Como graduanda em pedagogia, eu não me decepciono em estágios que realizo, pois vejo grande mudança por parte de alguns, entretanto dói ouvir da boca d e enes professores a insignificância do aprender ensinando, para a maioria deles tudo já vem pronto e construido.
Muito embora a educação teha sido construida para cuidar, isto não ocorre de fato, pois professores seguem o que diz a CF/ 88, " A EDUCAÇÃO DA CRIANÇA É DIREITO DO ESTADO E DEVER DA FAMÍLA", para a maioria, sem generalizar, pois ainda existem excelentes professores tanto na rede pública quanto na privada; porém estes professores , são poucos , para alguns o que importa é transmissão, pois seu salário está garantido, e se a criança não aprende a culpa é única e exclusiva da família. Mas o que fez ou faz este professor para reverter a situação?
Como estudante de Pedagogia e ainda acreditar em um país melhor , um país feito por profissionais da educação competentes, capazes de serem mediadores de uma educação de qualidade, fico chocada ao ouvir expressões semelhantes, a citada acima "que a familia é reponsável, ou o aluno tem dislexia ou TDAH" Ou a famosa frase, "Estuda e passa no concurso, se efetiva e o resto deixa rolar"; mania nacional entre aqueles que tem em sua mão formar cidadão;para esconder as incompetências geradas por nós mesmos. Me preocupa saber que estes profissonais terão em suas mãos crianças de todos os meios, me preocupa saber que ao longo dos 4 anos , o senso comum continua presente e forte, perecebe-se que não há vontade em mudar. Existem vários estudos, em torno da Pedagogia do Cuidado, pois há muito se fala neste tipo , teóricamente ela é linda. Entretanto é lamentável ver que são poucos os profissionais que realmente se preocupem com isto. Exemplos como o da professora Dagmar Garroux são raros. Quando se encontra uma pessoa com esta visão, devemos rever nossas ações e ressignificar nossos atos. Seria importante se em cada escoal houvesse ao menos um exemplar deste livro do autor Celso Antunes, que narra com maestria a trajetória da casa do zezinho, fundada por Dagmar Garrox , e acrescento; ler este livro é como se fizessemos uma viagem ao mundo maravilhoso dos contos de fadas, porém este tem base sólida em fatos reais concretizados. Vivemos hierarquizados numa sociedade que ainda não aprendeu a andar com as próprias perna se fazer a diferença. Nisto podemos dizer que, as mesmas leis que ortogam os direitos da criança, não é vista com clareza, pois quanto mais docentes formadores de pedagogos batem na tecla do CUIDAR, mais discentes se distanciam deste fatos . Pensar em uma educação de qualidade, cabe principalmente á nós futuros pedagogos, assim como outros no passado nos deixaram um legado, é a nossa vez de fazermos a diferença. Assim como a professora Dagmar Garroux e alguns outros existentes , que se preocupam , não somente com a educação formal, mas principalmente com a educação social e humana do sujeito.

Exibições: 427

Comentário de Marcia em 22 maio 2009 às 23:25
Nilza, beleza de post, viu um vídeo na minha página sobre Anísio Teixeira?
Um beijo.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço