1845 - A polca chega a cidade do Rio de Janeiro e é dançada pela primeira vez no Teatro Imperial São Pedro.





1848 - É criado o Conservatório de Música do Rio de Janeiro.





1870 - O flautista Joaquim Callado cria o grupo de Choro Carioca, ou Choro do Callado, no Rio de Janeiro.




1871 - Lançamento do primeiro tango brasileiro, "Olhos matadores", de Henrique Alves de Mesquita.





1889 - Chiquinha Gonzaga compõem a primeira música com a palavra choro, o tango "Só no choro".



1896 - O maestro Anacleto de Medeiros cria a Banda do Corpo de Bombeiros no Rio de Janeiro.






1902 - O cantor Baiano grava, pela Casa Edison, o primeiro disco no Brasil.






1914 - Pixinguinha e Donga formam o Grupo Caxangá.




1917 - O paulista Zequinha de Abreu compõe "Tico-Tico no fubá".





1919 - Surgem os Oito Batutas.


1922 - Os Batutas fazem a primeira turnê de um grupo de instrumentistas populares brasileiros ao exterior.
- O grupo Os Turunas Pernambucanos, liderados por Ratinho e Jararaca, faz excursão pelo Rio de Janeiro.



1923 - Inaugurada a primeira rádio do Brasil, a Rádio Sociedade do Brasil. (Na foto Beatriz Roquette Pinto, nos estúdios)



1927 - Surgem a gravação e a vitrola elétrica, proporcionando ao ouvinte uma audição mais natural.




1930 - Surgem os regionais do Rádio.





1934 - Surge o Regional de Benedito Lacerda.





1936 - Fundação da Rádio Nacional no Rio de Janeiro.




1937 - O cantor Orlando Silva grava "Carinhoso" e "Rosa", de Pixinguinha.



1942 - O violonista Garoto forma com a pianista Carolina Cardoso de Menezes um duo de grande sucesso.



1945 - Surge a Orquestra Tabajara, liderada pelo chorão Severino Araújo, autor do clássico "Espinha de bacalhau".




1946 - Pixinguinha forma um duo com Benedito Lacerda.





1949 - Waldir Azevedo grava, pela Continemtal, o choro "Brasileirinho".





1950 - Surge a TV Tupi, a primeira emissora brasileira, e o Regional do Canhoto.




1954 - Incentivado pelo radialista Almirante, Pixinguinha, João da Baiana, Bide, Alfredinho do Flautim, J.Cascata e Donga criam o grupo da Velha Guarda.




1955 - Jacob do Bandolim realiza na TV Record a Primeira Noite dos Choristas.





1956 - Radamés Gnattali compõe a suíte "Retratos".




1964 - Altamiro Carrilho lança um dos melhores LPs de choro de todos os tempos: "Choros imortais".




1968 - Jacob do Bandolim e o Época de Ouro tocam, no Teatro João Caetano, ao lado do Zimbo Trio e de Elizeth Cardoso.




1969 - Jacob do Bandolim lança o antológico LP "Vibrações".





1973 - Sérgio Cabral dirige o show "Sarau", no Teatro da Lagoa, com Paulinho da Viola, Copinha e Época de Ouro.




1974 - A Escola de Samba Portela homenageia Pixinguinha, com o enredo "O mundo melhor de Pixinguinha".


1975 - Surge o Clube do Choro no Rio de Janeiro, com o musicólogo Mozart Araújo na presidência. Ary Vasconcelos (ao centro) organiza, no Museu da Imagem e do Som (RJ), a semana Jacob do Bandolim. O bar Sovaco de Cobra é o celeiro de reunião dos grandes chorões do Rio de Janeiro.


1976 - Paulinho da Viola lança o LP "Memórias-Chorando".
- Surge o grupo Os Carioquinhas.
- Abel Ferreira lança o LP "Brasil, sax e clarineta".




1977 - É organizado o Primeiro Festival Nacional do Choro, pela TV Bandeirantes em são Paulo.
- Surge o Clube do Choro de Brasília, o mais importante clube do gênero. (Reco do Bandolim, um dos idealizadores e atual presidente).




1978 - O pesquisador Ary Vasconcelos reedita, pela Funarte, o livro "O choro: reminicências dos chorões antigos", de Alexandre Gonçalves Pinto, fonte indispensável para o estudo dos antigos chorões cariocas.





1979 - Surge a Camerata Carioca.




1981 - Lançado o LP "Chorando Callado I" - com obras inéditas de chorões da virada do século.
- Radamés Gnattali e a Camerata Carioca lançam o álbum "Vivaldi & Pixinguinha".



1985 - A Escola de Samba Estácio de Sá escolhe a história do choro como enredo do seu desfile.




1987 - Surge "O Trio", reedição moderna do grupo de choro do flautista Joaquim Callado. (Pedro Amorim, Maurício Carrilho e Paulo Sérgio Santos).




1996 - Realizado em São Paulo, no Sesc-Pompéia, o megafestival de choro Chorando Alto.




1997 - Lançada no Rio de Janeiro a pioneira revista "Roda de Choro".





1998 - Surge a Acari Records, a primeira gravadora exclusiva de choro.

- Henrique Cazes lança o livro "Choro: do quintal ao Municipal".



2001 - Organizado pelo Museu da Imagem e do Som/RJ, na sala Cecília Meireles, o Festival Chorando no Rio.
- É instituido o Dia Nacional do Choro, comemorado na data de nascimento de Pixinguinha (23 de abril).
- Ana Cunha e Henrique Cazes organizam a exposição "Choro: do quintal ao Municipal".



2002 - É fundado o Instituto Jacob do Bandolim, com Elena Bittencourt, filha de Jacob, na presidência, e o músico Déo Rian na vice.




2006 - Lançamento (Biscoito Fino) do CD Choros Vol 1 - Heitor Villa-Lobos: Choros 5, 7 e 10, com a OSESP regida pelo maestro Jonh Neschling e participação da pianista Cristina Ortiz.






2008 - Lançamento do filme "Brasileirinho - Grandes Encontros do Choro Contemporâneo", dirigido por Mika Kaurismaki, com direção musical de Marcello Gonçalves.
- Lançamento do CD Choros Vol 2 - Heitor Villa-Lobos - Choros 1, 4, 6, 8 e 9 (Biscoito Fino).



2009 - Lançamento do CD Choros vol 3 - Heitor Villa-Lobos Choros 2, 3, 10 e 12 (Biscoito Fino). Entre os solistas o violonista Fábio Zanon.





Ainda 2009 - É instituido o Dia Estadual do Choro em São Paulo, capital, comemorando a data de nascimento de Aníbal Augusto Sardinha - Garoto - (28 de junho).



**********
Fonte: “Almanaque do Choro”, de André Diniz (Rio de Janeiro: Zahar Ed., 2003).
Adaptação do texto e garimpagem de fotos: Laura Macedo.

**********

Exibições: 453

Comentário de Mauro em 22 abril 2009 às 20:54
Oi Laura,
Parabenizo e agradeço pela disponibilização desta cronologia bastante ilustrativa para um admirador do choro, como eu, que possui pouca informação sobre o tema.
Abraço.
Comentário de Gregório Macedo em 28 abril 2009 às 3:56
Excelente trabalho. O choro é Brasil puro.
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço