Paulo Moura e os Imortais da Academia do "Céu"

ATUALIZAÇÃO
Vide atualização no final do post


Cartum (do meu amigo) Solda



Penso que os grandes artistas são eternos. Não entra na minha cabeça, de simples mortal, que as almas de Pixinguinha, Canhoto da Paraíba, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Villa-Lobos, Carmen Miranda, Radamés Gnattali, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Rafhael Rabello... (a lista é interminável) e, hoje, 13/07/2010, de Paulo Moura não continuem compondo, orquestrando, cantando e tocando no andar de cima.

Com certeza hoje terá festança no “Céu” para recepcionar o mais novo “acadêmico” – Paulo Moura -, multiinstrumentista, arranjador e orquestrador.

No palco do Teatro Municipal, nas gafieiras e rodas de choro era a mesma pessoa simples e afável.




Com mais de meio século de carreira, o saxofonista, clarinetista, compositor, arranjador e maestro Paulo Moura é considerado um dos maiores nomes da música brasileira. Transita com a mesma facilidade pelo popular e erudito e tem forte ligação com o jazz. Participou do histórico show de Bossa Nova no Carnegie Hall, em 1962, ao lado de Tom Jobim e Sérgio Mendes. Tocou com Elis Regina, Fagner, Milton Nascimento, Ella Fitzgerald, Nat King Cole, entre muitos outros, e lançou mais de 35 cds solos. (Fonte: Jornal o Estado de São Paulo).

Leia a repercussão da morte de Paulo Moura: (Jornal o Estado de São Paulo).


Nivaldo Ornelas, saxofonista e flautista - "Ele não me deu aula de música, mas de vida. Tem músicos admirados só do palco pra fora, mas ele era pra dentro também. Gerações ficaram órfãs com a morte dele."


Leo Gandelman, saxofonista - "Doente, Paulo se preocupava com os outros, não queria que sofressem por ele, tentava minimizar. Ninguém podia esperar que estivesse com uma bomba-relógio dessa."


Mauro Senise, saxofonista, ex-aluno - "Sofri uma paulada. Nos shows que fizemos recentemente, ele parecia um adolescente. Paulo foi meu único professor. Era um escultor de melodias, me iniciou na improvisação."


Juca Ferreira, Ministro da Cultura - "Era um instrumentista e solista primoroso, além de compositor, arranjador e regente, conhecido e admirado no mundo todo. Uma figura humana singular."


Marcello Gonçalves, violonista - "Estava com o Paulo no sábado, na clínica São Vicente. Ele teve coragem de mostrar as ideias dele, sempre novas. Deu direção a muitos músicos da minha geração."


Yamandu Costa, violonista - "Nosso último show juntos foi no Equador, há 8 meses. Ele era muito divertido, simpático e malandro ao mesmo tempo. Tinha muita vontade de produzir coisas novas sempre."




“Chorinho pra você”, com Paulo Moura, Daniela Spiellman, Zé da Velha, Sivério Pontes e outros bambas.



Paulo Moura, uma personalidade musical que se destacou pelo talento e pela identidade com a temática musical brasileira.





************
Atualização (23/07/2010). Com informações do meu amigo Oscar Peixoto


No sábado, 10 de julho, Paulo Moura ainda reuniu forças para uma última interpretação. Eduardo Escorel filmou-o tocando Doce de Côco de Jacob do Bandolim. Acompanham-no Wagner Tiso, Daniela Spielmann e Vicente Alexim. Dois dias depois viria a falecer.

Despedida from Eduardo Escorel on Vimeo.


************

Exibições: 68

Comentário de Solange Teixeira da Cunha em 15 julho 2010 às 7:56
Laurinha, acho q já comentei o post do Paulo Moura... mas repetir o quanto ele era (É) maravilhoso, vc sensivel como é sabe + do q ninguém o quanto ele foi um grande músico.
Adorei o cartum, parabéns, não podia ser melhor.
Laura, eu nunca quero escrever, mas com vc é diferente, sei q lê o q escrevo com carinho.
beijos
vc leu o sarau feito dentro do quarto, na véspera querida, ele ainda chegou a tocar, uma despedida para quem já estava indo para o céu...
Comentário de Laura Macedo em 23 julho 2010 às 21:48
Solange,
Chegando de viagem encontro a última interpretação de Paulo Moura no hospital disponibilizada pelo meu amigo Oscar Peixoto. É um documento histórico...
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço