Portal Luis Nassif

Jornais americanos elogiam o barítono brasileiro pelo 'début esplêndido'

Os jornais “The New York Times” e “Washington Post” saudaram com elogios a estreia, na noite da última sexta-feira, no Metropolitan Opera House, de uma montagem estrelada por um brasileiro da ópera “O nariz”, composta em 1928 por Dmitri Shostakovich.


A recepção positiva à produção, dirigida pelo sulafricano William Kentridge, se estendeu ao barítono paulistano Paulo Szot, que faz o protagonista da história, Kovalyov.


O crítico do “New York Times” Anthony Tommasini escreveu que “o Sr. Szot é conhecido principalmente por sua atuação ganhadora do Prêmio Tony como Emile de Becque na produção de ‘South Pacific’ do Teatro do Lincoln Center.Nenhuma decisão profissional poderia ter sacudido sua imagem pública mais do que aceitar esse intimidador papel russo. Kovalyov domina a ópera. Há momentos de voos líricos, e o sr. Szot os aproveitou ao máximo, cantando com um som rico e viril e com um fraseado lamurioso. Porém, grande parte do papel envolve trechos de diálogos cantados em passo rápido e pede exaustiva atividade física. A voz do Sr. Szot careceu de um pouco de potência. Ainda assim, ele cantou com inteligência e vigor, e seu carisma natural emprestou humanidade ao confuso personagem Kovalyov”.


A resenha começava exaltando o diretor, que foi aplaudido pelo público na estreia. Segundo o jornal, isso é incomum no Metropolitan quando a produção de uma ópera abusa de rebuscadas ideias modernistas, como é o caso deste “O nariz”.


O “Washington Post” publicou que “o barítono brasileiro Paulo Szot, vindo de uma performance premiada com o Tony em ‘South Pacific’, fez um début esplêndido”. Na avaliação do crítico Mike Silverman, “o canto dele foi suave e forte, a não ser por um ou outro instante na cena da catedral de Kazan, na qual sua voz, de potência mediana, foi engolida pela orquestra”.



Exibições: 72

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço