos centro-asiáticos que, junto com a Rússia, fazem parte da Comunidade de Estados Independentes e da Organização do Tratado de Segurança Coletiva. Ontem, um atentado suicida deixou pelo menos oito mortos no norte do Afeganistão, após a explosão de uma bomba depois de uma partida de buskashi, um jogo tradicional afegão. Na véspera, cinco soldados da Otan morreram na queda de um helicóptero no sul do país, cuja causa está sendo investigada. Na segunda-feira (11), dois soldados estadunidenses foram mortos no Afeganistão por um policial local que abriu fogo contra eles. No domingo, o presidente afegão, Hamid Karzai, acusou os Estados Unidos de manterem negociações secretas no Qatar com representantes do movimento Talibã. Segundo ele, o objetivo de Washington é intimidar os afegãos e fazê-los crer que as forças nacionais de segurança serão incapazes de dominar a situação após a retirada da maior parte dos efetivos da força internacional de manutenção da paz, marcada para 2014. A declaração ocorreu um dia depois de ataques a bomba do Talibã, que mataram 17 pessoas. "Essas bombas não foram uma demonstração de força para os Estados Unidos. Elas foram um serviço aos Estados Unidos, são um serviço para o alerta de 2014 de que, se eles (os EUA) não estiverem aqui, o Talibã virá", disse Karzai. O general Joseph Dunford, o comandante das forças dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, reagiu às declarações. "Lutamos muito duro nos últimos 12 anos, derramamos muito sangue nos últimos 12 anos, fizemos muito para ajudar no crescimento das forças de segurança afegãs nos últimos 12 anos, para que sequer seja possível pensar que a violência e a instabilidade sejam uma vantagem para nós", afirmou o general à imprensa. "Vou deixar que outros julguem se isso (os comentários de Karzai) ajuda ou não no âmbito político", acrescentou. 

França e Itália se uniram hoje (14) contra o excesso de austeridade promovido pela Alemanha na União Europeia, durante a cúpula dos dirigentes do bloco em Bruxelas, marcada pelo protesto de milhares contra a recessão e o desemprego. "Somos muito conscientes do desespero do povo e do crescente debate" entre austeridade e crescimento, assinalou o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy. O desafio de se "encontrar" um equilíbrio entre a consolidação orçamentária e o crescimento na Europa é, sob todas as luzes, complicado. De um lado está o "bloco da austeridade", com Alemanha, Finlândia, Áustria e Holanda, e do outro estão os países que pedem mais flexibilidade, liderados por França, Espanha e Itália. A poucos metros da sede do Conselho Europeu, milhares de pessoas protestaram contra a austeridade, a recessão e o desemprego na Europa, entre elas 3 mil trabalhadores da estadunidense Caterpillar, que recentemente anunciou 1.400 demissões. O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, defendeu a adoção de medidas a favor do emprego e do crescimento, como resposta ao "populismo e a descrença na União Europeia". "Precisamos nos concentrar em uma consolidação fiscal que promova o crescimento (...). Tomar ações efetivas para reativar o crescimento e combater o desemprego juvenil e de longa duração (...). Esta seria a melhor mensagem para enfrentar a onda crescente de populismo e descrença na União Europeia, mostrando que a Europa atende às preocupações do povo", disse Monti. O presidente francês, François Hollande, afirmou que o objetivo de defender "a disciplina fiscal deve ser compatível com as perspectivas de crescimento". O chefe de governo espanhol, Mariano Rajoy, afirmou que "é preciso se enfrentar os riscos de um duplo afastamento: que a economia se afaste do crescimento e que os cidadãos se afastem da Europa". "Precisamos de tempo para que os resultados se traduzam em mais atividade econômica e mais emprego", disse Van Rompuy. No domingo (10), em entrevista à revista alemã “Der Spiegel”, primeiro-ministro de Luxemburgo alertou para a possibilidade de um eventual conflito armado na Europa, desencadeado pela atual crise financeira. “Quem acredita que a terna questão da guerra e paz na Europa não pode voltar a ocorrer, está completamente errado. Os demônios não desapareceram, estão apenas adormecidos, como demonstrou a Guerra na Bósnia e no Kosovo”, disse Juncker. O chefe de Governo criticou ainda a forma como a União Europeia, sobretudo a Alemanha, está lidando com a crise grega. Segundo ele, o tratamento dispensado pelos políticos alemães está provocando “feridas profundas” na sociedade helênica. Em relação às eleições na Itália, Juncker considera que a campanha eleitoral foi “excessivamente anti-alemã e anti-europeia”. No mesmo dia da publicação da entrevista, milhares de manifestantes marcharam na Espanha, principalmente em Madri e Barcelona, para protestar contra o desemprego e a austeridade e exigir reformas políticas, seguindo as convocações dos principais sindicatos do país. Com gritos de "governo, renúncia", o desfile madrilenho percorreu o centro da capital, reunindo milhares de trabalhadores, funcionários dos transportes públicos e também médicos e enfermeiras, que protestam há meses em defesa da saúde pública. "Pão e teto a preço justo", exigiam pequenos cartazes em meio à multidão. "Nossos problemas hoje só podem ser resolvidos por mudanças políticas", disse Pilar Gómez, enfermeira de 52 anos, que marchava em Madri envolvida numa bandeira republicana vermelha, amarela e roxa. "Ontem, o Parlamento Europeu recusou o projeto de Orçamento da UE para 2014-2020 aprovado pelos líderes europeus em fevereiro e exigiu que o documento sofra várias emendas antes de ser votado em julho. Os eurodeputados querem um orçamento mais flexível para compensar o corte de 3,3% nas verbas decidido no Conselho Europeu de fevereiro em Bruxelas. “O Parlamento Europeu rejeita este acordo na sua forma atual, porque ele não reflete as prioridades e as preocupações que ele tinha manifestado” sublinha a declaração, aprovada por 506 votos a favor, 161 contra, e 23 abstenções. Os deputados querem mais flexibilidade nas linhas orçamentais e também de um ano para o outro. O indicador de atividade industrial da Europa recuou mais do que esperado pelos analistas, no mês de Janeiro, numa evolução que pode sinalizar que a zona do euro demorará mais a regressar ao crescimento. Outro motivo de conflito dentro do bloco foi a aprovação pelo Parlamento húngaro da revisão da Constituição que dá mais poderes ao Estado. A proposta já tinha levado milhares de pessoas às ruas de Budapeste e também provocado a reprovação da União Europeia e dos Estados Unidos.  Anteontem, os deputados do Parlamento Europeu fizeram um protesto com cartazes com um ponto de exclamação (acima). A revisão constitucional aprovada consagra na lei fundamental do país uma série de políticas, anteriormente bloqueadas pela Justiça com o argumento de serem inconstitucionais. Entre os pontos mais polêmicos da emenda estão o controle da liberdade religiosa, a redefinição de funções do Tribunal Constitucional, o casamento heterossexual instituído como única forma aceitável de formação familiar e a restrição na atuação das instituições independentes do governo. 

Os capitalistas Tico e Teco voltaram a conversar sobre o mundo contemporâneo, acompanhados pela diarista Aparecida e pela filha Bytes, no dia 14 de março de 2013, no Dia do Pi.

Tico: No dia de hoje foi eleito o papa Pio VII. Monge beneditino, o italiano Barnaba Chiaramonti teve que conviver com o imperador Napoleão Bonaparte para reinar como chefe da Igreja Católica no início do século XIX. O monarca francês impôs bispos, fez religiosos jurarem fidelidade à Coroa e pressionou o pontífice a aderir a sua política de alianças e de guerras. Com a recusa de Pio VII, Napoleão ocupou os Estados Pontifícios, prendeu o papa e seu secretário, o cardeal Consalvi. Pio VII ficou preso em Savona e depois em Fontainebleau, só podendo regressar a Roma em 1814. No congresso de Viena, os Estados Papais foram restaurados. Em seu reinado, Pio VII restabeleceu a Companhia de Jesus e viu muitos atos de independência de países da América do Sul. A eleição ocorreu há 213 anos.

Teco: No dia de hoje o papa Pio XI condenou o nacional-socialismo alemão e o racismo na encíclica “Mit brennender Sorge”, “Com profunda preocupação”. Foi a primeira crítica oficial ao nazismo feita por um chefe de Estado. O documento, escrito em alemão e não em latim ou grego, contém um ataque velado a Adolf Hitler, referindo-se a ele como "um profeta louco de arrogância repulsiva”. Quando pronta, foi enviada clandestinamente para a Alemanha por meio do serviço eclesiástico de correspondência, para que não fosse apreendida pela Gestapo, e então reproduzida por oficiais da Igreja Católica. As cópias foram distribuídas aos bispos, padres e capelães para serem lidas em todas as paróquias alemãs no dia 21 de março de 1937, durante a homilia da missa de Domingo de Ramos. A encíclica fez uma condenação extremamente dura do racismo e atacou o Führer com uma agressividade raramente vista em documentos papais, motivando uma reação violenta de Hitler por meio da Gestapo, que recrudesceu fortemente a perseguição de católicos e ocasionou a prisão de mais 1100 clérigos. Há 76 anos.

Bytes: No dia de hoje nascia em Ulm, há 134 anos, o físico alemão Albert Einstein. Filho de judeus não praticantes, Einstein demonstrou interesse pela ciência ao observar a bússola de bolso de seu pai para formar a Teoria da Relatividade. Ele percebeu que deveria haver algo que fizesse com que a agulha se movesse, apesar do "espaço vazio" aparente. Por influência de Max Talmud, um pobre judeu estudante de medicina da Polônia, Einstein passou a ler “Crítica da Razão Pura”, do filósofo britânico Immanuel Kant, e “Os Elementos de Euclides”, escrito em 300 ªC pelo matemático grego, que o físico alemão chamou de "pequeno livro sagrado da geometria". Por volta de 1911, Einstein calculou que, com base em sua nova teoria da relatividade geral, a luz de uma estrela seria curvada pela gravidade do sol. A previsão foi confirmada pela expedição britânica liderada por Sir Arthur Eddington, em 1919. A partir de um dos eclipses solares mais longos do século XX, 6 minutos e 51 segundos, observada com mais precisão na cidade brasileira de Sobral, no interior do Ceará, a tese do físico pode ser considerada aceita pela ciência. Perseguido na Alemanha nazista por ser judeu, Einstein se exilou primeiro em Londres, na Inglaterra, até se transferir para os Estados Unidos onde morreu. Deixou escrito: “Massa, tempo e espaço dependem da velocidade do observador. Quanto maior a velocidade de um objeto em relação a nós, maior será sua massa, menor seu comprimento e os ponteiros de um relógio fixo nesse objeto se movem mais lentamente”.

Aparecida: No dia de hoje morreu em Londres, há 130 anos, o filósofo alemão Karl Marx. Segundo dos nove filhos de uma família judaica, ele estudou na Universidade de Berlim, onde o filósofo Georg Wilhelm Friedrich Hegel, era professor e reitor. A Teoria Comunista começou a ser desenhada após conversas com Hegel e da sua observação sobre a história. Dividiu a sua tese em quatro vertentes básicas: 1) A teoria da mais-valia, pela qual demonstra matematicamente que o trabalhador é explorado na produção capitalista; 2) A teoria do materialismo histórico, pela qual afirma que os conflitos humanos são determinados pelas condições materiais da sociedade; 3) A teoria da luta de classes, pela qual afirma que a luta se dá entre exploradores e explorados. 4) A teoria do materialismo dialético, pela qual afirma que toda formação social, como o feudalismo, encerra em si os germes de sua própria destruição. Deixou escrito: 1) O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções; 2) A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo; 3) Tudo o que era sólido se desmancha no ar, tudo o que era sagrado é profanado, e as pessoas são finalmente forçadas a encarar com serenidade sua posição social e suas relações recíprocas; 4) Se a aparência e a essência das coisas coincidissem, a ciência seria desnecessária.

Bytes: Hoje é o Dia do Pi. A data, não oficial, criada em 1987 pelo físico estadunidense Larry Shaw, em homenagem à constante numérica, foi estabelecida com base no tempo estadunidense no qual o mês vem antes do dia: 3-14. A mesma observada pelos matemáticos egípcios para explicar a equação encontrada na Natureza. O valor da razão entre a circunferência de qualquer círculo e seu diâmetro.

Aparecida: Qual é a importância do Pi para a igualdade das expressões na Natureza?

Bytes: O mundo se une na simetria circular e esférica do Planeta Terra desde o rolar das ondas numa praia, o trajeto das estrelas no céu, a propagação dos campos eletromagnéticos e um sem número de fenômenos e objetos observados na matéria.

Aparecida: E quais são os efeitos na matéria?

Bytes: O ciclo das epidemias, o aumento e a diminuição da população da rena; os ciclos dos mundos solares e a cheia e a baixa do rio Nilo estão associados à exatidão do Pi. Daí que ele é estudado até hoje porque o teorema de Lindemann–Weierstrass afirma que Pi é transcendental. Ou seja, não há equação com coeficientes racionais que tenha Pi como raiz.

Aparecida: Por falar em transcendência, muitos hindus usaram serpentes no último fim de semana para celebrar o deus Shiva (acima). Dentro da trindade, este deus é o Destruidor para o nascimento de algo novo, completando a evolução com o deus Brama, o Criador, e o deus Vixnu, o “Preservador”. Usar uma serpente em volta da cintura e do pescoço simboliza que Shiva dominou a morte e tornou-se imortal.

Bytes: Por falar em deus, o serviço de imprensa do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares divulgou hoje que os cientistas descobriram o bóson de Higgs, conhecido como “partícula de Deus”. Logo em seguida salientaram que teriam agora que determinar qual é o tipo do bóson de Higgs descoberto por eles. Em julho de 2012 os físicos do Grande Colisor de Hádrons anunciaram ter descoberto uma partícula semelhante à prevista pelo físico britânico Peter Higgs, na qual outras partículas elementares possuem massa.

Aparecida: Por falar em massa, a matéria gera a dialética?

Bytes: Segundo Marx, os interesses dos indivíduos geram de forma dialética a destruição dos modelos de sociedade, de produção, de pensamento, e de poder econômico e político.

Aparecida: O que você acha da ideia?

Bytes: A teoria de Adam Smith sobre a “mão invisível do mercado” não é mera coincidência. Para os capitalistas, apenas meia palavra faz um sentido.

Aparecida: Ah, entendi! Revelou Nosso Senhor Jesus Cristo aos seus discípulos sobre os sentidos: “E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: Por que lhes falas por parábolas? Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado. Porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não veem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem. E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis, E, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviram de mau grado com seus ouvidos, e fecharam seus olhos. Para que não vejam com os olhos, e ouçam com os ouvidos, e compreendam com o coração, e se convertam, e eu os cure”.

Tico: Qual será a missão contemporânea para o Trono de Pedro?

Teco: Mostrar ao mundo a “boa notícia” com base no cotidiano para se contrapor aos escribas e fariseus que massificarão agora a “má notícia”. Por “má-fé”. São cegos, consequentemente hipócritas. Apenas “ótica”, física contemporânea. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Bytes: A Chiara, que é esotérica, me escreveu: “Habemus papam no dia 13-3-13 quando todos pensavam que o conclave seria longo. É o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires, que se chamará Francisco por causa de São Francisco de Assis (acima)”. Respondi: “E o filme de Nanni Moretti voltará ao circuito. Acho que vou rever a obra no dia 16-3-13”.

Aparecida: O que você achou da escolha?

Bytes: Muita gente perdeu dinheiro na casa de apostas. Dizem que ele era o favorito desde a eleição de 2005. Naquele tempo a eleição foi rápida porque Bergoglio teria chorado dizendo que não queria ser papa por ser um “fardo pesado”. Deu Ratzinger. Desta vez, diante de mais desafios, ele aceitou, mesmo sendo mais velho. Apenas disse aos colegas cardeais: "Que Deus vos perdoe pelo que acabaram de fazer".

Aparecida: Qual foi a reação entre os jovens?

Bytes: A maioria twitou dizendo que saiu um sem sal e entrou outro no lugar. Eu achei que ele estava meio desconfortável no papel.

Aparecida: Qual será o problema?

Bytes: Nosso Senhor Jesus Cristo explicou aos seus discípulos: “Vós sois o sal na Terra, mas se o sal for insípido para que o serve salgar? Apenas para ser pisado pelos homens”. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: A dona Irene disse que ele demonstrou “humildade” recusando ficar muito tempo com a estola. “Ele é muito simples, anda de metrô e ônibus e prepara os seus próprios alimentos”. Hoje o papa eleito abriu mão do carro oficial destinado aos papas para ir até à igreja. Optou por usar um veículo comum. Qual foi a reação na Argentina?

Bytes: O jornal esportivo “Olé” comemorou com o título "La mano de Dios", a “mão de Deus”, para lembrar o polêmico gol do Maradona contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 1986. Segundo o diário, o papa Francisco será conhecido a partir agora como a mais nova “santidade argentina”, ao lado de Maradona e Messi. Ainda de acordo com o “Olé”, o cardeal eleito torce para o San Lorenzo, tradicional clube de seu país e um dos grandes rivais dos gigantes Boca Juniors e River Plate. Em 2008, quando os “cuervos”, como o San Lorenzo é conhecido, comemoraram seu centenário, Bergoglio recebeu camisa do clube e um carnê de sócio como presente.

Aparecida: E qual foi a reação da torcida no Brasil?

Bytes: Muitos especularam que a Argentina ganhará a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. É a rivalidade histórica que existe entre brasileiros e argentinos, que se manifesta no futebol.

Aparecida: E como reagiu o governo argentino?

Bytes: Bergoglio é conhecido no país por ser um crítico dos Kirchners. Mas a presidente argentina saudou o no papa através de sua conta no twitter. Ela desejou “uma frutífera tarefa pastoral, desempenhando tão grandes responsabilidades em prol da justiça, da igualdade, da fraternidade e da paz”.

Aparecida: E o Brasil?

Bytes: A presidente Dilma Rousseff parabenizou, por meio de nota: "Em nome do povo brasileiro, congratulo o novo papa Francisco I e cumprimento a Igreja Católica e o povo argentino. Maior país em número de católicos, o Brasil acompanhou com atenção o conclave e a escolha do primeiro papa latino-americano". A presidente disse que irá na festa de introdução de Francisco no próximo dia 19, Dia de São José.

Aparecida: O que você achou do Odilo Scherer ter pedido?

Bytes: Quando ele foi fotografado colocando a mitra e vi um batalhão de repórteres e fotógrafos na missa na Igreja de Sant' Andrea Al Quirinale, em Roma, comentei: “Ele é o coelho”. Ou seja, na caça o coelho é jogado primeiro para que os cães saiam atrás a fim de iniciar o jogo.

Aparecida: O que você achou da atuação do cardeal brasileiro?

Bytes: Na missa, ele pediu que os fiéis rezassem pela unidade da Igreja.

Aparecida: E do novo papa?

Bytes: Ele disse: "Parece que os cardeais foram me buscar no fim do mundo".

Aparecida: Segundo a imprensa brasileira, existiu um complô para queimar D.Odilo. Foi divulgado pelo jornal italiano “La Repubblica” que houve um “barraco” entre o cardeal de São Paulo e o de Brasília, D. João Aviz. O motivo seria cobranças por mais transparência nas “mazelas da Santa Sé”. O que você acha?

Bytes: Muitos especulam que D. Odilo não recebeu votos dos cardeais brasileiros, mas há quem afirme que houve voto no argentino.

Aparecida: Qual será o maior desafio do novo papa?

Bytes: A unidade da Igreja por causa da compressão tempo-espaço. Apenas ciência. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: Qual é a importância histórica da eleição de Bergoglio?

Bytes: O primeiro Francisco, o primeiro jesuíta, o primeiro não europeu desde o ano 741, o primeiro latino-americano.

Aparecida: Qual é a importância de Francisco?

Bytes: São Francisco sonhou que a Igreja desabava e cabia a ele construí-la.

Aparecida: Qual é a importância de um jesuíta?

Bytes: São dispostos ao diálogo e votam pela obediência cega ao papa. Ele já marcou um encontro com Bento XVI.

Aparecida: Qual é a importância de ser um latino-americano?

Bytes: É o berço da Teologia da Libertação.

Aparecida: Por falar em Teologia da Libertação, o padre Clodovis, irmão do Leonardo Boff, disse à “Folha” que a ideologia tinha muito do marxismo. Ele elogiou o apostolado de Bento XVI. Segundo Clodovis, Raztinger no documento de 1986 apontou a primazia da libertação espiritual, perene, sobre a libertação social, que é histórica. Para o sacerdote brasileiro, o jesuíta espanhol Jon Sobrino disse: "A teologia nasce do pobre", mas Roma respondeu: "Não, a fé nasce em Cristo e não pode nascer de outro jeito".

Bytes: O teólogo Leonardo Boff escreveu no “JB Online” o artigo “O colapso de sua teologia: razão maior da renúncia de Bento XVI?” no qual faz críticas ao papa emérito: “É sempre arriscado nomear um teólogo para a função de papa. Ele pode fazer de sua teologia particular a teologia universal da Igreja e impô-la a todo o mundo. (...) As teses centrais de sua teologia sempre foram problemáticas para a comunidade teológica. Três delas  acabaram refutadas pelos fatos: o conceito de Igreja como pequeno mundo reconciliado; a Cidade dos Homens só ganha valor diante de Deus passando pela mediação da Cidade de Deus; e o famoso subsistit que significa: só na Igreja Católica subsiste a  verdadeira Igreja de Cristo; todas as demais Igrejas não podem ser designadas igrejas. (..) O papa emérito teve em Santo Agostinho seu mestre e inspirador, objeto aliás de algumas conversas pessoais com ele.  De Agostinho assumiu a perspectiva de base, começando com sua esdrúxula teoria do pecado original (se transmite pelo ato sexual da geração). Isso faz com que toda a humanidade seja uma massa condenada”.

Aparecida: Qual é a sua interpretação sobre o texto?

Bytes: Como “observador”, Boff defenderá até o fim a tese da “Santíssima Trindade” como a “verdadeira comunidade”, o que é uma boa notícia. No livro homônimo escreveu: “Nós não cremos somente com o coração que ama e a cabeça que pensa. Cremos também com nossa fantasia. Sem a fantasia não somos quase nada. É a partir da fantasia que a nossa esperança se fortifica e toda a realidade ganha colorido. Só podemos apreender o que Deus nos prometeu se usarmos a fantasia, porque a mente humana apenas alcança o presente e pensa Deus com conceitos tirados do mundo. O próprio Jesus quando nos descreve o Reino de Deus usa de imagens e comparações tiradas da fantasia: a imagem da semente, do tesouro escondido, do banquete, do patrão que chega de surpresa à sua propriedade. Os pensadores cristãos, desde os primeiros séculos, usaram de imagens para poderemos compreender melhor e comunicar alguma ideia do augusto mistério da Trindade”

Aparecida: Ah, entendi! Escreveu o apóstolo Pedro crucificado em Roma, a “cabeça do mundo”, de cabeça para baixo: “Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa. E quem nela crer não será confundido. E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina. E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. 

O candidato da oposição à Presidência da Venezuela, Henrique Capriles, desafiou hoje (14) seu adversário, o presidente interino Nicolás Maduro, a enfrentá-lo em um debate público, numa campanha dominada até agora por insultos e acusações mútuas. O desafio foi feito após Maduro exigir que o adversário político pedisse desculpas à família de Chávez que, segundo ele, ficou ofendida com algumas declarações de Capriles. O presidente interino condicionou a participação no debate à retratação. Hoje, Capriles pediu desculpas aos familiares de Chávez, em entrevista a uma rádio local. "Se qualquer palavra minha foi mal interpretada ou feriu algum sentimento dos parentes do presidente, segue meu pedido de desculpas". Em seguida, desafiou o presidente interino: "Vamos discutir os problemas dos venezuelanos e as soluções para os problemas dos venezuelanos", disse. O candidato da oposição perdeu nas eleições presidenciais de outubro para Chávez por uma margem de dez pontos e decidiu concorrer ao Palácio de Miraflores pela segunda vez. Ele é alvo de ataques verbais de Maduro, que vão desde xingamentos de "fascista" a insinuações sobre a sua sexualidade. "Eu, sim, tenho mulher, escutaram? Eu gosto de mulheres", disse Nicolás Maduro no discurso a uma multidão que acompanhou, no centro de Caracas, a inscrição de sua candidatura para disputar as eleições presidenciais da Venezuela em 14 de abril (acima). Os ataques começaram após o opositor colocar em dúvida os relatos oficiais sobre os detalhes da morte de Chávez.  Na última segunda-feira (11), Maduro anunciou que o governo vai abrir um inquérito para investigar suspeitas sobre a morte do presidente Hugo Chávez. Caracas suspeita de que o câncer do mandatário tenha sido acelerado por envenenamento feito pelo que chamou de inimigos estrangeiros. A denúncia foi feita horas antes da morte de Chávez pelo próprio Maduro, que comparou o câncer do presidente à morte do líder palestino Yasser Arafat. Em entrevista à rede sul-americana Telesur, ele prometeu pressionar por uma investigação séria. "Vamos buscar a verdade. Temos a intuição de que o nosso comandante foi envenenado por forças obscuras que o queriam fora do caminho".  Ontem, Maduro se reuniu com o alto comando das Forças Armadas para reafirmar a unidade cívico-militar. "Estas Forças Armadas estão aqui, construídas por nosso pai, guia e mestre, comandante supremo Hugo Chávez, e seguirão aqui. As Forças Armadas Nacionais anti-imperialistas continuarão seu rumo. Ninguém ou nada irá detê-las", disse Maduro em pronunciamento na TV. Dirigindo-se aos soldados, Maduro afirmou que as Forças Armadas se fortalecerão "ainda mais sob as diretrizes que nos foram deixadas pelo comandante-chefe [Chávez]" em armamento, técnicas, equipamento, condições de trabalho e vida. "Vamos conquistar umas Forças Armadas nos próximos anos que terão a capacidade tecnológica de produzir tudo o que têm: seus uniformes, suas armas, suas peças de reposição e sua técnica. Poderosas Forças Armadas para a paz, para proteger o povo", disse o presidente interino. Maduro foi à reunião acompanhado de seu vice-presidente, Jorge Arreaza (genro de Chávez), e do presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, assim como de outros funcionários do governo. No mesmo dia Maduro denunciou o embaixador dos Estados Unidos na OEA, Roger Noriega, por planejar um atentado contra o candidato oposicionista, Henrique Capriles, visando desestabilizar o país após a morte de Hugo Chávez. "Detectamos planos da extrema direita vinculados ao grupo de Roger Noriega e Otto Reich nos Estados Unidos para realizar um atentado contra o candidato presidencial da oposição, Capriles Radonski", disse Maduro na abertura da Feira Internacional do Livro, sem dar detalhes sobre o complô. Na véspera, o chefe da campanha presidencial da oposição venezuelana, Henri Falcón, afirmou que Capriles não compareceu pessoalmente para fazer a inscrição de sua candidatura porque havia o temor de uma emboscada."Desde ontem pela manhã, recebemos informações muito sérias e de fonte muito fidedignas, inclusive de órgãos de segurança do governo nacional, que se preparava uma emboscada contra o candidato [Capriles] nas imediações da CNE (Conselho Nacional Eleitoral)" disse Falcón, que também é governador do estado de Lara. 

Tico: No dia de hoje o presidente brasileiro Tancredo Neves foi internado, às pressas, para uma operação abdominal. Na véspera da posse, o político mineiro adoeceu com fortes e repetidas dores abdominais durante uma cerimônia religiosa no Santuário Dom Bosco, sendo internado no Hospital de Base de Brasília. Ele havia sido eleito no anterior por voto indireto do Congresso Nacional como rezava a Constituição. Na manhã do dia 15 de março de 1985, o Congresso deu posse ao vice-presidente José Sarney, que leu o discurso preparado por Tancredo e que pregava a conciliação nacional e a instalação de uma Assembleia Nacional Constituinte. “Não celebramos, hoje, uma vitória política. Esta solenidade não é a do júbilo de uma facção que tenha submetido a outra, mas festa da conciliação nacional, em torno de um programa político amplo, destinado a abrir novo e fecundo tempo ao nosso País. A adesão aos princípios que defendemos não significa, necessariamente, a adesão ao governo que vamos chefiar. Ela se manifestará também no exercício da oposição. Não chegamos ao poder com o propósito de submeter a Nação a um projeto, mas com o de lutar para que ela reassuma, pela soberania do povo, o pleno controle sobre o Estado. A isso chamamos democracia!” Era o início de um novo período da atividade política no Brasil: a “Nova República”. Tancredo morreu em São Paulo no dia 21 de abril de 1985, Dia de Tiradentes, após ser internado, às pressas, na véspera da posse. Há 28 anos.

Teco: No dia de hoje Israel invadiu o sul do Líbano na Operação Litani. Foi a primeira ofensiva de grande envergadura efetuada pelo Exército israelense para exterminar com as bases da Organização para a Libertação da Palestina durante a Guerra Civil Libanesa. A partir do sul libanês, a guerrilha palestina costumava atacar o norte de Israel, como represália à ocupação israelense da Cisjordânia e da faixa de Gaza e à dura repressão militar de Israel contra os palestinos. A vitória da operação foi limitada porque mais tarde a resistência palestina voltaria a contra-atacar o norte de Israel. Com os protestos do governo libanês, o Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou as resoluções 425 e 426 que exigiram uma retirada "imediata" das tropas israelenses e criavam a Força Interina das Nações Unidas no Líbano. Apenas em 2000 Israel obedeceu o ultimato da ONU, mas deixou no lugar uma milícia libanesa aliada, o Exército do Líbano Livre, hoje chamado de Exército do Sul do Líbano. A Operação Litani começou há 35 anos.

Bytes: No dia de hoje Mikhail Gorbachev era eleito novamente presidente da União Soviética pelo 3.º Congresso Extraordinário dos Deputados do Povo. Ele seria retirado do poder no ano seguinte. Há 23 anos.

Aparecida: No dia de hoje nascia, há 166 anos, o poeta baiano Castro Alves. Chamado de “Poeta dos escravos”, ele transformou a sua arte na luta contra a escravidão. A poesia “Navio Negreiro” foi musicada na voz do conterrâneo Caetano Veloso. Mas também são divulgados os versos que teriam sido inspirados pelo seu espírito, materializados nos anos 70 pelas mãos do médium Chico Xavier no programa “Pinga fogo”, na extinta TV Tupi: “Brasil, o Mundo a escutar-te/Pergunta hoje: O que é?/Ah! Terra de minha vida/Responde às Nações de pé!/Das montanhas altaneiras/Dentro das próprias fronteiras/Alonga os braços Sansão!/Sem prepotência ou vangloria/Grava no livro da história/Novo rumo à evolução! Contempla a sombra da guerra/Dragão do lodo a rugir/Envenenando a Cultura/Ameaçando o Porvir!.../Fala assembléia de bravos/Aos milhões de homens escravos/Sábios loucos prometheus.../Do píncaro a que te elevas/Dissolve os grilhões das trevas/Na fé que te induz a Deus! (...) Ao resguardar o Direito/Mantendo a Justiça e o Bem/Luta e rasga o próprio peito/Mas não desprezes ninguém!.../Levanta o grande futuro/Ergue tranqüilo e seguro/A paz nobre e varonil!.../À humanidade que chora/Clamando: Senhor... e agora?!/O Cristo aponta: Brasil!.”

Bytes: No dia de hoje morreu, há 38 anos, a atriz estadunidense Susan Hayward. Laureada com o Oscar de melhor atriz por sua interpretação na fita “Quero Viver”, onde vivia uma garçonete acusada por um homicídio e que é executada numa câmara de gás, a atriz ficou conhecida por interpretar Betsabá no filme “Davi e Betsabá”. A tumultuada história de amor entre o rei de Israel, autor dos salmos de louvor a Deus, e a mulher adúltera cujo ventre deu à luz ao fruto desta união: Salomão, o “sábio”. O imperador israelense cujos provérbios levaram paz ao mundo.

Aparecida: No dia de hoje nascia, há 75 anos, o cineasta brasileiro Glauber Rocha. Comparado ao colega francês Jean-Luc Godard, ele considerava a sua obra mais próxima do cineasta italiano Píer Paolo Pasolini. Entre as obras de Glauber, estão“Deus e o diabo na Terra do sol”, indicado a Palma de Ouro em Cannes, além da obra-prima “Terra em transe” e “A Idade da Terra”.

Bytes: Ontem eu fui assistir ao filme “Oz – mágico e poderoso”.É um filme de entretenimento, principalmente para as crianças, porque elas se identificam com a ingenuidade dos personagens. O ator James Franco é carismático e contribui para o sucesso de público. O filme usa as fórmulas já utilizadas em outros do gênero. A grande sacada é o uso da ilusão dos sentidos para a vitória dos mais fracos. A mágica do cinema sobre a eterna do bem contra o mal.

Aparecida: O filme já é a segunda maior abertura do ano em renda até agora, atrás apenas de “João e Maria – caçadores de bruxas”.

Bytes: Hoje eu assisti “Evangelho segundo São Mateus”, de Pasolini. Belo, principalmente a cena final. O sorriso nos lábios, principalmente de Maria, denuncia a “boa notícia” através da tese sobre a ilusão dos sentidos. Peguei o filme após ouvir no You Tube o “Evangelho de São Marcos” na voz de um sacerdote.

Aparecida: Apesar das críticas da imprensa, a série “A Bíblia” é o grande sucesso hoje da TV estadunidense. Mais de 13 milhões de espectadores assistiram ao primeiro episódio da série. Portugal já negocia a exibição para a época da Páscoa, principalmente porque Jesus é interpretado pelo ator português Diogo Morgado. A série tem um total de dez horas de duração. O que você acha?

Bytes: A Bíblia está na moda. A série “José do Egito” levantou a audiência da Record. A emissora, de propriedade do bispo Edir Macedo, pretende lançar uma série sobre Jesus. A ciência em busca espiritualidade.

Aparecida: O que acha de “José do Egito?”

Bytes: É uma série bem cuidada, com alguns tropeços nas Escrituras, mas válida. Só as interpretações de Celso Frateshi e Denise Del Vecchio, que já foram casados na vida real, já valem parar em frente à tela. Pelo trailer já exibido, a fase do Egito pode mostrar ao público por que muitos chegaram a pensar em apedrejar o profeta Moisés, preferindo a escravidão no Egito, a enfrentar a travessia do “árido” deserto em direção à liberdade: a “terra prometida”. É como se após viver a opulência nos Estados Unidos, você fosse reduzido a um mundo de escassez. A tradução disso tudo está no olhar de José, bem defendido pelo ator Rick Tavares, como um retirando observando a cidade grande.

Aparecida: A Record teve que gravar no Rio devido às chuvas que danificaram a cidade de Avares, no Egito. A emissora investiu R$ 7 milhões só em cenografia em "José do Egito", que tem 28 capítulos. O investimento está se tornando lucro porque impulsionou a novela “Balacobaco”.

Bytes: Eu só gostaria de mais tradução das Escrituras. A história das irmãs Lia e Raquel é mais profunda. Esaú só não ataca o irmão Jacó ao ver a família que formou: um patriarca que gerou descendentes com senhoras e servas. E tudo começou porque Raquel era estéril e fez o marido deitar com a sua serva para atingir a irmã. Mas Lia também entregou a sua serva a Jacó porque Deus tinha fechado a sua “madre” por um espaço de tempo até gerar a única filha: Diná.

Aparecida: Aparecida: Ah, entendi! Está na Gênesis, a “origem”, acerca de “José do Egito”: “E aconteceu, depois destas coisas, que alguém disse a José: Eis que teu pai está enfermo. Então tomou consigo os seus dois filhos, Manassés e Efraim. E alguém participou a Jacó, e disse: Eis que José teu filho vem a ti. E esforçou-se Israel, e assentou-se sobre a cama. E Jacó disse a José: O Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz, na terra de Canaã, e me abençoou. E me disse: Eis que te farei frutificar e multiplicar, e tornar-te-ei uma multidão de povos e darei esta terra à tua descendência depois de ti, em possessão perpétua. Agora, pois, os teus dois filhos, que te nasceram na terra do Egito, antes que eu viesse a ti no Egito, são meus: Efraim e Manassés serão meus, como Rúben e Simeão. Mas a tua geração, que gerarás depois deles, será tua; segundo o nome de seus irmãos serão chamados na sua herança. Vindo, pois, eu de Padã, morreu-me Raquel no caminho, na terra de Canaã, havendo ainda pequena distância para chegar a Efrata; e eu a sepultei ali, no caminho de Efrata, que é Belém. E Israel viu os filhos de José, e disse: Quem são estes?

E José disse a seu pai: Eles são meus filhos, que Deus me tem dado aqui. E ele disse: Peço-te, trazemos aqui, para que os abençoe. Os olhos de Israel, porém, estavam carregados de velhice, já não podia ver; e fê-los chegar a ele, e beijou-os, e abraçou-os. E Israel disse a José: Eu não cuidara ver o teu rosto; e eis que Deus me fez ver também a tua descendência.

Então José os tirou dos joelhos de seu pai, e inclinou-se à terra diante da sua face. E tomou José a ambos, a Efraim na sua mão direita, à esquerda de Israel, e Manassés na sua mão esquerda, à direita de Israel, e fê-los chegar a ele. Mas Israel estendeu a sua mão direita e a pôs sobre a cabeça de Efraim, que era o menor, e a sua esquerda sobre a cabeça de Manassés, dirigindo as suas mãos propositadamente, não obstante Manassés ser o primogênito. E abençoou a José, e disse: O Deus, em cuja presença andaram os meus pais Abraão e Isaac, o Deus que me sustentou, desde que eu nasci até este dia. O anjo que me livrou de todo o mal, abençoe estes rapazes, e seja chamado neles o meu nome, e o nome de meus pais Abraão e Isaac, e multipliquem-se como peixes, em multidão, no meio da terra”. 

Tico: A imagem mais importante para o entendimento é a “propaganda?”

Teco: Não, é a história, a “soberana”. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Bytes: O presidente venezuelano em exercício, Nicolas Maduro, Aparecida: admitiu ontem que vai ser "bastante difícil" que o corpo do mandatário morto Hugo Chávez seja embalsamado. O motivo: os preparativos necessários ao procedimento deveriam ter começado há mais tempo e foram atrapalhados pelo longo funeral de Chávez, cujo corpo completará amanhã dez dias sendo velado na Academia Militar da Venezuela.

Aparecida: O que você acha da idéia de Maduro de embalsamar Chávez a exemplo do que os socialistas fizeram com Lênin, Ho Chi Minh e Mao Tse Tung?

Bytes: O que posso afirmar é que o túmulo de Tancredo foi violado em 2008 e a peça de mármore da parte superior do túmulo foi quebrada.

Aparecida: Tancredo teria sido assassinado por quem não queria o fim da ditadura militar no Brasil?

Bytes: Essa versão ganhou corpo na época, mas não foi à frente. Ele teria recebido um tiro na região do abdômen e havia testemunhas oculares. Entre elas a jornalista Glória Maria porque ela havia sumido do mapa. Segundo os adeptos da Teoria da Conspiração, Ulysses foi para o túmulo com o “segredo”, mantido para não atrapalhar a transição política em direção à democracia.

Aparecida: Por que o vice Sarney tomou posse e não Ulysses?

Bytes: Numa reunião na qual estiveram presentes Ulysses, Sarney e o ministro do Exército Leônidas Pires Gonçalves, a opinião prevaleceu que deveria ser respeitada a Constituição de 1967: o vice-presidente eleito deveria ser o empossado. Existia grande tensão na época devido à possibilidade de uma interrupção na abertura democrática em andamento. Caso Sarney não assumisse, por não ser do MDB histórico, deveria ser empossado em seu lugar o então presidente da Câmara dos Deputados, Ulysses Guimarães, que tinha rejeição dos militares. O grande risco era que ocorresse um retrocesso, já que naquele tempo os setores militares mais conservadores, a chamada linha-dura, tentavam desestabilizar a redemocratização para manter o regime militar.

Aparecida: Você acha que o Chávez foi envenenado?

Bytes: O que podemos dizer é que é melhor fazer o exame logo com renomados especialistas para que não soe como “retórica”. Caso Maduro perca o prazo, como aconteceu com o tempo para Cháver ser embalsamado, o recurso será a exumação que significará custo para o contribuinte venezuelano.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal “O Globo” de 12 de março de 1963: “Dois importantes oleodutos foram dinamitados, anteontem, paralisando uma sexta parte da produção venezuelana de petróleo e provocando um incêndio ainda não dominado. A polícia acusou, como autores do atentado, os grupos de terroristas comunistas e filocastristas que já efetuaram outros atos da mesma natureza contra o govêrno”. E mais: Manifestantes enfrentaram o inverno, em frente à Casa Branca, protestando contra a nudez dos animais em geral, e em particular dos cavalos em que Jacqueline Kennedy e sua filha Caroline passeiam nos jardins presidenciais. São membros da Sociedade Contra a Indecência dos Animais Nus, que alega ter milhares de associados nos EUA”. E mais: Tôda a polícia da Guanabara está mobilizada na caça aos assaltantes que mataram o estudante Odylo Costa, neto, na noite de sábado em Santa Teresa. As investigações se intensificaram a partir do movimento em que ficou provada a inocência de dois assaltantes que chegaram, num primeiro momento, a ser reconhecidos pela namorado da vítima. O comando do I Exército ofereceu ao govêrno da Guanabara, o auxílio de que necessita para combater a onda de criminalidade que se registrando na estado”.

Aparecida: Deu no jornal “O Globo” de 12 de março de 2013, 50 anos depois: ““Incerteza na Venezuela. Maduro e militares dividem poder. Membros da alta cúpula chavista admitiram ontem que a Venezuela tem uma liderança compartilhada entre civis e militares, o que gerou críticas da oposição e de juristas. A chamada alta direção político-militar, termo que vem sendo utilizado pelo presidente em exercício, Nicolas Maduro, já é uma realidade no país”. E mais: “Projeto fracassado. Vale demite seis mil na Argentina”. E mais: “Trânsito caótico no Centro. Início de obras na Avenida Rodrigues Alves, operação para coibir transporte de vans na Rua Francisco Bicalho e defeitos em sinais de trânsito causados pelas chuvas do fim de semana, como na Rua Pinheiro Machado, deram um nó no trânsito na cidade. Moradores de Niterói levara mais de duas horas para chegar ao Centro. A prefeitura prevê melhora só em dez dias”.

Bytes: Eu me lembrei hoje de D. Helder Câmara ao ler sobre a reportagem “Babilônia sustentável” sobre a entrega amanhã das 16 primeiras unidades de prédio “verde” na favela que fica no Leme. Em 1955, quando era bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio, ele saiu convicto após o XXXVI Congresso Eucarístico Internacional, realizado no Rio de Janeiro: dedicaria a sua vida aos pobres. Naquele tempo ele e outros padres e cardeais franceses

Estavam preocupados com a explosão de suas periferias. “Com o objetivo de dar solução humana e cristã ao problema das favelas da cidade elaboramos um ousado projeto: os moradores seriam transferidos para prédios de apartamentos. Acreditamos que seria possível superar a luta de classes, aproximando-as, fazendo com que os pobres continuassem perto dos ricos, através da sensibilização dos moradores”, justificou D. Helder a construção da Cruzada de São Sebastião.

Aparecida: O seu Carlos não pode nem ouvir falar em D. Helder. A filha caçula se envolveu com um traficante da Cruzada. Deu o maior problema. Chegou a se amarrada e passou por clínica. Ele diz até hoje: “Eu quero essa gente que tem outros hábitos bem longe dos nossos olhos”.

Bytes: Já meu avô dizia que ninguém tinha problemas com o morro nas décadas de 40 e 50 porque todo mundo vivia em paz. Ele conta que passeava com meu bisavô de Copacabana até a Lagoa passando pelo morro do Cantagalo porque ainda não havia o Corte. Ele disse que o problema começou com a “juventude transviada”.

Aparecida: Por falar em juventude, o complexo da Maré vai ganhar um Território Criativo com pólo cultural e educativo, que inclui uma universidade. O que você acha?

Bytes: O que podemos afirmar é que o projeto não será arquitetado pelo Oscar Niemeyer.

Aparecida: O que você acha da crise entre a Vale e o governo argentino?

Bytes: É um caso de conflito a ser resolvido pela arbitragem. Assim sabem os capitalistas.

Aparecida: O Reino Unido fez uma eleição entre os moradores das ilhas Malvinas, que eles chamam de Falklands no fim de semana (acima). Noventa e oito por cento dos moradores querem permanecer como britânico. O papa Francisco vai ser consultado?

Bytes: Em caso de ameaça de guerra, ele pode intermediar a paz como fez João Paulo II no impasse entre Argentina e Chile no estreito de Beagle.

Aparecida: Qual é motivo da guerra?

Bytes: Einstein perguntou a Freud que lhe respondeu: “É complicado porque toda a libido, a “força motora” é carreada para a correlação “direito x força”. O que o apóstolo Paulo chama de concupiscência.

Aparecida: E o que diria Einstein?

Bytes: Ele justificou à opinião pública a recomendação que fez a respeito da bomba atômica:  “Minha responsabilidade na questão da bomba atômica se limita a uma única intervenção: escrevi uma carta ao Presidente Roosevelt. Eu sabia ser necessária e urgente a organização de experiências de grande envergadura para o estudo e a realização da bomba atômica. E o disse. Conhecia também o risco universal causado pela descoberta da bomba. Mas os sábios alemães se encarniçavam sobre o mesmo problema e tinham todas as chances de resolvê-lo. Assumi portanto minhas responsabilidades. E no entanto sou apaixonadamente um pacifista e minha maneira de ver não é diferente diante da mortandade em tempo de paz. Já que as nações não se resolvem a suprimir a guerra por uma ação conjunta, já que não superam os conflitos por uma arbitragem pacífica e não baseiam seu direito sobre a lei, elas se vêem inexoravelmente obrigadas a preparar a guerra. Participando da corrida geral dos armamentos e não querendo perder, concebem e executam os planos mais detestáveis. Precipitam-se para a guerra. Mas hoje, a guerra se chama o aniquilamento da humanidade. Protestar hoje contra os armamentos não quer dizer nada e não muda nada. Só a supressão definitiva do risco universal da guerra dá sentido e oportunidade à sobrevivência do mundo. Daqui em diante, eis nosso labor cotidiano e nossa inabalável decisão: lutar contra a raiz do mal e não contra os efeitos. O homem aceita lucidamente esta exigência. Que importa que seja acusado de anti-social ou de utópico? Gandhi encarna o maior gênio político de nossa civilização. Definiu o sentido concreto de uma política e soube encontrar em cada homem um inesgotável heroísmo quando descobre um objetivo e um valor para sua ação. A Índia, hoje livre, prova a justeza de seu testemunho. Ora, o poder material, em aparência invencível, do Império Britânico foi submergido por uma vontade inspirada por ideias simples e claras”.

Aparecida: Ah, entendi! Está escrito na “Boa Notícia” sobre a disputa entre os discípulos: “E houve também entre eles contenda, sobre qual deles parecia ser o maior. E ele lhes disse: Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que têm autoridade sobre eles são chamados benfeitores. Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve. Pois qual é maior: quem está à mesa, ou quem serve? Porventura não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós sou como aquele que serve”.

Tico: O Brasil terá crescimento em 2013 como ocorreu em 2010?

Teco: O Brasil crescerá de forma sustentável quando formar capital. Mas continuaremos a não “sentir” a crise, apesar de enfrentar a cruz diária de cada dia, o nosso “know how”. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Bytes: Para o sociólogo italiano Domenico De Masi, "o Brasil não é o melhor dos mundos possíveis, mas é o melhor dos mundos existentes". "Depois de copiar o modelo europeu por 450 anos e o modelo estadunidense por 50, agora que ambos estão em crise e ainda não há um novo para substituí-lo, chegou a hora de o Brasil propor um modelo para o mundo", disse o sociólogo em entrevista à “Folha”. Segundo ele, o País ainda hoje é menos conhecido e valorizado do que merece. “O Brasil é quase tão grande como a China, mas é uma democracia. O Brasil é quase três vezes maior que a Índia, tem quase o mesmo número de etnias e de religiões, mas vive em paz interna e em paz com os países limítrofes. O Brasil é quatro vezes maior que a zona do Euro, mas tem um único governo e fala uma única língua. O Brasil é o país onde há mais católicos, mas onde a população vive da forma mais pagã. O Brasil é o único país no mundo onde a cultura ainda mantém características de solidariedade, sensualidade, alegria e receptividade”.

Aparecida: O que falta ao Brasil?

Bytes: Continuar a carregar a cruz até o “ponto de mutação”. Muitos torciam que o papa fosse brasileiro para completar a obra. Mas não é assim que opera o Espírito Santo. Assim sabem os capitalista. Os socialistas são os que não aceitam a ciência contemporânea: o espaço-tempo que cria a matéria.

Aparecida: Por falar em Europa, há uma discussão sobre os cortes feitos pelo governo porque eles estão sendo feitos na política de bem-estar social. Apesar da libra ter se desvalorizado cerca de 30% em relação ao dólar, 50% em relação ao iene, e 20% em relação ao euro, a Grã-Bretanha ainda tem déficits comerciais porque perdeu a capacidade produtiva para responder. As exportações de serviços também caíram e não foram compensadas as exportações de manufaturados porque caíram 8% após a desvalorização. Para os analistas, isso é conta de doido. Quando a Coreia do Sul mexeu na taxa de câmbio as exportações subiram. As contas britânicas não estão piores graças ao setor primário exportador: petróleo, minerais e alimentos. O sólido se desmancha no ar?

Bytes: O que podemos afirmar é que o boato de que uma agência de risco rebaixaria a nota do Brasil fez a Bovespa ter uma queda expressiva, mesmo que tenha sido desmentida a notícia.

Aparecida: O sinal positivo da indústria em janeiro se deu como reflexo do bom desempenho do setor na maior parte do país. Depois de um ano de retração em 2012, a produção surpreendeu em janeiro com o melhor resultado mensal desde março de 2010. O avanço de 2,5% nesta comparação superou as expectativas de mercado.

Bytes: O lucro líquido da Embraer quadruplicou no ano passado. No quarto trimestre de 2012, o lucro da Embraer foi de R$ 253,7 milhões, frente à perda de R$ 171,6 milhões no mesmo período do ano anterior.

Aparecida: Por falar em números, qual será a visão socialista da história?

Bytes: Em seu livro “Minha luta”, Adolf Hitler fez uma projeção sobre a evolução do capitalismo. “Quando jovem já pensava que essa evolução teria a aprovação geral, transformando o mundo inteiro em uma única e grande casa de negócios, em cujas ante-salas seriam expostos, para a posteridade, os bustos dos mais atilados especuladores e dos mais ingênuos funcionários da administração. Os comerciantes poderiam ser, então, representados pela Inglaterra; os funcionários administrativos seriam os alemães; os judeus, porém, fariam o sacrifício de ser os proprietários, pois que, como eles próprios confessam, nunca lucram, sempre têm de pagar e, além disso, falam a maioria das línguas”.

Aparecida: E de Stalin?

Bytes: Em conversa com o escritor britânico Herbert George Wells, ele justificou os corpos dos “traidores da pátria” jogados no rio Neva: “Em nome da Constituição recorreu à violência, decapitou o rei, dissolveu o Parlamento, prendeu uns e decapitou outros! Tome também o exemplo da nossa história. Não foi evidente, durante muito tempo, que o regime czarista estava decaindo, que estava se desmoronando? Mas quanto sangue se teve de derramar para abatê-lo? E a Revolução de Outubro? Não havia milhões de pessoas que sabiam que nós, os bolcheviques, éramos os únicos a apontar o rumo certo?”

Aparecida: Por falar em rumo certo, o que você achou da polêmica em relação ao deputado pastor que assumiu a cadeira de presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Minoria? O deputado Jair Bolsonaro veio com um cartaz provocativo com a frase "queimar a rosca todo dia" para provocar os manifestantes (acima). O pastor pediu desculpas dizendo que não queria ofender gays e negros, mas os manifestantes argumentaram que como um discriminador pode presidir a comissão de minorias. 

Bytes: Não me venha com as contendas entre os socialistas.

Aparecida: O ex-presidente polonês e prêmio Nobel da Paz Lech Walesa disse recentemente que os deputados homossexuais deveriam se sentar na última fila do recinto parlamentar ou até fora do parlamento, porque representam apenas uma minoria. "Nós respeitamos a maioria, respeitamos a democracia. A maioria construiu a democracia e ela lhe pertence. Agora temos uma minoria que caminha sobre a cabeça da maioria", disse o parlamentar polonês. "Não quero que esta minoria, com a qual não concordo mas que tolero, se manifeste nas ruas e faça virar a cabeça de meus filhos e netos", acrescentou.

Bytes: A organização russa de sondagens Levada Center realizou uma pesquisa para descobrir a atitude dos cidadãos da Rússia para com reformas e inovações. Descobriu-se que a maioria dos russos são conservadores. Por exemplo, 85% dos cidadãos votaram contra a legalização de casamentos homossexuais no país, e 87%, contra paradas de orgulho gay. Os russos também desaprovam de mudanças de nomes de cidades, da extensão do prazo do serviço militar e dos aumentos de impostos. Além disso, 70% dos russos apoiam a reintrodução de um uniforme escolar único, cujo uso foi abolido em 1992.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal “O Globo” de 13 de março de 1963 cuja manchete foi “Confiante a missão San Tiago em um acôrdo de US$ 350 milhões com o FMI”: “Do editorial A lei ameaçada. O assassinato do jovem Odylo Costa, neto, comoveu e chocou profundamente a opinião pública da cidade, já revoltada com a repetição diária de um triste rosário de assaltos e crimes. Nos 12 primeiros dias do corrente mês, nada menos de 40 assaltos foram praticados, deixando o trágico rastro de quatro mortos. Tal foi a repercussão do crime que o governo da Guanabara não pode deixar de tomar enérgicas e imediatas providências. Comece por desarmar a cidade. Proíba a venda de armas e munições no estado”. E mais: “Tentando liquidar de vez a onda de banditismo que traumatizou o Rio, novo e energético dispositivo de segurança será lançado pela polícia: toda a Guanabara será policiada 24h, ininterruptamente. O governador Carlos Lacerda comunicou que aceita o auxílio oferecido pelos militares para combater o crime”. E mais: “A polícia prendeu, ontem à noite, um dos frios assassinos de Odylo Costa, neto: Paulo César da Silva, conhecido como Fuinha, um menino de 14 anos. Este confessou o assalto de Santa Teresa e disse que quem disparou os tiros contra o jovem de 18 anos foi Valdo Menezes de Matos, o Manguito”.

Aparecida: Deu no jornal “O Globo” de 13 de março de 2013, 50 anos depois: “Com medo do STF. Governadores acenam acordo por royalties. Estados não produtores temem derrota no Supremo e reabrem negociações. Ministros do STF vão dar prioridade a julgamento da questão. Para Campos, é melhor garantir 80%”. E mais: “Após três meses. Orçamento de 2013 é aprovado. Com quase três meses de atraso, o governo aprovou ontem, com voto favorável de 53 senadores, o Orçamento Geral da União. A oposição, no entanto, tentará anular a votação no STF”.

Bytes: Por falar em violência, pelo menos quatro pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em dois tiroteios cometidos ontem em duas localidades do centro do estado de Nova York. O suspeito parece o mesmo. Várias escolas de cinco cidades próximas aos locais dos incidentes foram fechadas como medida de precaução.

Aparecida: Os professores do Texas começaram a ter aulas de tiro para se defenderem no caso de um outro ataque como o que ocorreu em dezembro na escola Sandy Hook, no Estado de Connecticut. Os Estados Unidos ainda estão traumatizados pelo, no qual um atirador matou 20 crianças e oito adultos.

Bytes: Várias pessoas ficaram feridas, uma delas gravemente, num tiroteio ocorrido em pleno centro de Washington na madrugada da segunda-feira. O tiroteio aconteceu ao norte da estação de trens da capital estadunidense. Segundo o jornal “Washington Post”, os disparos foram feitos de dois carros contra um grupo de pessoas que se encontrava diante de um imóvel. Em 2012, a capital estadunidense, que sofre com o tráfico de drogas, teve a menor taxa de homicídios: 88 pessoas.

Aparecida: Dois estudantes dos Estados Unidos, estrelas de uma equipe de futebol americano de uma escola em Ohio, começam ontem a ser julgados pela acusação de estuprar uma colega de classe em uma festa, num caso que ganhou notoriedade nas mídias sociais e causou polêmica no país.

Bytes: Parece cena do filme “Cama de Gato”.

Aparecida: Na Índia, o condutor do ônibus, acusado no âmbito do muito badalado processo de estupro coletivo, se suicidou na prisão. O incidente está sendo investigado.

Bytes: Por falar em Índia, integrantes da "Associação de mulheres esquecidas da Índia" estão pendurando cartazes em vários pontos como protesto às leis feministas. Segundo o grupo, elas são prejudiciais e "estupram" os homens do país, pois as alegações são falsas. O movimento diz proteger as famílias dos homens "injustiçados" e quer com as imagens dos cartazes criar uma nova consciência no país.

Aparecida: Cam, filho de Noé, foi amaldiçoado por ser negro como afirmou o deputado pastor?

Bytes: Não há essa informação em qualquer lugar da Bíblia, o Livro Sagrado para os cristãos.

Aparecida: Ah, entendi! Está escrita na Gênesis, a “origem”, acerca dos irmãos: “E despertou Noé do seu vinho, e soube o que seu filho menor lhe fizera. E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. E viveu Noé, depois do dilúvio, trezentos e cinqüenta anos”.

 

A GLAUBER ROCHA

Rio de Janeiro, 14 de março de 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exibições: 387

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço